background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Data-Base - 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Legislação Societária
O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA , SENDO OS SEUS
ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS.
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
-
-
-
-
-
-
-
-
-
4 - BAIRRO OU DISTRITO
3 - ENDEREÇO COMPLETO
-
6 - MUNICÍPIO
9 - TELEFONE
15 - FAX
10 - TELEFONE
11 - TELEFONE
12 - TELEX
-
-
1 - NOME
15 - E-MAIL
-
13 - FAX
12 - FAX
-
14 - FAX
10 - TELEX
-
9 - TELEFONE
-
8 - TELEFONE
-
7 - TELEFONE
6 - DDD
-
2 - BAIRRO OU DISTRITO
1 - ENDEREÇO COMPLETO
6 - NIRE
4 - DENOMINAÇÃO COMERCIAL
5 - DENOMINAÇÃO SOCIAL ANTERIOR
01.02 - SEDE
3 - CEP
4 - MUNICÍPIO
5 - UF
11 - DDD
01.03 - DEPARTAMENTO DE ACIONISTAS
5 - CEP
2 - CARGO
16 - FAX
13 - DDD
8 - DDD
17 - E-MAIL
7 - UF
14 - FAX
7 - SITE
AGENTE EMISSOR / INSTITUIÇÃO FINANCEIRA DEPOSITÁRIA
18 - NOME
ATENDIMENTO NA EMPRESA
19 - CONTATO
20 - ENDEREÇO COMPLETO
21 - BAIRRO OU DISTRITO
22 - CEP
23 - MUNICÍPIO
24 - UF
25 - DDD
26 - TELEFONE
27 - TELEFONE
28 - TELEFONE
29 - TELEX
-
-
-
33 - FAX
32 - FAX
31 - FAX
30 - DDD
34 - E-MAIL
8 - DATA DE CONSTITUIÇÃO DA CIA
9 - DATA DE REGISTRO DA CIA NA CVM
Pág:
1
06/04/2009 11:29:37
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Data-Base - 31/12/2007
5 - ATIVIDADE PRINCIPAL
NÃO
L047152
012.266.188-55
jerry@jbs.com.br
564.042.128-20
Estefan George Haddad
BDO TREVISAN AUDITORES INDEPENDENTES
05118-100
São Paulo
-
-
11
11
3144-4147
-
3144-4000
Vila Jaguara
Av. Marginal Direita do Tietê, 500
Jeremiah Alphonsus O'Callaghan
01.04 - DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES (Endereço para Correspondência com a Companhia)
1 - NOME
2 - ENDEREÇO COMPLETO
4 - CEP
7 - DDD
12 - DDD
3144-4279
13 - FAX
8 - TELEFONE
5 - MUNICÍPIO
9 - TELEFONE
14 - FAX
15 - FAX
10 - TELEFONE
11 - TELEX
SP
6 - UF
3 - BAIRRO OU DISTRITO
01.05 - REFERÊNCIA / AUDITOR
3 - DATA DE INÍCIO DO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO
01/01/2008
5 - NOME/RAZÃO SOCIAL DO AUDITOR
2 - DATA DE TÉRMINO DO ÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL
31/12/2007
4 - DATA DE TÉRMINO DO EXERCÍCIO SOCIAL EM CURSO
31/12/2008
00210-0
01.06 - CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA
BVBAAL
BVES
BVPP
BVRG
BVPR
BVRJ
X BOVESPA
BVST
Bolsa
1220 - Alimentos
2 - MERCADO DE NEGOCIAÇÃO
4 - CÓDIGO DE ATIVIDADE
1 - BOLSA DE VALORES ONDE POSSUI REGISTRO
Operacional
BVMESB
3 - TIPO DE SITUAÇÃO
1 - DATA DE INÍCIO DO ÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL
01/01/2007
6 - CÓDIGO CVM
7 - NOME DO RESPONSÁVEL TÉCNICO
8 - CPF DO RESP. TÉCNICO
NÃO
16 - E-MAIL
17 - DIRETOR BRASILEIRO
18 - CPF
18 - PASSAPORTE
6 - AÇÕES PREF. COM CLASSES
Exploração do ramo de abatedouro e frigorificação de bovinos, industrialização de carnes, conservas,
gorduras, rações e produtos derivados.
Pág:
2
06/04/2009 11:29:56
background image
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Data-Base - 31/12/2007
31/03/2008
01.07 - CONTROLE ACIONÁRIO / VALORES MOBILIÁRIOS
Privada Nacional
1 - NATUREZA DO CONTROLE ACIONÁRIO
2 - VALORES MOBILIÁRIOS EMITIDOS PELA CIA.
Ações
X
Debêntures Simples
Partes Beneficiárias
Bônus de Subscrição
Ações Resgatáveis
Debêntures Conversíveis em Ações
01.08 - PUBLICAÇÕES DE DOCUMENTOS
28/03/2008
1 - AVISO AOS ACIONISTAS SOBRE DISPONIBILIDADE DAS DFs.
30/04/2008
2 - ATA DA AGO QUE APROVOU AS DFs.
15/04/2008
3 - CONVOCAÇÃO DA AGO PARA APROVAÇÃO DAS DFs.
4 - PUBLICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
Certificado de Investimento Coletivo (CIC)
Certificado de Recebíveis Imobiliários (CRI)
Notas Promissórias (NP)
BDR
Outros
DESCRIÇÃO
01.09 - JORNAIS ONDE A CIA. DIVULGA INFORMAÇÕES
1 - ITEM
2 - TÍTULO DO JORNAL
3 - UF
01
Valor Econômico
SP
02
Diário Oficial do Estado de SP
SP
01.10 - DIRETOR DE RELAÇÕES COM INVESTIDORES
2 - ASSINATURA
1 - DATA
30/05/2008
3
06/04/2009 11:30:01
Pág:
background image
4 - DATA
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
02.01.01 - COMPOSIÇÃO ATUAL DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO E DIRETORIA
1 - ITEM 2 - NOME DO ADMINISTRADOR
3 - CPF
5 - PRAZO DO MANDATO
DA ELEIÇÃO
6 - CÓDIGO TIPO DO
9 - FUNÇÃO
ADMINISTRADOR *
Data-Base - 31/12/2007
7 - ELEITO P/
CONTROLADOR
8 - CARGO
/FUNÇÃO
01
Joesley Mendonça Batista
376.842.211-91
02/01/2007
3 anos
3
Presidente do C.A. e Diretor Presidente
SIM
30
02
Wesley Mendonça Batista
364.873.921-20
02/01/2007
3 anos
3
Vice Pres. C.A. e Diretor Exec Operações
SIM
39
03
José Batista Sobrinho
052.970.871-04
02/01/2007
2 anos
2
Conselho de Administração (Efetivo)
SIM
22
04
José Batista Júnior
194.087.141-72
02/01/2007
2 anos
2
Conselho de Administração (Efetivo)
SIM
22
05
Demósthenes Marques
468.327.930-49
11/04/2008
2 anos
2
Conselho de Adm. Independente (Efetivo)
NÃO
29
06
Marcus Vinicius Pratini de Moraes
000.178.841-87
02/01/2007
2 anos
2
Conselho de Adm.Independente (Efetivo)
SIM
29
07
Jeremiah Alphonsus O'Callaghan
012.266.188-55
14/05/2008
3 anos
1
Diretor de Relações com Investidores
12
08
Francisco de Assis e Silva
545.102.019-15
02/01/2007
3 anos
1
Diretor Jurídico
19
09
Sergio Longo
856.775.668-53
02/01/2007
3 Anos
1
Diretor de Finanças
19
10
Humberto Pires Grault Vianna de Lima
512.243.807-20
11/04/2008
2 anos
2
Conselho de Adm. Independente (Suplente)
NÃO
28
Pág:
4
06/04/2009 11:30:05
* CÓDIGO:
1 - PERTENCE APENAS À DIRETORIA;
2 - PERTENCE APENAS AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO;
3 - PERTENCE À DIRETORIA E AO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO.
background image
SIM
6 - DATA
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
02.01.02 - COMPOSIÇÃO ATUAL DO CONSELHO FISCAL
3 - ITEM 4 - NOME DO CONSELHEIRO
5 - CPF
7 - PRAZO DO MANDATO
DA ELEIÇÃO
9 - FUNÇÃO
Data-Base - 31/12/2007
8 - CARGO
/FUNÇÃO
SIM
1 - CONSELHO FISCAL INSTALADO
2 - PERMANENTE
01
Divino Aparecido dos Santos
333.235.181-87
28/09/2007
1 ano
PRES. C.F.ELEITO P/CONTROLADOR
40
02
Florisvaldo Caetano de Oliveira
098.272.341-53
28/09/2007
1 ano
C.F.(EFETIVO)ELEITO P/CONTROLADOR
43
03
Ricardo Antunes Agostini
249.708.338-00
01/07/2008
1 ano
C.F.(EFETIVO)ELEITO P/MINOR.ORDINARISTAS
45
04
Marcos Godoy Brogiato
949.583.438-49
01/07/2008
1 ano
C.F.(SUPLENT)ELEITO P/CONTROLADOR
46
05
Sandro Domingues Raffai
064.677.908-71
28/09/2007
1 ano
C.F.(SUPLENT)ELEITO P/CONTROLADOR
46
06
Renato Toshio Takamura
282.849.348-25
01/07/2008
1 ano
C.F.(SUPLENT)ELEITO P/MINOR.ORDINARISTAS
48
Pág:
5
06/04/2009 11:30:13
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
02.02 - EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA DE CADA CONSELHEIRO
(ADMINISTRAÇÃO E FISCAL) E DIRETOR
06/04/2009 11:30:31 Pág:
6

Conselho de Administração

Joesley Mendonça Batista.
O Sr. Joesley Batista é o atual Presidente do Conselho de Administração, tendo sido
eleito para tal função em 2 de janeiro de 2007, e possui mais de 20 anos de experiência com produção de carne
bovina no Grupo de JBS. É também nosso Diretor Presidente. O Sr. Joesley Batista trabalha no Grupo JBS desde
1988 e é um dos filhos do Sr. José Batista, o fundador do Grupo JBS e irmão do Sr. José Batista Junior e do Sr.
Wesley Mendonça Batista.
Wesley Mendonça Batista. O Sr. Wesley Batista é o atual Vice-Presidente do nosso Conselho de
Administração, tendo sido eleito para tal função em 2 de janeiro de 2007, e possui mais de 20 anos de
experiência com produção de carne bovina no Grupo de JBS. É também membro da Diretoria. O Sr. Wesley
Batista trabalha no Grupo JBS desde 1987 e é um dos filhos do Sr. José Batista, o fundador do Grupo JBS e
irmão do Sr. José Batista Jr. e do Sr. Joesley Mendonça Batista.

José Batista Sobrinho.
O Sr. José Batista é membro do nosso Conselho de Administração e é o fundador do
Grupo JBS, e possui mais de 50 anos de experiência com produção de carne bovina no Grupo de JBS. O Sr. José
Batista foi eleito para tal função em 2 de janeiro de 2007. O Sr. José Batista é pai do Sr. Joesley Mendonça
Batista, do Sr. Wesley Mendonça Batista e do Sr. José Batista Jr.

José Batista Junior.
O Sr. Batista é membro do nosso Conselho de Administração, tendo sido eleito para tal
função em 2 de janeiro de 2007, e possui mais de 25 anos de experiência com produção de carne bovina no Grupo
de JBS. O Sr. Batista é um dos filhos do Sr. José Batista, o fundador do Grupo JBS e irmão do Sr. Joesley
Mendonça Batista e do Sr. Wesley Mendonça Batista.
Marcus Vinicius Pratini de Moraes. O Sr. Pratini de Moraes é membro de nosso Conselho de Administração
Independente desde 2 de janeiro de 2007. É graduado em economia pela Faculdade de Ciências Econômicas
da Universidade do Rio Grande do Sul (1963) e pós-graduado em Administração Pública pela Deutsche
Stiftung fur Entwicklungsländer ­ Berlin (1965) e Administração de Empresas pela Pittsburgh University &
Carnegie Tech - Carnegie Institute of Technology (1966). O Sr. Pratini de Moraes exerceu os cargos de
Ministro Interino do Planejamento e Coordenação Geral (1968-1969), Ministro da Indústria e do Comércio
(1970-1974), Ministro de Minas e Energia (1992) e Ministro da Agricultura, Pecuária e do Abastecimento
(1999-2002), além de um mandato de Deputado Federal pelo Estado do Rio Grande do Sul (1982-1986). Foi
também fundador e presidente da Fundação Centro de Estudos do Comércio Exterior ­ FUNCEX (1976-
1985), Presidente do Conselho Consultivo do Center of Brazilian Studies ­ School of Advanced International
Studies ­ The John Hopkins University (1977- 1981), Membro do Conselho da IFC ­ International Finance
Corporation, em Washington D.C., Estados Unidos (1987-1997), Presidente da Associação do Comércio
Exterior do Brasil ­ AEB (1988-1999), Membro do Conselho do Center for Advanced Studies in
Management ­ The Wharton School University of Pennsylvania (1999), Membro do conselho de
administração da SOLVAY do Brasil (1998-1999) e Presidente do Conselho (2003), Membro do Conselho de
Supervisão do Banco ABN-AMRO ­ Amsterdã (2003); Membro do Conselho Consultivo da Bolsa de
Mercadorias e Futuros ­ BM&F (2003); Presidente do Conselho da Associação Brasileira das Indústrias
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
02.02 - EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA DE CADA CONSELHEIRO
(ADMINISTRAÇÃO E FISCAL) E DIRETOR
06/04/2009 11:30:31 Pág:
7
Exportadoras de Carnes Industrializadas ­ ABIEC (2003), Membro do Conselho Empresarial Brasil - China
(2004), Presidente do Conselho Empresarial Brasil ­ Rússia (2004), Membro do Conselho Nacional de
Desenvolvimento Industrial (2005-2007) e Vice-Presidente do Serviço de Informação da Carne ­ SIC (2005).

Demósthenes Marques. Nascido em Passo Fundo - RS, graduado em engenharia civil pela Universidade
Federal de Santa Maria, pós-graduado em desenvolvimento urbano pelas Faculdades Integradas Cândido
Mendes, especialista em auditoria de obras públicas pela UNB, e sistemas de informações geográficas pela
Universidade Federal de São Carlos.
É diretor de investimentos da FUNCEF desde julho de 2004. É empregado da Caixa Econômica Federal desde
1989 onde exerceu funções executivas nas áreas de Desenvolvimento Urbano e desenvolvimento Econômico
e Social.
Foi também diretor de operações no Instituto de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal, assessor
especial do governador; diretor do departamento administrativo do gabinete da vice-governadora e chefe de
gabinete da vice-governadora do Distrito Federal.
Atuou como membro dos Conselhos de Administração de Litel S.A. (holding da estrutura societária de
controle da Cia. Vale do Rio Doce), Brasil Ferrovias, Ferronorte, Ferroban, Novoeste e ALL - América Latina
Logística.

Humberto Pires Grault Vianna de Lima.
B
rasileiro, graduado em Ciências Econômicas, na Faculdade de
Ciências políticas e Econômicas do Rio de Janeiro, em 1979. Pós-graduação em Economia, na Fundação
Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade do Estado de São Paulo, no período de janeiro de 1982 a
dezembro de 1983, e em Economia, na Escola de Pós -Graduação em Economia da Fundação Getúlio Vargas,
no período de janeiro de 1990 a dezembro de 1991. Foi Professor da disciplina de Comércio Internacional e
Finanças Públicas, na Universidade de Santos, durante o ano de 1985, e Professor da disciplina de Matemática
Financeira, em convênio com Sindicatos dos Bancários, 1995/1996. Fundação Petrobrás de Seguridade Social
­ Petros - cedido desde junho de 2003, atuando como Gerente de Novos Projetos. Exerce cumulativamente ao
cargo de Gerente de Novos Projeto, o cargo de Gerente de Participações, na Fundação Petrobras de
Seguridade Social ­ Petros, desde março/2008.














background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
02.02 - EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA DE CADA CONSELHEIRO
(ADMINISTRAÇÃO E FISCAL) E DIRETOR
06/04/2009 11:30:31 Pág:
8


Conselho Fiscal

Divino Aparecido dos Santos.
O Sr. Divino é membro do Conselho Fiscal deste 28 de setembro de 2007. É
atualmente presidente e sócio da empresa Doce Vida Ind. E Com. Produtos Alimentícios Naturais Ltda.,
possui mais de 15 anos de
experiência em empresas do ramo de produção de carne bovina e pecuária, foi responsável pela contabilidade
do Grupo JBS de 06 de 1994 a 07 de 2007, foi responsável pela contabilidade da empresa Bordon S/A de
1988 a 1994 é Técnico em Contabilidade com registro no Conselho Regional de Contabilidade.

Florisvaldo Caetano de Oliveira. Formado em Técnico em Contabilidade pelo Colégio La Salle ­ Brasília-
DF. Administrou a Empresa Rigor 65 Com. e Distrib. de Produtos de Higiene e Limpeza de 1998 a 2006.
Administrou a Empresa Transportadora Santos Dumont Ltda, de 1999 a 2002. Administra a Empresa
Escritório de Contabilidade F.F Ltda desde 22/12/2004.

Ricardo Antunes Agostini. É gerente da Angra Partners e possui experiência profissional em finanças
corporativas, M&A e turnaround de empresas. Ricardo foi CFO da Telemig Celular e Amazônia Celular e
atuou como membro dos Conselhos Fiscais da Tele Norte Participações, Amazônia Celular e Telemig
Celular. Anteriormente, Ricardo trabalhou nas empresas Bain & Company, MGDK, Monitor e Price
Waterhouse. Ricardo tem MBA por Insead e é graduado em Engenharia Eletrônica pela Escola Politécnica da
Universidade de São Paulo.

Marcos Godoy Brogiato. Brasileiro, nascido em 19/09/1958, casado, empresário e contabilista. Graduado em
Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo ­ PUC. Funcionário de
empresas do GRUPO BORDON desde novembro de 1973 a setembro de 2001, sendo os seguintes os últimos
cargos exercidos: Gerente de Contabilidade Geral (09/96 - 11/98), reportando-se à Diretoria de Planejamento
e Controle; Gerente Financeiro (12/98 ­ 09/2001), reportando-se ao Diretor Presidente. Prestação de serviços
de assessoria, sem vínculo empregatício, para empresas do GRUPO BORDON, a partir de setembro de 2001 e
admitido como funcionário, pela mesma empresa, a partir junho de 2006, para coordenar sua contabilidade,
cargo exercido até a presente data.

Sandro Domingues Raffai. É graduado em contabilidade pela Faculdade Oswaldo Cruz. Pós graduação
(cursando semestre 2/3) da Escola do comércio Álvares Penteado - FECAP em gestão tributária. Escritório de
contabilidade FF Ltda, período de junho de 2006 à atual, assistente de controladoria.

Renato Toshio Takamura.
É analista da Angra Partners e possui experiência profissional em finanças
corporativas, M&A e turnaround de empresas. Renato participou do processo de reestruturação da Kepler
Weber, e no processo de venda do controle da Telemig Participações e Tele Norte Participações.
Anteriormente, Renato trabalhou na Gradus Consultoria e na Schahin CCVM. Renato é graduado em
Engenharia Mecânica Aeronáutica pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
02.02 - EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL E FORMAÇÃO ACADÊMICA DE CADA CONSELHEIRO
(ADMINISTRAÇÃO E FISCAL) E DIRETOR
06/04/2009 11:30:31 Pág:
9



Diretoria
Joesley Mendonça Batista. O Sr. Joesley Batista é o atual Presidente do Conselho de Administração, tendo sido
eleito para tal função em 2 de janeiro de 2007, e possui mais de 20 anos de experiência com produção de carne
bovina no Grupo de JBS. É também nosso Diretor Presidente. O Sr. Joesley Batista trabalha no Grupo JBS desde
1988 e é um dos filhos do Sr. José Batista, o fundador do Grupo JBS e irmão do Sr. José Batista Junior e do Sr.
Wesley Mendonça Batista.
Wesley Mendonça Batista. O Sr. Wesley Batista é o atual Vice-Presidente do nosso Conselho de
Administração, tendo sido eleito para tal função em 2 de janeiro de 2007, e possui mais de 20 anos de
experiência com produção de carne bovina no Grupo de JBS. É também membro da Diretoria. O Sr. Wesley
Batista trabalha no Grupo JBS desde 1987 e é um dos filhos do Sr. José Batista, o fundador do Grupo JBS e
irmão do Sr. José Batista Jr. e do Sr. Joesley Mendonça Batista.
Francisco de Assis. O Sr. Francisco é membro da Diretoria desde 2 de janeiro de 2007. Formado em Direito
pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná.
Cursou Pós Graduação Lato Sensu em Direito Ambiental, na
Pontífícia Universidade Católica do Paraná; Pós Graduação Lato Sensu em Direito Empresarial pela
Universidade Mackenzie ­ SP; Cursou Pós Graduação Strictu Sensu (mestrado), na Universidades Mackenzie
de São Paulo e Universidade Federal do Paraná, nas áreas de Direito do Estado, com dissertação em Sistema
Constitucional Tributário, com todos os créditos para o Doutorado; Cursou MBE na USP ­ SP em Economia
do Trabalho. É membro do Instituto dos Advogados de São Paulo, IASP e do Instituto Brasileiro de Direito
Tributário, IBDT ­ USP. Foi advogado do Grupo Trombini por 5 anos. Foi Diretor Administrativo e Jurídico
da Transportadora Itapemirim S.A. Exerce sua atividade no Grupo JBS desde dezembro de 2001.

Sérgio Longo.
O Sr. Sérgio Longo é membro da Diretoria desde 2005 e exerce o cargo de Diretor desde abril
de 2003. O Sr. Sérgio Longo possui experiência de mais de 25 anos trabalhando em instituições financeiras e,
antes de ingressar na nossa Companhia, o Sr. Sérgio Longo trabalhou por 18 anos no Banco Sudameris e 4
anos no Banco Rural.
Jeremiah Alphonsus O'Callaghan. O Sr. Jeremiah, nasceu em Cork, Irlanda em 1953. Estudou Engenharia na
UCC (University College Cork) e imigrou para o Brasil em 1979. Ingressou na indústria de carnes em 1983
desenvolvendo comércio global para o setor de carne bovina brasileira. Trabalhou inicialmente na Mouran
(1983 a 1989), depois na Bordon (1989 a 1995) e entrou na JBS em 1996 para desenvolver a área de Negócios
Internacionais.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Data-Base - 31/12/2007
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
03.01 - EVENTOS RELATIVOS À DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL
AGE
4.633
411
SIM
NÃO
1 - EVENTO BASE
2 - DATA DO EVENTO 3 - PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS 4 - INVESTIDORES INSTITUCIONAIS 5 - ACORDO DE ACIONISTAS 6 - AÇÕES PREFER. COM DIREITO A VOTO
7 - AÇÕES PREFERENCIAIS COM DIREITO A VOTO
01/07/2008
8 - DATA DO ÚLTIMO ACORDO DE ACIONISTAS
08/07/2008
683.167.758
16 - AÇÕES PREFERENCIAIS EM CIRCULAÇÃO NO MERCADO
47,51
683.167.758
TOTAL
0
AÇÕES EM CIRCULAÇÃO NO MERCADO
ORDINÁRIAS
47,51
10 - QUANTIDADE (Unidade)
11 - PERCENTUAL
0,00
PREFERENCIAIS
13 - PERCENTUAL
12 - QUANTIDADE (Unidade)
14 - QUANTIDADE (Unidade)
15 - PERCENTUAL
SIM
9 - EXISTEM AÇÕES EM CIRCULAÇÃO
2 - QUANTIDADE (Unidade)
3 - PERCENTUAL
1 - CLASSE
Pág:
10
06/04/2009 11:30:47
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Data-Base - 31/12/2007
03.02 - POSIÇÃO ACIONÁRIA DOS CONTROLADORES E ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
1 - ITEM 2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS
7 - %
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - TOTAL DE AÇÕES
3 - CPF/CNPJ
11 - ¨%
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
13 - PART. NO ACORDO DE ACIONISTAS
5 - UF
14 - CONTROLADOR
(Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
15/1 - CLASSE
15/2 - QTD. AÇÕES PREFERENCIAIS
15/3 - % PREFERENCIAIS
(Unidades)
001
ZMF Fundo de Investimento em Part.
08.661.352-0001/08
Brasileira
RJ
87.903.348
6,11
0
0,00
87.903.348
6,11
SIM
SIM
29/06/2007
002
J. & F. Participações S.A.
00.350.763-0001/62
Brasileira
SP
632.781.603 44,00
0
0,00
632.781.603 44,00
SIM
SIM
01/07/2008
009
BNDES Participações S.A. - BNDESPAR
00.383.281-0001/09
Brasileira
RJ
186.891.800 13,00
0
0,00
186.891.800 13,00
NÃO
NÃO
01/07/2008
010
PROT - Fundo de Invest. em Participações
09.412.863-0001/40
Brasileira
RJ
205.365.101 14,28
0
0,00
205.365.101 14,28
SIM
NÃO
01/07/2008
997
AÇÕES EM TESOURARIA
34.226.200
2,38
0
0,00
34.226.200
2,38
998
OUTROS
290.910.874 20,23
0
0,00
290.910.874 20,23
999
TOTAL
1.438.078.926 100,00
0
0,00
1.438.078.926 100,00
Pág:
11
06/04/2009 11:30:52
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
ZMF Fundo de Investimento em Part.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
001
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
001001
6 16,67
0
0,00
6 16,67
376.842.211-91
Brasileiro
GO
Joesley Mendonça Batista
001002
6 16,67
0
0,00
6 16,67
364.873.921-20
Brasileiro
GO
Wesley Mendonça Batista
001003
6 16,67
0
0,00
6 16,67
194.087.141-72
Brasileiro
GO
José Batista Júnior
001004
6 16,67
0
0,00
6 16,67
666.569.401-10
Brasileira
GO
Vanessa Mendonça Batista
001005
6 16,67
0
0,00
6 16,67
239.391.921-04
Brasileira
GO
Valére Batista Mendonça Ramos
001006
6 16,65
0
0,00
6 16,65
946.475.421-49
Brasileira
GO
Vivianne Mendonça Batista
001999
36 100,00
0
0,00
36 100,00
TOTAL
Pág:
12
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
J. & F. Participações S.A.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
01/07/2008
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002001
99.529
6,27
158.988 10,03
258.517
8,16
Brasileira
SP
ZMF Participações Ltda.
29/06/2007
002002
203.581 12,85
54.935
3,47
258.516
8,15
07.704.137-0001/76
Brasileira
SP
WWMB Participações Ltda.
29/06/2007
002003
203.581 12,85
54.935
3,47
258.516
8,15
07.704.144-0001/78
Brasileira
SP
JJMB Participações Ltda.
29/06/2007
002004
99.529
6,28
158.987 10,03
258.516
8,15
07.704.148-0001/56
Brasileira
SP
JJBJ Participações Ltda.
29/06/2007
002005
99.529
6,28
158.987 10,03
258.516
8,16
07.704.046-0001/30
Brasileira
SP
VNMB Participações Ltda.
29/06/2007
002006
99.529
6,28
158.987 10,03
258.516
8,16
07.704.039-0001/39
Brasileira
SP
VVMB Participações Ltda.
29/06/2007
002007
99.529
6,28
158.988 10,03
258.517
8,16
07.704.052-0001/98
Brasileira
SP
VLBM Participações Ltda.
29/06/2007
002008
679.986 42,91
679.986 42,91
1.359.972 42,91
08.661.352-0001/08
Brasileira
RJ
ZMF Fundo de Investimento em Part.
29/06/2007
002999
1.584.793 100,00
1.584.793 100,00
3.169.586 100,00
TOTAL
Pág:
13
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
ZMF Participações Ltda.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002001
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002001001
72.234.989 100,00
0
0,00
72.234.989 100,00
052.970.871-04
Brasileiro
GO
José Batista Sobrinho
002001999
72.234.989 100,00
0
0,00
72.234.989 100,00
TOTAL
Pág:
14
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
WWMB Participações Ltda.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002002
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002002001
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
364.873.921-20
Brasileiro
GO
Wesley Mendonça Batista
002002999
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
TOTAL
Pág:
15
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
JJMB Participações Ltda.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002003
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002003001
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
376.842.211-91
Brasileiro
GO
Joesley Mendonça Batista
002003999
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
TOTAL
Pág:
16
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
JJBJ Participações Ltda.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002004
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002004001
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
194.087.141-72
Brasileiro
GO
José Batista Júnior
002004999
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
TOTAL
Pág:
17
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
VNMB Participações Ltda.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002005
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002005001
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
666.569.401-10
Brasileira
GO
Vanessa Mendonça Batista
002005999
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
TOTAL
Pág:
18
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
VVMB Participações Ltda.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002006
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002006001
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
946.475.421-49
Brasileira
GO
Vivianne Mendonça Batista
002006999
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
TOTAL
Pág:
19
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
VLBM Participações Ltda.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002007
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002007001
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
239.391.921-04
Brasileira
GO
Valére Batista Mendonça Ramos
002007999
72.234.009 100,00
0
0,00
72.234.009 100,00
TOTAL
Pág:
20
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
ZMF Fundo de Investimento em Part.
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
002008
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
29/06/2007
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
002008001
6 16,67
0
0,00
6 16,67
376.842.211-91
Brasileira
GO
Joesley Mendonça Batista
002008002
6 16,67
0
0,00
6 16,67
364.873.921-20
Brasileira
GO
Wesley Mendonça Batista
002008003
6 16,67
0
0,00
6 16,67
194.087.141-72
Brasileira
GO
José Batista Junior
002008004
6 16,67
0
0,00
6 16,67
666.569.401-10
Brasileira
GO
Vanessa Mendonça Batista
002008005
6 16,67
0
0,00
6 16,67
239.391.921-04
Brasileira
GO
Valére Batista Mendonça Ramos
002008006
6 16,65
0
0,00
6 16,65
946.475.421-49
Brasileira
GO
Vivianne Mendonça Batista
002008999
36 100,00
0
0,00
36 100,00
TOTAL
Pág:
21
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
BNDES Participações S.A. - BNDESPAR
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
009
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
01/07/2008
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
009001
1 100,00
0
0,00
1 100,00
Brasileira
BNDES
009999
1 100,00
0
0,00
1 100,00
TOTAL
Pág:
22
06/04/2009 11:30:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
03.03 - DISTRIBUIÇÃO DO CAPITAL DOS CONTROLADORES E DOS ACIONISTAS COM 5% OU MAIS DE AÇÕES
Data-Base - 31/12/2007
3 - DATA DE COMP. CAP. SOCIAL
PROT - Fundo de Invest. em Participações
1 - ITEM
6 - AÇÕES ORDINÁRIAS/
7 - %
2 - NOME/RAZÃO SOCIAL
8 - AÇÕES PREFERENCIAIS 9 - %
10 - AÇÕES/COTAS TOTAL 11 - ¨%
3 - CPF/CNPJ
12 - COMP.CAP.SOC.
4 - NACIONALIDADE
5 - UF
010
2 - CONTROLADORA / INVESTIDORA
01/07/2008
1 - ITEM
COTAS (Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
Pág:
23
06/04/2009 11:30:55
background image
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Legislação Societária
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
04.01 - COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL
1 - Data da Última Alteração:
01/07/2008
2- ITEM 3 - ESPÉCIE DAS AÇÕES
4 - NOMINATIVA
OU ESCRITURAL
5 - VALOR NOMINAL
(Reais)
6 - QTD. DE AÇÕES
(Unidades)
7 - SUBSCRITO
(Reais Mil)
8 - INTEGRALIZADO
(Reais Mil)
Data-Base - 31/12/2007
01
ORDINÁRIAS
ESCRITURAL
1.438.078.926
4.495.581
4.495.581
02
PREFERENCIAIS
0
0
0
03
PREFERENCIAIS CLASSE A
0
0
0
04
PREFERENCIAIS CLASSE B
0
0
0
05
PREFERENCIAIS CLASSE C
0
0
0
06
PREFERENCIAIS CLASSE D
0
0
0
07
PREFERENCIAIS CLASSE E
0
0
0
08
PREFERENCIAIS CLASSE F
0
0
0
09
PREFERENCIAIS CLASSE G
0
0
0
10
PREFERENCIAIS CLASSE H
0
0
0
11
PREFER. OUTRAS CLASSES
0
0
0
99
TOTAIS
1.438.078.926
4.495.581
4.495.581
06/04/2009 11:31:01
Pág:
24
background image
7 - QUANTIDADE DE AÇÕES EMITIDAS
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
04.02 - CAPITAL SOCIAL SUBSCRITO E ALTERAÇÕES NOS TRÊS ÚLTIMOS ANOS
1- ITEM 2 - DATA DA
ALTERAÇÃO
3 - VALOR DO CAPITAL SOCIAL
(Reais Mil)
4 - VALOR DA ALTERAÇÃO
(Reais Mil)
5 - ORIGEM DA ALTERAÇÃO
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
(Unidades)
8 - PREÇO DA AÇÃO NA
EMISSÃO
(Reais)
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
Data-Base - 31/12/2007
31/12/2004
01
7.500
3.000 Capitalização de Lucros
0
0,0000000000
01/03/2006
02
515.635
508.135 Incorporação de Empresas
0
0,0000000000
02/03/2006
03
515.635
0 Conversão em Ações
515.635.240
1,0000000000
31/12/2006
04
1.036.527
520.892 Capitalização de Lucros
520.892.041
1,0000000000
31/12/2006
05
1.077.504
40.977 Integralização de Bens
40.976.647
1,0000000000
31/12/2006
06
52.524
(1.024.980) Cisão Parcial
-1.024.979.938
1,0000000000
02/01/2007
07
52.524
0 Desdobramento de Ações
297.476.010
1,0000000000
07/03/2007
08
52.524
0 Desdobramento de Ações
350.000.000
1,0000000000
28/03/2007
09
91.748
39.224 Subscrição Pública
150.000.000
8,0000000000
29/06/2007
10
1.945.581
1.853.833 Subscrição Particular em Dinheiro
227.400.000
8,1523000000
01/07/2008
11
4.495.581
2.550.000 Subscrição Particular em Dinheiro
360.678.926
7,0700000000
06/04/2009 11:31:05
Pág:
25
background image
02.916.265/0001-60
JBS S.A.
02057-5
6 - QUANTIDADE DE AÇÕES
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Legislação Societária
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
04.03 - BONIFICAÇÃO / DESDOBRAMENTO OU GRUPAMENTO DE AÇÕES NOS TRÊS ÚLTIMOS ANOS
1- ITEM 2 - DATA APROVAÇÃO
3 - VALOR NOMINAL POR AÇÃO
(Reais)
4 - VALOR NOMINAL POR AÇÃO
(Reais)
5 - QUANTIDADE DE AÇÕES
(Unidades)
(Unidades)
ANTES DA APROVAÇÃO
DEPOIS DA APROVAÇÃO
ANTES DA APROVAÇÃO
DEPOIS DA APROVAÇÃO
Data-Base - 31/12/2007
01
02/01/2007
52.523.990
350.000.000
02
07/03/2007
350.000.000
700.000.000
06/04/2009 11:31:08
Pág:
26
background image
02.916.265/0001-60
JBS S.A.
02057-5
4 - QUANTIDADE DE AÇÕES
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Legislação Societária
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
04.05 - COMPOSIÇÃO DO CAPITAL AUTORIZADO
1- ITEM 2 - ESPÉCIE
(Unidades)
04.04 - CAPITAL SOCIAL AUTORIZADO
1 - QUANTIDADE
(Unidades)
22.600.000
2 - VALOR
(Reais Mil)
0
3 - DATA DA AUTORIZAÇÃO
11/04/2008
3 - CLASSE
AUTORIZADAS À EMISSÃO
Data-Base - 31/12/2007
01
22.600.000
ORDINÁRIAS
06/04/2009 11:31:12
Pág:
27
background image
02.916.265/0001-60
Legislação Societária
Divulgação Externa
JBS S.A.
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
05.01 - AÇÕES EM TESOURARIA
1 - ITEM 2 - ESPÉCIE DAS AÇÕES
3 - CLASSE 4 - REUNIÃO 5 - PRAZO PARA AQUISIÇÃO
6 - QUANTIDADE A SER
(Unidades)
7 - MONTANTE A SER
(Reais Mil)
ADQUIRIDA
DESEMBOLSADO
8 - QUANTIDADE JÁ
ADQUIRIDA
(Unidades)
9 - MONTANTE JÁ
DESEMBOLSADO
(Reais Mil)
Data-Base - 31/12/2007
01
ORDINÁRIAS
365 dias
39.230.164
0
34.226.200
195.074
10/12/2007
06/04/2009 11:31:16
Pág:
28
background image
02.916.265/0001-60
Legislação Societária
Divulgação Externa
JBS S.A.
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
06.01 - PROVENTOS DISTRIBUÍDOS NOS TRÊS ÚLTIMOS ANOS
1 - ITEM 2 - TÉRMINO DO
EXERCÍCIO
SOCIAL
3 - LUCRO OU PREJUÍZO
LÍQUIDO NO PERÍODO
(Reais Mil)
6 - DATA DA
APROVAÇÃO
DISTRIBUIÇÃO
5 - APROVAÇÃO DA
DISTRIBUIÇÃO
EVENTO
13 - DATA DE
INÍCIO DE
PAGAMENTO
9 - MONTANTE DO
PROVENTO APROVADO
(Reais Mil)
7 - ESPÉCIE DAS
AÇÕES
8 - CLASSE
DAS AÇÕES
10 -VALOR DO
PROVENTO APROVADO
POR AÇÃO
4 - PROVENTO
Data-Base - 31/12/2007
11 - Nº DE
PARCELAS
DE PGTOS.
12.1 - VALOR
DISTRIBUIDO
12.2 -
CORREÇÃO/JUROS
14 - FATOR CORREÇÃO 15 - DATA POSIÇÃO
ACIONÁRIA P/CRÉDITO
DO PROVENTO
16 - OBSERVAÇÃO
001
-165.032
31/12/2007
30/04/2008
AGO
19/05/2008
17.465
ORDINÁRIA
0,0164830000
DIVIDENDO
0
0,0000000000
0,0000000000
0,0000000000
06/04/2009 11:31:19
Pág:
29
background image
02.916.265/0001-60
Legislação Societária
Divulgação Externa
JBS S.A.
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
06.03 - DISPOSIÇÕES ESTATUTÁRIAS DO CAPITAL SOCIAL
1 - ITEM
3 - CLASSE 4 - % DO CAPITAL
SOCIAL
2 - ESPÉCIE DA AÇÃO
5 - CONVERSÍVEL 6 - CONVERTE EM 7 - DIREITO A
VOTO
8 - TAG ALONG %
DA AÇÃO
9 - PRIORIDADE
NO REEMBOLSO
DE CAPITAL
10 - PRÊMIO 11 - TIPO DE DIVIDENDO
Data-Base - 31/12/2007
14 - CUMULA-
TIVO
15 - PRIORITÁ-
RIO
16 - CALCULADO SOBRE
12 - % DIVIDENDO
13 - R$/AÇÃO
17 - OBSERVAÇÃO
01
ORDINÁRIA
100,00 NÃO
PLENO
100,00
0,00
0,00000
06.04 - MODIFICAÇÃO ESTATUTÁRIA/DIVIDENDO OBRIGATÓRIO
1 - DATA DA ÚLTIMA MODIFICAÇÃO DO ESTATUTO
2 - DIVIDENDO OBRIGATÓRIO (% DO LUCRO)
11/04/2008
25,00
06/04/2009 11:31:23
Pág:
30
background image
02.916.265/0001-60
JBS S.A.
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Legislação Societária
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
07.01 - REMUNERAÇÃO E PARTICIPAÇÃO DOS ADMINISTRADORES NO LUCRO
1 - PARTICIPAÇÃO DOS ADMINISTRADORES
31/12/2007
4- ITEM 5 - DESCRIÇÃO DAS PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES
6 - VALOR DO ÚLTIMO
(Reais Mil)
7 - VALOR DO PENÚL-
(Reais Mil)
8 - VALOR DO ANTEPE-
(Reais Mil)
NÃO
07.02 - PARTICIPAÇÕES E CONTRIBUIÇÕES NOS TRÊS ÚLTIMOS ANOS
1 - DATA FINAL DO ÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL:
2 - DATA FINAL DO PENÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL:
31/12/2006
3 - DATA FINAL DO ANTEPENÚLTIMO EXERCÍCIO SOCIAL:
31/12/2005
EXERCÍCIO
TIMO EXERCÍCIO
NÚLTIMO EXERCÍCIO
2 - VALOR DA REMUNERAÇÃO GLOBAL DOS
3 - PERIODICIDADE
ANUAL
NO LUCRO
ADMINISTRADORES
25.000
(Reais Mil)
Data-Base - 31/12/2007
01
PARTICIPAÇÕES-DEBENTURISTAS
0
0
0
02
PARTICIPAÇÕES-EMPREGADOS
0
0
0
03
PARTICIPAÇÕES-ADMINISTRADORES
0
0
0
04
PARTIC.-PARTES BENEFICIÁRIAS
0
0
0
05
CONTRIBUIÇÕES FDO. ASSISTÊNCIA
0
0
0
06
CONTRIBUIÇÕES FDO. PREVIDÊNCIA
0
0
0
07
OUTRAS CONTRIBUIÇÕES
0
0
0
08
LUCRO LÍQUIDO NO EXERCÍCIO
0
158.878
84.266
09
PREJUÍZO LÍQUIDO NO EXERCÍCIO
-165.032
0
0
06/04/2009 11:31:27
Pág:
31
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
07.03 - PARTICIPAÇÕES EM SOCIEDADES CONTROLADAS E/OU COLIGADAS
1- ITEM 2 - RAZÃO SOCIAL DA CONTROLADA/COLIGADA
3 - CNPJ
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
4 - CLASSIFICAÇÃO
5 - % PARTICIPAÇÃO
NO CAPITAL DA
INVESTIDA
6 - % PATRIMÔNIO
LÍQUIDO DA
INVESTIDORA
7 - TIPO DE EMPRESA
8 - INÍCIO ÚLTIMO EXERC.
SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
9 - FINAL ÚLTIMO EXERC.
SOCIAL
10 - QTD. AÇÕES ÚLTIMO EXERC. SOCIAL
11 - INÍCIO PENÚLTIMO
EXERCÍCIO SOCIAL
12 - FINAL PENÚLTIMO EXERC.
SOCIAL
13 - QTD. AÇÕES PENÚLTIMO EXERC. SOCIAL
14 - INÍCIO ANTEPENÚLT.
EXERC. SOCIAL
15 - FINAL DO ANTEPENÚLT.
EXERC. SOCIAL
16 - QTD. AÇÕES ANTEPENÚLTIMO EXERC. SOCIAL
(Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
01
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
04.109.847/0001-60
FECHADA CONTROLADA
99,00
1,29
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
0
0
0
.
2
0
0
.
0
1
01/01/2006
31/12/2006
0
0
0
.
2
0
0
.
0
1
01/01/2005
31/12/2005
0
0
0
.
2
0
0
.
0
1
01/01/2007
02
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
. . / -
FECHADA CONTROLADA
100,00
1,34
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
0
0
0
.
0
0
0
.
3
2
01/01/2006
31/12/2006
0
0
0
.
0
0
0
.
9
1
01/01/2005
31/12/2005
0
0
0
.
0
0
0
.
5
1
01/01/2007
03
JBS HOLDING INTERNACIONAL S.A.
07.566.299/0001-95
FECHADA CONTROLADA
100,00
12,63
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
5
1
7
.
7
2
1
.
5
3
5
01/01/2006
31/12/2006
0
0
0
.
0
1
0
.
2
8
2
0
01/01/2007
04
JBS GLOBAL A/S
. . / -
FECHADA CONTROLADA
100,00
3,54
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
0
0
0
.
2
1
2
01/01/2006
31/12/2006
0
0
0
.
0
8
1
0
01/01/2007
05
MOURAN ALIMENTOS LTDA.
08.199.996/0001-18
FECHADA CONTROLADA
70,00
-0,35
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
0
0
0
.
0
2
1
01/01/2006
31/12/2006
0
0
0
.
0
2
1
0
01/01/2007
06
JBS USA, INC
. . / -
FECHADA CONTROLADA
100,00
49,88
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
0
0
0
.
0
0
1
0
0
11/07/2007
06/04/2009 11:31:31
Pág:
32
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
07.03 - PARTICIPAÇÕES EM SOCIEDADES CONTROLADAS E/OU COLIGADAS
1- ITEM 2 - RAZÃO SOCIAL DA CONTROLADA/COLIGADA
3 - CNPJ
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
4 - CLASSIFICAÇÃO
5 - % PARTICIPAÇÃO
NO CAPITAL DA
INVESTIDA
6 - % PATRIMÔNIO
LÍQUIDO DA
INVESTIDORA
7 - TIPO DE EMPRESA
8 - INÍCIO ÚLTIMO EXERC.
SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
9 - FINAL ÚLTIMO EXERC.
SOCIAL
10 - QTD. AÇÕES ÚLTIMO EXERC. SOCIAL
11 - INÍCIO PENÚLTIMO
EXERCÍCIO SOCIAL
12 - FINAL PENÚLTIMO EXERC.
SOCIAL
13 - QTD. AÇÕES PENÚLTIMO EXERC. SOCIAL
14 - INÍCIO ANTEPENÚLT.
EXERC. SOCIAL
15 - FINAL DO ANTEPENÚLT.
EXERC. SOCIAL
16 - QTD. AÇÕES ANTEPENÚLTIMO EXERC. SOCIAL
(Unidades)
(Unidades)
(Unidades)
07
SB HOLDINGS, INC
. . / -
FECHADA CONTROLADA
100,00
0,72
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
0
0
0
.
0
2
0
0
01/01/2007
08
JBS CONFINAMENTO LTDA.
09.084.219/0001-90
FECHADA CONTROLADA
100,00
0,64
EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS
31/12/2007
0
0
0
.
1
0
0
.
0
3
0
0
02/07/2007
06/04/2009 11:31:31
Pág:
33
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
34
Histórico

A JBS iniciou suas operações em 1953, na Cidade de Anápolis, Goiás, com uma pequena planta
de abate, com capacidade de abate de 5 cabeças de gado por dia.
Em 1968, a Companhia adquiriu a primeira planta de abate e em 1970 a segunda, aumentando
sua capacidade de abate para 500 cabeças de gado por dia.
De 1970 a 2001, a JBS expandiu significativamente as operações no setor de carne bovina no
Brasil. Tal expansão se deu através de aquisições de plantas de abate e unidades produtoras de
carne industrializada, bem como por meio de investimentos no aumento da capacidade
produtiva das plantas preexistentes. Nesse período, a capacidade de abate aumentou de 500
cabeças/dia para 5,8 mil cabeças/dia.
De 2001 até 2006, a capacidade de abate aumentou de 5,8 mil cabeças/dia para 19,9 mil
cabeças/dia em 2006 e a Companhia passou a operar um total de 21 plantas no Brasil e 5 na
Argentina. Em agosto de 2005, a JBS indiretamente adquiriu 100% do capital social da Swift-
Armour, a maior produtora e exportadora de carne bovina na Argentina, através de outra
holding, a JBS Holding Internacional Ltda.
Após a aquisição da Swift, a JBS, através de sua companhia Swift-Armour Argentina S.A.,
ofereceu durante leilão público, o maior valor para aquisição da planta em Pontevedra, que
pertencia a Compañia Elaboradora de Produtos Alimentícios (CEPA). Este investimento foi
somado à aquisição, em 2006, da planta em Venado Tuerto, também pertencente à CEPA.
Em janeiro de 2007, a Companhia adquiriu 100% das ações de emissão da empresa norte
americana SB Holdings e suas subsidiárias, Tupman Thurlow, Astro Sales Internacional e Austral
Foods, uma das maiores distribuidoras de produtos industrializados de carne bovina no mercado
norte-americano e detentora das marcas "Hereford", "Manco Pride" e "Rip n' Ready".
Em 11 de julho de 2007, a Companhia concluiu a aquisição do controle acionário da Swift Foods
Company, sociedade com sede em Delaware, Estados Unidos da América, pelo valor de US$
1.459 milhões, sendo US$ 225 milhões pagos a HM Capital Partners LLC, antiga acionista
controladora da Swift, e US$ 1.234 milhões utilizados para a liquidação de passivos financeiros
da Swift Foods.
Recentemente, em 03 de março de 2008, a JBS concluiu a aquisição no valor total de 225
milhões de Euros (U$331,1 milhões) de 50% do capital da empresa "Inalca".

No dia 4 de março de 2008, a JBS concluiu a negociação para a compra da National Beef Packing
Company, LLC, Smithfield Beef Group, Inc. e do Grupo Tasman, incluindo a Tasman Group
Services Pty Ltd e a Industry Park Pty Ltd.
Perfil Corporativo
A JBS S.A (Companhia) é uma empresa de capital aberto listada no nível "Novo Mercado" de
governança corporativa e tem suas ações negociadas na BOVESPA - Bolsa de Valores de São
Paulo.
A JBS é registrada como companhia aberta na CVM sob nº 20575, desde 27 de março de 2007.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
35
Atualmente a JBS é o maior produtor de carne bovina do mundo, com uma capacidade de abate de
51,4 mil cabeças/dia (não considerando as aquisições da National Beef, Smithfield Beef e Grupo
Tasman); O maior exportador mundial de carne bovina, com acesso a todos os mercados mundiais e
plataformas de produção nos 4 maiores países produtores do mundo (Brasil, Argentina, EUA e
Austrália).
A companhia produz carne bovina in natura, carne industrializada, pratos elaborados, vegetais em
conserva, subprodutos de origem bovina, além de carne suína in natura.
Além disso, é líder em vendas de carne bovina nos mercados domésticos brasileiro, argentino e
australiano.

É também a terceira maior empresa de carne bovina no mercado americano.
Terceira maior empresa de carne suína dos Estados Unidos, com uma capacidade de abate de
47,9 mil suínos/dia.
Suas operações são realizadas em diversas plantas localizadas no Brasil, Argentina, Estados
Unidos e Austrália, o que proporciona acesso a todos os mercados consumidores do mundo,
flexibilidade operacional de produção, baixos custos de transporte tanto do gado até as nossas
plantas como dos nossos produtos até nossos clientes, e um menor risco de eventuais
problemas fitossanitários.
A companhia possui uma estrutura de baixo custo, ciclo operacional eficiente e produtos de alta
qualidade.
Atualmente, as unidades estão dispostas da seguinte maneira:
· 19 plantas de abate localizadas nos Estados brasileiros do Acre, Goiás, Mato Grosso, Mato
Grosso do Sul, Minas Gerais, Rondônia, São Paulo e Paraná, sendo que cinco dessas plantas
possuem também unidades produtoras de carne industrializada.
· Uma planta de carne em conserva localizada no Estado do Rio de Janeiro, Brasil.
· Uma planta de vegetais em conserva no Estado de Minas Gerais, Brasil.
· Um confinamento localizado no Estado de São Paulo, Brasil.
· Uma planta de beef jerky localizada no Estado de São Paulo, Brasil.
· Seis plantas de abate localizadas em quatro províncias da Argentina (Buenos Aires, Entre Rios,
Santa Fé e Córdoba), sendo que quatro dessas plantas possuem também unidades produtoras
de carne industrializada.
· Uma planta produtora de embalagens metálicas na Província de Buenos Aires, Argentina.
· Quatro plantas de abate de carne bovina nos Estados americanos de Colorado, Utah, Texas e
Nebraska.
· Três plantas de abate de carne suína nos Estados americanos de Minnesota, Iowa e Kentucky.
· Uma planta de carne porcionada (case ready) no Estado da Califórnia, EUA.
· Uma planta de carne ovina no Estado do Colorado, EUA.
· Uma planta de produção de Wet Blue (couro) no Estado do Texas, EUA.
· Duas plantas de beef jerky localizadas nos Estados americanos de Minnesota e Texas.
· Quatro plantas de abate de carne bovina no Estado australiano de Queensland.
· Quatro confinamentos de bovinos nos Estados australianos de Queensland e New South Wales.

Contamos ainda com unidades de apoio logístico, que contribuem para a manutenção da nossa
eficiente estrutura de custos, com as seguintes características:
(i) Quatro centros de distribuição no Brasil.
(ii) Um pátio de contêineres localizado próximo ao porto de Santos, Estado de São Paulo, Brasil.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
36
(iii) Nove centros de distribuição nos Estados Unidos.
(iv) Seis centros de distribuição na Austrália.
(v) Subsidiárias no Chile, Egito, Inglaterra, Coréia do Sul, Japão, Taiwan, China e Hong Kong
que são responsáveis pela distribuição e comercialização de nossos produtos em tais países.
Mensagem da Administração

Durante o ano de 2007, a JBS deu continuidade a sua política de expansão, firmando a sua
liderança mundial no setor de carne bovina e consolidando a sua globalização. A JBS apresentou
um crescimento considerável na sua receita, com vendas líquidas totalizando R$14.141,6
milhões no exercício, incluindo os resultados da sua subsidiária americana JBS USA que engloba
as operações na Austrália, durante o período de 173 dias a partir da sua aquisição em 11 de
julho de 2007.
Os principais destaques econômico-financeiros de 2007 foram:
·
A receita líquida da JBS em 2007 cresceu 228,7%, de R$4.301,7 milhões em 2006 para
R$14.141,6 milhões em 2007.
·
A margem EBITDA da Companhia em 2007 foi de 4,18%, composta pela margem de
14,2% da JBS MERCOSUL e -1,1% de margem da JBS USA.
·
No 4T07 a JBS MERCOSUL apresentou margem EBITDA de 15,1%.
·
A divisão de carne suína da JBS USA apresentou no 4T07 a maior margem EBITDA dos
últimos 5 anos: 6,8%.
·
No 4T07 a margem EBITDA da JBS Austrália foi de 3,4%, sendo este o segundo melhor
resultado dos últimos 5 anos.
·
O resultado da Companhia foi impactado pelas variações cambiais de investimentos em
controladas no exterior.
Nas operações do MERCOSUL mesmo com os altos preços do gado no 4T07, a Companhia
aumentou suas vendas e margens, provando sua capacidade no repasse do preço da matéria-
prima ao preço do produto final, movimento antecedido pela desaceleração dos abates da JBS no
3T07, que ocasionou na recuperação das margens neste período.

O ano de 2007 fica marcado na história da JBS como o ano da globalização da Cia. As aquisições
internacionais na Argentina, Estados Unidos, Austrália e Itália reforçam a estratégia da JBS em
diversificar geograficamente suas unidades de produção e distribuição, reafirmando a sua
presença global nos principais países produtores de carne e com acesso a 100% dos mercados
consumidores. Esta plataforma de produção distribuída resultou no surgimento da maior
empresa de carne bovina do mundo em capacidade de abate e maior exportadora neste
segmento. Com isso, a Companhia protege-se contra eventuais restrições comerciais e sanitárias
que possam surgir ao redor do mundo. Estratégia provada com sucesso mais uma vez frente às
novas exigências da União Européia à carne brasileira, pois a JBS direcionou a demanda de seus
clientes do mercado europeu para as suas outras plataformas internacionais.
Com a redução do comércio de carne in natura com a Europa, fica aberta a oportunidade de
desenvolver um volume de vendas maiores de carnes industrializadas, que não sofreram
restrição, para aquele mercado. A JBS é o maior produtor de carnes industrializadas do mundo
com fábricas "state of the art".
A entrada da JBS com um novo player no mercado Norte Americano, causou margens negativas
no setor de carne bovina daquele país, um período de acomodação movido principalmente por
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
37
uma expansão no abate da JBS USA de 14.500 bois por dia para 20.500 cabeças/dia, que
causou forte pressão nos preço de compra do gado e preço de venda da carne.

A JBS fechou o ano de 2007 iniciando atividades na Europa com a aquisição de 50% da Inalca,
uma das maiores produtoras de carne bovina do mercado europeu, com plantas e centros de
distribuição na Itália, Rússia e África.
No ano de 2008, a JBS anunciou a conclusão da negociação para a compra da National Beef
Packing Company, LLC, Smithfield Beef Group, Inc. e do Grupo Tasman, sendo as duas primeiras
empresas situadas nos Estados Unidos e a terceira na Austrália. O fechamento destas aquisições
está sujeito ao cumprimento de condições precedentes usuais em negócios dessa natureza,
dentre as quais a aprovação pelas autoridades governamentais.

Essas três aquisições somam investimentos no valor de US$1,68 bilhão e serão suportadas em
sua maioria por uma subscrição privada de novas ações. Dessa maneira a Empresa não
alavancará sua estrutura de capital.
Essas aquisições representam a conclusão do plano de investimentos para a
construção de uma sustentável plataforma de abate, produção e comercialização de
carne nos EUA e na Austrália, que se iniciou em julho de 2007 através da aquisição da
Swift & Company.
As aquisições relatadas, somadas ao positivo cenário global de comércio de carne bovina e à
retomada nas margens já notadas no setor nos EUA em 2008, criam um panorama para a JBS
atingir resultados positivos durante o ano de 2008.







background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
38
A Companhia agradece o apoio e a dedicação de todos os seus colaboradores, os quais são parte
fundamental da sua história de expansão, através do seu comprometimento, excelência no
desempenho de suas funções e espírito de equipe. Adicionalmente, a JBS agradece aos
acionistas, clientes, fornecedores e comunidades do entorno por todo apoio e credibilidade,
reforçando o compromisso de buscar sempre atender às expectativas de todos os seus
stakeholders.
2004
2005
2006
2007
Dados Financeiros
Receita bruta de vendas
3.571,30
3.889,60
4.324,40
14.727,10
Receita bruta de vendas no mercado
interno 1.817,00
1.953,50
1.823,90
8.974,88
Receita bruta de vendas no mercado
externo
1.754,30
1.936,10
2.500,50
5.752,22
Lucro líquido
107,3
55,5
180,3
-165,03
EBITDA
(1)
286,8
345,1
564,9
591,06
Margem EBITDA (%)
(2)
9,10%
9,60%
14,20%
4,20%
Exercício Social encerrado em 31 de dezembro de
R$ milhões (exceto dados operacionais e porcentagens)
(1) Lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização.
(2) A margem EBITDA é calculada através da divisão do EBITDA pela receita operacional líquida de vendas.









x
CA
UT
TX
CO
AZ
NE
IA
MN
WI
IL
KY
FL
NJ
Estados Unidos
CT
=
x
CA
UT
TX
CO
AZ
NE
IA
MN
WI
IL
KY
FL
NJ
Estados Unidos
CT
=
x
=
Abatedouro
Abatedouro e Indústria
Centros de Distribuição
Indústria de Vegetais em Conserva
Indústria de Carne Enlatada
Indústria de Beef Jerky (Beef Snack's)
Indústria de Carne Suína
Indústria de Carne Ovina
Processamento de Carne Bovina e Suína
Curtume
Sede Administrativa
Confinamento
Indústria de Embalagens
Pátio de Containeres
Regiões onde a JBS possui unidades
x
=
Abatedouro
Abatedouro e Indústria
Centros de Distribuição
Indústria de Vegetais em Conserva
Indústria de Carne Enlatada
Indústria de Beef Jerky (Beef Snack's)
Indústria de Carne Suína
Indústria de Carne Ovina
Processamento de Carne Bovina e Suína
Curtume
Sede Administrativa
Confinamento
Indústria de Embalagens
Pátio de Containeres
Regiões onde a JBS possui unidades
SP
MG
MS
GO
RJ
Brasil
MT
RO
AC
PR
SF
ER
BA
CO
Argentina
SP
MG
MS
GO
RJ
Brasil
MT
RO
AC
PR
SF
ER
BA
CO
Argentina
SF
ER
BA
CO
Argentina
Queensland
Western Australia
South
Australia
New South Wales
Victoria
Austrália
Queensland
Western Australia
South
Australia
New South Wales
Victoria
Austrália
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
39
Eventos Recentes
Aquisições Swift Foods Company
Em 11 de julho de 2007, a Companhia, por meio de sua subsidiária integral J&F Acquisition Co.,
criada com esse fim específico, concluiu a aquisição do controle acionário da Swift Foods
Company sociedade com sede em Delaware, Estados Unidos da América, pelo valor de US$
1.459 milhões, sendo US$ 225 milhões pagos a HM Capital Partners LLC, antiga acionista
controladora da Swift, e US$ 1.234 milhões utilizados para a liquidação de passivos financeiros
da Swift Foods.
Restrição União Européia
A União Européia ampliou no final de janeiro de 2008 as suas exigências para a rastreabilidade
do gado destinado à produção de carne in natura para aquele mercado. Em um primeiro
momento isso causou uma interrupção no comércio de carne in natura proveniente do Brasil. No
dia 27 de fevereiro de 2008, a Comissão Européia autorizou a importação de carne bovina
maturada e desossada do gado de 106 propriedades brasileiras, retomando então um pequeno
volume de exportações.

Aquisições Inalca e Montana Alimentari
Em 03 de março de 2008, a JBS concluiu a aquisição no valor total de 225 milhões de Euros
(U$331,1 milhões) de 50% do capital da empresa "Inalca", líder absoluta na Itália e uma das
principais operadoras européias no setor de processamento de carne bovina. Os outros 50% da
Inalca permanecem com a Cremonini S.p.A., empresa italiana, que opera em três áreas de
negócio: produção, distribuição e abastecimento. O negócio inclui a compra da Montana
Alimentari.
A aliança estratégica entre a JBS e Inalca criará sinergias importantes entre os produtos e canais
de venda, considerando a liderança das duas empresas em seus respectivos mercados: a JBS
com produção e distribuição nos mercados da América do Sul, Estados Unidos e Austrália, e a
Inalca com atuação na Europa, Rússia e África.

Para a JBS, esta operação representa maior penetração no leste europeu, oportunidade junto a
novos mercados e clientes, dentre os quais grandes multinacionais no setor de fast food,
produtores de alimentos industrializados, grandes cadeias de varejo e empresas do setor de
foodservice, além de acesso à tecnologia de última geração da Inalca, amplamente reconhecida,
bem como aos produtos de maior valor agregado comercializados sob a marca Montana.
Aquisições National Beef, Smithfield Beef e Tasman
A JBS, concluiu no dia 4 de março de 2008 a negociação para a compra da National Beef Packing
Company, LLC ("National Beef"), Smithfield Beef Group, Inc. ("Smithfield Beef") e do Grupo
Tasman, incluindo a Tasman Group Services Pty Ltd e a Industry Park Pty Ltd ("Tasman").
Quando concluídas as compras, a JBS passará a ter mais de 63 mil funcionários no mundo, e
somará uma quantidade de 120 unidades de produção e distribuição localizadas no Brasil,
Argentina, EUA, Austrália e Itália com um faturamento anual de aproximadamente US$21,5
bilhões.
A capacidade de abate diário será de 79,2 mil bovinos equivalentes a 10% do mercado mundial
e 48 mil suínos por dia. Para concretizar as compras, a JBS realizará uma operação de
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
40
subscrição privada de novas ações no montante aproximado de R$ 2,55 bilhões, a um preço de
emissão de R$7,07 por ação.

O fechamento da compra das três empresas (National Beef, Smithfield Beef e Tasman) está
sujeito ao cumprimento de condições precedentes usuais em negócios dessa natureza, dentre as
quais a aprovação pelas autoridades governamentais.
Aquisição e Pagamento da Tasman Group
Em 02 de maio de 2008 a JBS confirmou aquisição e pagamento da Tasman Group na Austrália.
Com esta nova aquisição a estrutura da JBS Austrália possui mais de 5.000 funcionários e 15
unidades entre as quais abatedouros de bovinos e de animais de pequeno porte (ovinos e
vitelos) com capacidade de abate de 8.500 bois/dia, e 16.500 animais de pequeno porte/dia.
Abertura da Coréia do Sul para a carne americana
A Coréia do Sul anunciou em 18 de abril de 2008 a retomada das importações de carne bovina
dos Estados Unidos. A JBS com uma forte base de produção nos EUA tem ampla possibilidade
para atender este mercado. Até 2003, a Coréia do Sul era um dos principais mercados
estratégicos para a exportação de carne bovina americana.
Aumento de Capital da JBS
Conforme aprovado em Assembléia Geral Extraordinária realizada em 11 de abril de 2008 a JBS
promoverá aumento do capital social, atualmente de R$1,95 bilhões para R$4,49 bilhões. Foi
determinado o prazo de 14 de abril de 2008 a 13 de maio de 2008 para o exercício do direito de
preferência. Os detalhes desta operação podem ser conferidos em documento Subscrição de
Novas Ações, publicado em 11 de abril de 2008, no site de RI da Companhia
(http://www.jbs.com.br/ri).
JBS entra no Ibovespa e no IBrX-50
Com um ano de capital aberto a JBS entra para o Índice Ibovespa, o mais importante indicador
do desempenho médio das cotações do mercado de ações brasileiro, e também para o Índice
IBrX-50, que representa 50 ações selecionadas entre as mais negociadas na Bolsa de Valores de
São Paulo em termos de liquidez. Ambas as carteiras vigoram no quadrimestre de maio a agosto
de 2008.
Pagamento de Dividendos
Foi aprovado em Assembléia Geral Ordinária da JBS realizada em 30 de abril de 2008 o
pagamento de dividendos aos acionistas da JBS, no valor de R$17.465 milhões, equivalentes a
R$0,016483 por ação. O pagamento dos dividendos foi realizado sem correção monetária,
através do Banco Bradesco S.A., no dia 19 de maio de 2008, e teve como base de cálculo a
posição acionária observada em 30 de abril de 2008.



background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
41
Reorganizações societárias
Nos últimos anos, o Grupo JBS foi objeto de diversas reorganizações societárias, as
"Reorganizações Societárias", descritas abaixo.
Antes de agosto de 2005, a estrutura societária simplificada do Grupo JBS era composta da
seguinte maneira (os números percentuais refletem a participação percentual no total do capital
social):


(1) A Família Batista inclui o Sr. José Batista Sobrinho, sua esposa, filhos e filhas. Conjuntamente, a Família Batista detém,
direta e indiretamente, a totalidade dos ativos e um grupo de empresas coligadas, as quais nos referimos, coletivamente,
como o Grupo JBS.
(2) Em 1º de setembro de 2005, a Agropecuária Friboi detinha todas as plantas de abate, as indústrias de processamento
de carne bovina e de vegetais, indústrias de produtos em conserva, armazéns de distribuição, unidades industriais de
produtos de higiene e limpeza e as fazendas de gado, bem como a sede social do Grupo JBS no Brasil. Até 1º de setembro
de 2005, a Agropecuária Friboi arrendava seus ativos operacionais e a sede social à Friboi bem como vendia gado
regularmente à Friboi.
(3) Até 1º de setembro de 2005, a Friboi era a sociedade operacional do Grupo JBS. Em 1º de setembro de 2005, a única
subsidiária relevante da Friboi era a BF Produtos Alimentícios, uma sociedade brasileira produtora de carne bovina
industrializada e de outros produtos, constituída em 2000 como resultado de uma associação entre a Friboi e a Bertin. Em
agosto de 2004, a BF Produtos Alimentícios transferiu seus ativos operacionais à Friboi, que por sua vez, adquiriu o
percentual remanescente de 49,0% da totalidade do capital social da BF Produtos Alimentícios da Bertin em janeiro de 2005.
A estrutura societária permaneceu da forma descrita acima até agosto de 2005, quando a JBS
Holding Internacional, na ocasião, nossa subsidiária não operacional, adquiriu 100,0% do capital
social da Swift.

O quadro abaixo demonstra a estrutura societária simplificada do Grupo JBS em 1º de setembro
de 2005, após a aquisição da Swift (os números percentuais refletem a participação percentual
no total do capital social):

Friboi e subsidiarias
(3)
(2) (...)
Agropecuária Friboi
(2)
Família Batista
(1)
100% 100%
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
42
(1) A JBS Holding detém 100,0% das ações de emissão da Swift.
Após a aquisição da Swift, em 1º de dezembro de 2005, a Agropecuária Friboi contribuiu em
aumento de capital da JBS S.A. ("JBS"), na ocasião uma subsidiária não operacional do Grupo
JBS, seus ativos operacionais (exceto suas fazendas e a sede social do Grupo JBS), pelo valor
total de R$547,8 milhões, e passou a deter ações representativas de 99,9% do capital social da
JBS. O quadro a seguir demonstra a estrutura societária simplificada após a mencionada
contribuição de capital:
Família Batista
Agropecuária Friboi
Friboi e suas
Subsidiárias
JBS
JBS Holding
Internacional
(1)
Swift
100% 100%
100%
100%
100%
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
43
Em 1º de março de 2006, a Agropecuária Friboi e a Família Batista contribuíram ações
representativas de 99,9% do capital social da JBS para a Friboi. Concomitantemente a essa
contribuição de capital, a JBS foi incorporada pela Friboi. Em 2 de março de 2006, a Friboi foi
transformada em uma sociedade anônima e alterou sua denominação social para "JBS S.A." Em
31 de março de 2006, a Agropecuária Friboi incorporou a J&F Participações, que então era a
sociedade holding do Grupo JBS e alterou sua denominação social para "J&F Participações Ltda."
Até 31 de dezembro de 2006, nossa Companhia dedicava-se a duas unidades de negócios: (i)
alimentos; e (ii) higiene e limpeza. Em 31 de dezembro de 2006, foi aprovada uma cisão de
certos ativos e passivos de nossa Companhia relacionados à atividade de higiene e limpeza para
a Flora, de propriedade de nossos acionistas controladores. Como resultado da cisão, nossa
Companhia permaneceu apenas com os ativos e passivos relacionados ao negócio de alimentos,
nossa atividade principal. A cisão ocorreu no dia 31 de dezembro de 2006. A divisão de higiene e
limpeza representou 7,8% das nossas receitas líquidas em 2006.
Em 7 de março de 2007, em virtude de uma reorganização societária da Família Batista, a
Companhia era controlada diretamente pela J&F Participações S.A., que detinha ações
representativas de 80% de nosso capital social, e pelo ZMF Fundo de Investimento em
Participações, que detinha ações representativas de 20% de nosso capital social.
Em 28 de março de 2007, a Companhia aumentou o Capital Social através de oferta pública de
distribuição primária de 150.000.000 de ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor
nominal, ao preço de R$ 8,00 por ação, sendo a importância de R$ 39.224 destinada à formação
do capital social e a diferença, no montante de R$ 1.160.776, destinada a formação de reserva
de capital.
Família Batista
Agropecuária Friboi
Friboi e suas
Subsidiárias
JBS
JBS Holding
Internacional
Swift
100,0%
99,9%
100,0%
100,0%
100,0%
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.01 - BREVE HISTÓRICO DA EMPRESA
06/04/2009 11:31:37 Pág:
44
Através da Assembléia Geral Extraordinária realizada em 29 de junho de 2007 foi aprovada a
subscrição privada de 227.400.000 de novas ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem
valor nominal. A BNDES Participações S.A. - BNDESPAR (BNDESPAR) subscreveu uma parcela
relevante das novas ações ordinárias representativas do capital social da Companhia. A
subscrição de ações de emissão da Companhia por BNDESPAR se deu mediante a cessão de
parcela do direito de preferência das acionistas J&F e da ZMF na subscrição dessas novas ações.
O Capital Social, subscrito e integralizado em 31 de dezembro de 2007 é representado por
1.077.400.000 de ações ordinárias, sem valor nominal.
O quadro abaixo demonstra a atual estrutura societária simplificada do Grupo JBS (os números
percentuais refletem o percentual de participação no capital social total):
J&F Participações S.A.
ZMF Fundo de
Investimentos
JBS S.A.
55,43 %
8,16 %
Ações em circulação
no mercado
23,47 %
BNDESPar
12,94 %








background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
45
A Indústria Mundial de Carne Bovina
Produção
Segundo dados do USDA, o rebanho mundial de gado fechou o ano de 2007 com um total de 1,0
bilhão de cabeças de gado, o que representou um crescimento de 0,5% em relação a 2006.
Dado que a Índia não se utiliza de seu rebanho bovino para fins comerciais tendo em vista
questões religiosas, o Brasil possui o maior rebanho comercial do mundo com 187,2 milhões de
cabeças de gado em 2007, segundo o USDA.
Os principais países responsáveis pelo crescimento do rebanho em 2007 foram o Brasil, a China
e os EUA. Por outro lado, verificamos também reduções nos rebanhos da Rússia, da União
Européia e do Uruguai. A Rússia passa por um processo de urbanização que gera uma redução
drástica nas atividades do campo com impacto negativo no rebanho, conseqüentemente, o país
tornou-se um grande importador de carne bovina. Já na União Européia, a gradual redução dos
subsídios agrícolas dado a criadores e exportadores desestimula a criação de gado bovino assim
reduzindo o rebanho do bloco. No caso do Uruguai, a abertura do país para exportações de
carne bovina in natura para os Estados Unidos resultou no aumento do abate em proporção
superior ao crescimento de seu rebanho. Em termos de produção, segundo dados do USDA, em
2007 foram produzidas 54,5 milhões de toneladas de carne bovina no mundo, representando um
crescimento de 1,5% em relação a 2006.
Os destaques positivos ficam por conta do crescimento da produção (i) nos Estados Unidos,
demonstrando a recuperação de sua produção, afetada no passado pela ocorrência de BSE, em
dezembro de 2003; (ii) no Brasil, em vista da crescente demanda do mercado interno e
internacional; e (iii) na China, em razão dos constantes crescimentos do seu consumo
doméstico. Para 2008, o USDA prevê um crescimento na produção semelhante ao verificado em
2007.
A tabela a seguir demonstra os maiores rebanhos bovinos do mundo:
Maiores Rebanhos Bovinos do Mundo (em milhões de cabeças)
País
2004
2005
2006
2007
Índia
282,5
282,3
282,0
281,7
Brasil
169,6
173,8
180,1
187,2
China
137,8
141,6
145,3
140,2
Estados Unidos
95,4
97,1
98,4
96,9
União Européia
86,4
85,8
85,2
87,8
Argentina
50,2
50,2
50,8
51,3
Austrália
27,3
27,8
28,6
28,4
México
27,6
27,0
26,6
26,2
Rússia
21,1
19,9
18,7
18,3
Canadá
15,1
14,8
14,4
13,7
Uruguai
12,5
12,3
12,1
11,7
Outros
62,5
62,1
62,1
57,5
Total
988,0
994,7
1.004,3
1.000,9
Fonte:USDA
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
46
A tabela a seguir demonstra os maiores produtores de carne bovina do mundo:
Produção Mundial de Carne Bovina (em milhares de toneladas)
País
2004
2005
2006
2007
Estados Unidos
11.261
11.317
11.897
11.969
Brasil
7.975
8.592
8.850
9.470
União Européia
8.007
7.770
7.880
8.000
China
6.759
7.115
7.500
7.850
Argentina
3.130
3.200
3.100
3.175
Índia
(1)
2.130
2.250
2.375
2.500
México
2.099
2.125
2.175
2.200
Austrália
2.081
2.102
2.150
2.261
Rússia
1.590
1.525
1.460
1.380
Canadá
1.496
1.523
1.375
1.345
Nova Zelândia
720
705
650
660
Uruguai
544
600
635
590
Outros
3.535
3.550
3.464
3.089
Total
51.327
52.374
53.511
54.489
Fontes: USDA
(1) Incluí Carne de Búfalo
A tabela abaixo demonstra as Taxas de Desfrute para os anos de 2004, 2005, 2006 e 2007, nos
países indicados:
Taxas de Desfrute (Abate sobre Rebanho)
País
2004
2005
2006
2007
Rússia
44,5%
45,4%
46,1%
43,4%
China
36,4%
37,3%
38,4%
41,7%
Estados Unidos
35,4%
34,3%
35,0%
36,0%
União Européia
33,5%
32,7%
33,2%
32,7%
Austrália
31,7%
30,6%
30,7%
32,7%
Canadá
29,5%
30,2%
27,7%
27,9%
Argentina
29,5%
29,3%
27,0%
28,5%
Brasil
21,8%
22,7%
22,4%
23,0%
Uruguai
17,7%
19,9%
22,0%
21,3%
Fontes: USDA
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
47
Taxa de Desfrute em 2006 X 2007 dos Principais Produtores Mundiais (Abate Sobre
Rebanho)
46%
38%
35%
31%
33%
27%
22%
43%
42%
36%
33%
33%
29%
23%
Fonte: USDA
2006
2007
Brasil
China
EUA
UE
Argentina
Austrália
Rússia
O gráfico a seguir demonstra o déficit e o superávit em produção de carne bovina no mundo em
milhares de toneladas:
Déficit e Superávit de Carne Bovina ­ Produção menos Consumo (em milhares de
toneladas)
(1.500)
(500)
500
1.500
2.500
Brasil
Argentina
Austrália
China
EU
Rússia
Coréia do Sul
Japão
Estados Unidos
1999
2007
Fonte: USDA
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
48
Consumo
A carne bovina é uma fonte rica em nutrientes protéicos. Segundo o USDA, durante o período de
2001 a 2007, o consumo mundial de carne bovina apresentou um crescimento anual médio de
1,1%.
Segundo a mesma fonte, em 2007 foram consumidos aproximadamente 52,5 milhões de
toneladas de carne bovina no mundo, representando um crescimento de 1,2% em relação a
2006. Grande parte deste consumo 2/3 do consumo total, segundo o USDA, está concentrado
nos países do hemisfério ocidental devido aos hábitos alimentares desta região. Para os
próximos anos, espera-se um crescimento contínuo no consumo mundial de carne bovina, como
conseqüência do crescimento populacional, do desenvolvimento econômico e do crescimento da
renda per capita.

A tabela a seguir demonstra os maiores consumidores mundial de carne bovina:
Consumo Mundial de Carne Bovina (em milhares de toneladas)
País
2004
2005
2006
2007
Estados Unidos
12.667
12.662
12.800
12.815
União Européia
8.292
8.114
8.220
8.550
China
6.703
7.026
7.413
7.756
Brasil
6.400
6.774
6.935
7.095
Argentina
2.512
2.443
2.604
2.655
México
2.368
2.419
2.505
2.555
Rússia
2.308
2.503
2.285
2.422
Índia
(1)
1.631
1.623
1.625
1.775
Japão
1.181
1.201
1.186
1.210
Canadá
1.057
1.106
1.067
1.090
Austrália
747
735
740
757
Egito
623
722
690
660
Coréia do Sul
464
436
420
515
Outros
2.921
3.006
3.019
2.685
Total
49.874
50.770
51.509
52.540
Fontes: USDA
(1) Incluí Carne de Búfalo
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
49
O gráfico a seguir ilustra a estimativa do consumo de carne bovina per capita (em Kg/ano) em
determinados países em 2007:
5,9
9,5
16,8
17,5
23,3
32,6
37,0
37,3
42,6
56,0
65,9
Argentina
Uruguai
EUA
Brasil
Austrália
Canadá
México
EU
Rússia
Japão
China
Fonte: USDA ­ Estimativa para 2007
Importações
Apesar de ser o maior produtor do mundo de carne bovina, os Estados Unidos são também os
maiores importadores do planeta, tendo em vista que a sua produção não é capaz de atender
toda demanda do seu relevante mercado consumidor.
Em 2007, segundo o USDA, as importações mundiais de carne bovina acumularam o montante
de 5,6 milhões de toneladas, representando um crescimento de 5,3% em relação a 2006,
principalmente em função da redução do rebanho na Rússia e a redução dos subsídios agrícolas
dado a criadores e exportadores na União Européia que vem desestimulando a criação de gado
bovino.
Para 2008, projeta-se um total de importações de 5,7 milhões de toneladas, representando um
crescimento de 1,1%. Acredita-se no crescimento das importações não só para 2008, como para
os próximos anos, tendo em vista, principalmente, (i) o crescimento da demanda nos países
desenvolvidos e em desenvolvimento; (ii) a redução do rebanho bovino na Rússia e,
conseqüentemente, de sua capacidade de produção; (iii) a redução dos subsídios aos criadores
de gado e exportadores na União Européia, o que vem afetando negativamente a sua produção;
e (iv) a expectativa do início de importações de carne bovina pela China, dado o relevante
crescimento no consumo de carne bovina nesse país.

Exportações

O Brasil é o maior exportador de carne bovina do mundo, tendo alcançado essa posição de
liderança em 2004. Em 2007, as exportações de carne bovina brasileira apresentaram um
crescimento de 15,2% em relação a 2006, expandindo e consolidando ainda mais sua posição de
liderança global, apesar das restrições para exportações de carne in natura por parte de alguns
países, devido à ocorrência de um foco de febre aftosa no Mato Grosso do Sul no final de 2005 e
outro no Paraná no início de 2006.
Em 2007, os Estados Unidos apresentaram um aumento de 25,2% nas suas exportações, em
relação a 2006. Esse relevante aumento é reflexo da retomada das exportações, dado que os
Estados Unidos sofreram um embargo por parte de vários países, o que resultou em uma queda
drástica das suas exportações, tendo em vista o caso de BSE "Vaca Louca" registrado em 2003.
As exportações norte-americanas são principalmente voltadas para o Japão, Coréia do Sul,
México e Canadá, para os quais o Brasil não exporta carne in natura. Embora a Índia tenha
apresentado um crescimento de 6,4% em suas exportações, estas correspondem, em sua
grande maioria, à carne de origem do búfalo, uma vez que o rebanho bovino deste país é
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
50
considerado sagrado. Para 2008, o USDA prevê um crescimento nas exportações mundiais de
6,4%, tendo em vista a expectativa de normalização das exportações tanto da Argentina como
também dos Estados Unidos. O crescimento das exportações mundiais para os próximos anos
também leva em consideração o crescimento das exportações no Brasil e na Austrália, países
líderes no comércio mundial do produto.

O gráfico a seguir ilustra os maiores exportadores e importadores de carne bovina (em milhões
de toneladas) em 2007:
Maiores Exportadores de Carne Bovina (mm de tons)
Maiores Exportadores de Carne Bovina (mm de tons)
Brasil
32%
Estados
Unidos
9%
Índia
10%
Nova
Zelândia
7%
EU.
2%
Outros
3%
Canadá
6%
Uruguai
5%
Austrália
19%
Argentina
7%
Total 2007: 7,5 milhões de tons
Fonte: USDA ­ 2007
Estados
Unidos
26%
Japão
13%
EU.
13%
Coréia do Sul
6%
Outros
8%
Egito
4%
Canadá
4%
Rússia
19%
México
7%
Maiores Importadores de Carne Bovina (mm de tons)
Maiores Importadores de Carne Bovina (mm de tons)
Fonte: USDA ­ 2007
Total 2007: 5,6 milhões de tons
Competitividade
A competitividade de um produtor de carne bovina no mercado internacional é substancialmente
influenciada pelo custo de sua estrutura.
Um dos principais componentes dessa estrutura é o custo de aquisição de gado, principal
matéria-prima na indústria. O custo do gado é influenciado por diversos fatores, dentre os quais
destacamos: (i) forma de criação (confinamento ou pastagens); (ii) custo da terra; e (iii) custo
da mão-de-obra.
Um dos fatores que influenciam o custo de criação do gado é o custo da terra. O custo de
aquisição da terra é inversamente proporcional a disponibilidade da mesma. Dessa forma, nas
regiões onde a disponibilidade de terra para a criação de gado é maior, a tendência é do custo
da terra ser mais baixo quando comparado a países onde sua utilização é maior.

Barreiras Comerciais e Fitossanitárias
O comércio internacional de carne bovina está dividido entre o Bloco do Pacífico e os demais
países do mundo. Esta divisão reflete não somente vínculos históricos e geográficos, mas
também determinados critérios utilizados para imposição de barreiras fitossanitárias.

O Bloco do Pacífico proíbe as importações de carne bovina in natura de países aonde ainda
existam riscos de novos focos de febre aftosa e possuam programas ativos de vacinação do
rebanho bovino contra esta doença.

Já a maioria dos demais países fora do Bloco do Pacífico (União Européia, Rússia, Oriente Médio,
África, etc.) aceitam a importação de carne bovina in natura de países livres da febre aftosa com
programas ativos de vacinação do rebanho bovino contra esta doença, como também, aceitam o
conceito de regionalização, onde determinados países, dentre eles o Brasil e a Argentina,
possuem determinadas regiões dentro do país livres de febre aftosa com vacinação habilitado-os
para exportação de carne bovina in natura. Por outro lado, a maioria dos países fora do Bloco do
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
51
Pacífico, tais como os países da União Européia, Rússia, Oriente Médio, África, dentre outros,
não aceitam a importação de produtos de origem bovina de animais tratados com hormônios
para crescimento.
O Brasil e a Argentina não permitem a utilização de hormônio para o crescimento de seu
rebanho. No entanto, tendo em vista a dimensão de seus territórios, existem regiões nesses
países com risco de novos focos de febre aftosa. Adicionalmente, esses países possuem
campanhas ativas de vacinação de seu rebanho na busca da erradicação da doença. Pelo
conceito de regionalização, grande parte das regiões produtoras de gado no Brasil e na
Argentina possuem habilitação para exportar carne bovina in natura para os países fora do Bloco
do Pacífico (União Européia, Rússia, Oriente Médio, África, dentre outros).
A Austrália não apresenta risco de foco de febre aftosa e não possui programas de vacinação do
seu rebanho contra esta doença. Além disso, apenas uma parte do país não utiliza hormônios de
crescimento do seu rebanho, dessa forma, habilitando o país para exportar para todos os países
do mundo.
Os Estados Unidos não possuem riscos de novos focos de febre aftosa, uma vez que a doença foi
eliminada do país, e também não possuem programas de vacinação do seu rebanho. No entanto,
o país utiliza hormônios para crescimento no seu rebanho, resultando em restrições de
importação de seus produtos para diversos desses países do mundo, principalmente os da União
Européia.

A Indústria Brasileira de Carne Bovina

Com o maior rebanho bovino do mundo para fins comerciais, o Brasil se tornou também o maior
exportador mundial de carne bovina, graças ao aumento da produção, caracterizada pelo baixo
custo, o que permite ampliação dos mercados destinatários das exportações. A redução de
barreiras sanitárias e comerciais também contribuiu para o crescimento médio de 25,5% nas
exportações brasileiras de carne bovina desde o ano 2000.
A balança comercial brasileira do agronegócio encerrou 2007 com um superávit de US$ 49,7
bilhões, 16,4% superior ao superávit registrado em 2006. Esse resultado foi impulsionado
principalmente pelo desempenho das exportações de carnes, que subiram 30,7% em relação a
2006, alcançando a soma de US$ 11,3 bilhões. Nesse cenário, as exportações de carne bovina in
natura
cresceram 11,2%.
A participação do Brasil no total de exportações mundiais no setor foi de 31,9% no ano, mesmo
com o embargo à compra de carne bovina in natura produzida no Brasil por parte de alguns
países devido à ocorrência de febre aftosa no estado do Mato Grosso do Sul em 2005 e no
estado do Paraná em 2006.



Exportações Brasileiras de Carne Bovina in natura em 2007
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
52
Fonte: SECEX/MDIC
A Indústria Argentina de Carne Bovina
Com 51,3 milhões de cabeças de gado em 2007, a Argentina possui o quarto maior rebanho no
mundo para fins comerciais. Atualmente, a Argentina é a quarta maior exportadora de carne
bovina no mundo, com uma participação de 7,0% no total das exportações mundiais de carne
bovina, apenas atrás do Brasil, Austrália e EUA.
De acordo com dados da ONCCA (Oficina Nacional de Controle Comercial Agropecuário), que
controla o setor agropecuário na Argentina, o abate chegou a quase 15 milhões de cabeças em
2007, contra 13 milhões em 2006.

As exportações argentinas de carne bovina chegaram a 539 mil toneladas em 2007, 4,6%
inferior ao total em 2006. Já a receita das exportações, de US$ 1,28 milhão, foi 6,8% superior à
receita obtida em 2006 devido ao aumento de preços nos cortes resfriados.

A Indústria Americana de Carne Bovina
Os Estados Unidos são o maior produtor de carne bovina do mundo apesar de possuírem o
terceiro maior rebanho comercial do mundo, com 96,9 milhões de cabeças. É também o maior
consumidor de carne bovina, com uma média de 12,8 milhões de toneladas consumidas ao ano.
O país tem um grande consumo de carne de segunda (dianteiro) e um consumo menor de cortes
nobres. Com isso, destaca-se nas exportações da carne nobre enquanto é o maior importador de
carne de segunda do mundo.
De acordo com dados da Informa Economics, que presta serviços de pesquisa e análise no setor
agrícola em nível mundial, foram abatidas 34,3 milhões de cabeças de gado nos Estados Unidos
em 2007. A produção de carne bovina respondeu por 22% do total mundial no último exercício e
a mesma média é esperada para o ano de 2008.

EUA: maior produtor de carne bovina em 2007
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.02 - CARACTERÍSTICA DO SETOR DE ATUAÇÃO
06/04/2009 11:32:30 Pág:
53
Fontes: USDA, PSD
A Indústria Australiana de Carne Bovina
A Austrália possui um rebanho de 28,4 milhões de cabeças de gado e é atualmente o segundo
maior exportador de carne bovina do mundo. Segundo o USDA, aproximadamente 65% da
produção australiana de carne bovina em 2007 foram destinados à exportação, constituindo o
principal fornecedor para o mercado asiático.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
09.03 - PERÍODOS DE SAZONALIDADE NOS NEGÓCIOS
06/04/2009 11:32:53 Pág:
54

As atividades da Companhia não estão sujeitas a sazonalidade.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
10.01 - PRODUTOS E SERVIÇOS OFERECIDOS
1- ITEM 2 - PRINCIPAIS PRODUTOS E/OU SERVIÇOS
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
3 - % RECEITA LÍQUIDA
Data-Base - 31/12/2007
01
Carne Bovina In Natura
76,84
02
Carne Bovina Industrializada
15,94
03
Couro
6,72
04
Vegetais
0,50
06/04/2009 11:33:02
Pág:
55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
10.02 - MATÉRIAS PRIMAS E FORNECEDORES
1- ITEM 2 - MATÉRIA PRIMA
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
9 - % DE FORNECIMENTO
3 - IMPORTAÇÃO 4 - VALOR DA
5 - DISPONÍVEL
MERCADO
LOCAL
6 - DISPONÍVEL
MERCADO
EXTERNO
7 - NOME DO FORNECEDOR
8 - TIPO DE FORNECEDOR
IMPORTAÇÃO
(Reais Mil)
SOBRE O TOTAL DAS
COMPRAS DA CIA.
Data-Base - 31/12/2007
01
Gado
100,00
NÃO
0
SIM
NÃO
Diversos
NÃO LIGADO
06/04/2009 11:33:05
Pág:
56
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
11.01 - PROCESSO DE PRODUÇÃO
06/04/2009 11:33:11 Pág:
57
Produção

No Brasil, por exemplo, os fornecedores de gado na carteira na JBS somam 12.000 criadores.
Seguindo os princípios de garantia da segurança do gado e qualidade da carne, os criadores
estão localizados em um raio de até 500 quilômetros das plantas de abate.

Nas operações na Argentina, o gado é adquirido em feiras e também de aproximadamente 1.600
criadores localizados em um raio de até 350 quilômetros das plantas de abate.
Já, os fornecedores da JBS USA constituem uma carteira selecionada, com centros de criação
que fazem parte de redes maiores de fornecimento de carne naquele país.

Nas operações da Austrália, o gado é adquirido de uma carteira de mais de 10.000 fornecedores.
Em todas as operações, a JBS tem uma equipe especializada na compra de gado. Os criadores
são selecionados a partir de rigorosos critérios, entre eles a exigência de documentações que
comprovem a qualidade de suas operações, além da verificação de que a utilização de
antibióticos e produtos químicos agrícolas segue os respectivos padrões da indústria.

Com foco no crescimento e na expansão geográfica das suas atividades, a JBS distribui suas
operações produtivas em 23 plantas localizadas em 9 estados no Brasil, 7 plantas localizadas em
4 províncias na Argentina, 12 plantas nos Estados Unidos e 8 plantas na Austrália. A aquisição
de todas as unidades foi norteada pela estratégia de se instalar nas regiões com maior
concentração de gado visando à flexibilidade operacional de produção, redução de custos de
transporte do gado e do produto pronto, bem como redução de riscos fitossanitários.

A localização estratégica das plantas é um dos fatores que colocam a JBS em posição de
vantagem no mercado, apresentando uma estrutura de produção de custos enxutos com
eficiência operacional.
Os produtos JBS passam por procedimentos rigorosos de qualidade e segurança alimentar em as
instalações de processamento que operam de acordo com estritos padrões sanitários. Esse
esforço visa o cumprimento das exigências de clientes nacionais e internacionais, bem como os
requisitos governamentais de segurança nos países em que atua.
As unidades de produção de carne industrializada utilizam equipamentos modernos e
automatizados para processar e embalar os produtos de carne bovina, com destaque para a
planta localizada na Cidade de Rosário, Argentina, que é uma das unidades de produção de
carne industrializada mais modernas do mundo.
As instalações são montadas de forma a garantir a segurança do trabalho e o cumprimento das
regulamentações, minimizando eventuais riscos aos funcionários da JBS. Adicionalmente, a
Companhia está focada em reduzir a produção de resíduos e as emissões e descartes de lixo de
acordo com os padrões ambientais aplicáveis.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
11.02 - PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, MERCADOS E EXPORTAÇÃO
06/04/2009 11:33:20 Pág:
58
Fundamental para a estratégia da JBS em todos os países onde atua de expandir sua atuação
para novos mercados e consolidar o atendimento ágil, seguro e de qualidade nos locais em que
já atua, a logística da Companhia está sempre alinhada com o dinamismo das operações
comerciais no mundo todo. Por isso, o departamento de logística e documentação da JBS
trabalha na busca de soluções inovadoras para cumprir com essa missão.
Faz parte da estrutura JBS uma rede própria de unidades de apoio logístico para a distribuição
dos produtos, que contribuem para o controle de custos operacionais. A rede está assim
constituída: 4 centros de distribuição no Brasil, sendo 3 no estado de São Paulo e um no estado
de Minas Gerais; um pátio de contêineres localizado próximo ao porto de Santos, para otimizar
as exportações; um pátio de contêineres na cidade de Cubatão; 9 centros de distribuição nos
Estados Unidos; 6 centros de distribuição na Austrália; subsidiárias no Chile, Egito, Inglaterra,
Japão, Hong Kong, Coréia do Sul, Taiwan e China, responsáveis pela distribuição e
comercialização nesses países.
Vendas e Mercado
Mercado Interno
Os clientes JBS no Brasil são, principalmente, grandes varejistas, restaurantes e curtumes. A
Companhia criou o Programa Açougue Nota 10, que visa criar um relacionamento sólido com os
compradores e consolidar a marca entre os consumidores finais. A Empresa também investe
ativamente nas marcas Swift e Maturatta, bem como na difusão do conceito Organic Beef junto
ao trade e aos consumidores.
Atualmente, fazem parte da carteira de clientes JBS mais de 6.000 empresas no mercado
interno. Os 10 maiores clientes representaram 8,9% do total da receita operacional bruta de
vendas no mercado interno em 2007, comprovando a não-concentração de vendas.
Na Argentina, a JBS comercializa marcas próprias e de terceiros, entre as quais se destacam:
Swift, Cabaña Las Lilas, Armour, Plate, Fray Bentos, Safra, Exeter e Corte Buona. Com essas
marcas, a Companhia é líder absoluta no mercado doméstico no segmento de carne em
conserva, com participação de 77% nas vendas em 2007. Nesse último ano, a marca Swift
aumentou suas vendas no mercado interno em todas as linhas de produtos, principalmente
hambúrgueres e salsichas.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
11.02 - PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, MERCADOS E EXPORTAÇÃO
06/04/2009 11:33:20 Pág:
59
A carteira de clientes na Argentina é formada por 786 empresas, entre elas as principais redes
de hipermercados e supermercados no país, além de atacadistas e distribuidores presentes em
todo o território argentino. No segmento de carne industrializada, os 20 principais clientes
representam 55% das vendas, das quais o maior cliente detém apenas 8%.

A JBS USA comercializa marcas reconhecidas em nível global pelo alto padrão de qualidade dos
produtos, sempre focados na inovação para agregar valor às vendas dos clientes ao
disponibilizar produtos saborosos e práticos aos consumidores. A carteira de clientes é
constituída por grandes redes atacadistas, algumas delas atuando em diversos países.
Da carteira de atacadistas, os 20 principais clientes detêm uma média de 25% das vendas da
Companhia. As receitas obtidas dos 5 principais clientes no mercado doméstico somaram quase
US$ 850 milhões em 2007.
Na Austrália, o mercado doméstico possui relevância estratégica e apresenta grande potencial de
crescimento. A JBS atua nesse mercado com marcas fortes e produtos diversificados, voltados a
um público consumidor exigente, em crescimento e com alto poder de consumo.

Mercado Externo
A JBS é a maior empresa exportadora de produtos de origem bovina no Brasil, com receita de
US$ 1,1 bilhão em 2007, segundo dados do SECEX. Também ocupa a 22ª posição entre as
principais exportadoras brasileiras em todos os setores.
Assim como no comércio doméstico, não há concentração de mercado nas exportações, sendo
que nenhum dos clientes foi responsável por mais de 4,5% da receita operacional bruta de
vendas em 2007 e os dez maiores representaram 34,8% do total da receita.

Na Argentina, a JBS também ocupa o primeiro lugar nas exportações de carne bovina,
alcançando em 2007 a soma de US$ 160 milhões, 22% superior da receita com exportações
obtida em 2006. No último exercício, a JBS Argentina foi responsável por 87% das exportações
de carne industrializada naquele país, sendo que os principais destinos das exportações são os
Estados Unidos e a Europa, que somam uma base de 190 clientes.
Para o mercado externo, a JBS USA oferece produtos com o mesmo padrão de qualidade e
reconhecimento de marca verificados no mercado doméstico.
Em 2007, os 4 maiores clientes da JBS USA no mercado externo representaram cerca de US$ 60
milhões das receitas de exportações.




background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
11.02 - PROCESSO DE COMERCIALIZAÇÃO, DISTRIBUIÇÃO, MERCADOS E EXPORTAÇÃO
06/04/2009 11:33:20 Pág:
60
A liderança nas exportações de produtos de origem bovina se repete na Austrália, que alcançou
receita superior a US$ 1,5 bilhão nos produtos comercializados para o mercado exterior em
2007.

Distribuição das Exportações JBS em 2007
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
11.03 - POSICIONAMENTO NO PROCESSO COMPETITIVO
06/04/2009 11:33:31 Pág:
61
A indústria de carne bovina é altamente competitiva, tanto na compra de gado, quanto na venda
de produtos de carne bovina in natura e industrializada. Os nossos produtos também competem
com outras fontes de proteína, incluindo frango e porco; todavia, nossos principais concorrentes
são os processadores de carne bovina. No Brasil, os nossos concorrentes de carne bovina
incluem os frigoríficos Bertin, Marfrig, Minerva e Independência. Nos mercados de carne bovina
internacionais, competimos com inúmeros produtores, incluindo empresas sediadas nos Estados
Unidos (Tyson Foods Inc., Cargill Inc., e Smithfield Foods Inc.), na Austrália (Teys Bros Pty Ltd.
e Nippon Meat Packers Ltd.) e na Argentina (Quickfood S.A., Finexcor S.A.). Com base nos
dados da SECEX e o MDIC, a JBS é a maior empresa exportadora de produtos de origem bovina
do país e do mundo.




background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
12.01 - PRINCIPAIS PATENTES, MARCAS COMERCIAIS E FRANQUIAS
06/04/2009 11:33:40 Pág:
62
A JBS possui uma ampla linha de marcas de produtos de carne in natura e produtos
industrializados, que seguem rígidos padrões de qualidade, higiene e segurança. Marcas com
importante presença nos mercados domésticos e exportação, no qual a Companhia também
vende produtos com marcas próprias de terceiros.
Entre as marcas da JBS destacam-se:
"Friboi", "Organic Beef Friboi", "Maturatta", "Cabaña Las Lilas", "Swift", "Mouran", "Anglo",
"Plate", "Hereford", "Swift Premium", "Swift La Herencia", "Swift Angus Select", entre outras.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
13.01 - PROPRIEDADES RELEVANTES
1- ITEM 2 - TIPO DE PROPRIEDADE
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
6 - ÁREA TOTAL
5 - UF
3 - ENDEREÇO
4 - MUNICÍPIO
7 - ÁREA CONSTRUÍDA
9 - SEGURO 10 - HIPOTECA 11 - ALUGADA DE TERCEIROS 12 - DATA DO CONTRATO 13 - TÉRMINO LOCAÇÃO
8 - IDADE
(MIL M²)
(MIL M²)
(ANOS)
Data-Base - 31/12/2007
14 - OBSERVAÇÃO
01
Escritório Administrativo
89,496
SP
Av. Marginal Direita do Tietê, 500
São Paulo
9,234
SIM
SIM
NÃO
3
02
Frigorífico
920,200
SP
Rod. Euclides Figueiredo, 1243
Andradina
65,840
SIM
SIM
NÃO
11
03
Frigorífico
1.089,000
SP
Av. Domingos Ferreira de Medeiros, s/n
Epitacio
39,821
SIM
NÃO
NÃO
11
04
Frigorífico
1.217,320
MS
Av. Duque de Caxias, 7255
Campo Grande
39,284
SIM
NÃO
NÃO
16
05
Frigorífico
609,300
MT
Av. Atílio Fontana, 2550
Barra do Garças
29,999
SIM
SIM
NÃO
13
06
Frigorífico
487,343
GO
Av. Lago Azul, s/n
Goiania
17,720
SIM
SIM
NÃO
9
06/04/2009 11:33:47
Pág:
63
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
13.01 - PROPRIEDADES RELEVANTES
1- ITEM 2 - TIPO DE PROPRIEDADE
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
6 - ÁREA TOTAL
5 - UF
3 - ENDEREÇO
4 - MUNICÍPIO
7 - ÁREA CONSTRUÍDA
9 - SEGURO 10 - HIPOTECA 11 - ALUGADA DE TERCEIROS 12 - DATA DO CONTRATO 13 - TÉRMINO LOCAÇÃO
8 - IDADE
(MIL M²)
(MIL M²)
(ANOS)
Data-Base - 31/12/2007
14 - OBSERVAÇÃO
07
Frigorífico
727,085
SP
Av. Central, s/n
Barretos
72,236
SIM
NÃO
NÃO
31
08
Frigorífico
311,182
MT
Av. Hamilton Simioni, s/n KM 1,5
Araputanga
18,391
SIM
NÃO
NÃO
16
09
Frigorífico
195,974
GO
Av. Fabril, 555
Anápolis
12,821
SIM
SIM
NÃO
31
10
Frigorífico
664,950
RO
Rod. BR 364, KM 18
Vilhena
27,591
SIM
SIM
NÃO
4
11
Frigorífico
167,316
RO
Rod. BR 364, KM 3,5
Cacoal
7,490
SIM
NÃO
NÃO
12
12
Frigorífico
31,140
RO
Estrada bel,ont, 9978, KM 18
Porto Velho
10,954
SIM
SIM
NÃO
16
06/04/2009 11:33:47
Pág:
64
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
13.01 - PROPRIEDADES RELEVANTES
1- ITEM 2 - TIPO DE PROPRIEDADE
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
6 - ÁREA TOTAL
5 - UF
3 - ENDEREÇO
4 - MUNICÍPIO
7 - ÁREA CONSTRUÍDA
9 - SEGURO 10 - HIPOTECA 11 - ALUGADA DE TERCEIROS 12 - DATA DO CONTRATO 13 - TÉRMINO LOCAÇÃO
8 - IDADE
(MIL M²)
(MIL M²)
(ANOS)
Data-Base - 31/12/2007
14 - OBSERVAÇÃO
13
Frigorífico
9,297
SP
Av. Deputado Emílio Carlos, 1581
Carapicuiba
3,195
SIM
SIM
NÃO
9
14
Frigorífico
143,600
MT
Rod. BR 364, KM 176
Pedra Preta
8,794
SIM
NÃO
NÃO
4
15
Frigorífico
500,000
MG
Rod. BR 497, s/n, KM 2,5
Iturama
8,387
SIM
SIM
NÃO
9
16
Frigorífico
153,163
MT
Av. Vereador Osvaldo Batista, s/n
Cáceres
8,855
SIM
SIM
NÃO
11
17
Frigorífico
421,903
MG
Av. Taylor Silva, nº 920
Uberlândia
3,012
SIM
NÃO
NÃO
10
18
Frigorífico
27,696
SP
Rod. Cônego Domenico Rangoni s/n, km 262
Cubatão
1,965
SIM
NÃO
NÃO
0
06/04/2009 11:33:47
Pág:
65
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
02057-5
13.01 - PROPRIEDADES RELEVANTES
1- ITEM 2 - TIPO DE PROPRIEDADE
JBS S.A.
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
02.916.265/0001-60
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
6 - ÁREA TOTAL
5 - UF
3 - ENDEREÇO
4 - MUNICÍPIO
7 - ÁREA CONSTRUÍDA
9 - SEGURO 10 - HIPOTECA 11 - ALUGADA DE TERCEIROS 12 - DATA DO CONTRATO 13 - TÉRMINO LOCAÇÃO
8 - IDADE
(MIL M²)
(MIL M²)
(ANOS)
Data-Base - 31/12/2007
14 - OBSERVAÇÃO
19
Frigorífico
242,000
SP
Rod. BR 323 ou PR 14, lote 350, km 156
Maringá
25,066
SIM
NÃO
NÃO
5
20
Terreno
139,600
SP
Av. Hélio Ossamu Daikuara, 1445
Embu
0,000
NÃO
NÃO
NÃO
0
06/04/2009 11:33:47
Pág:
66
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.01 - PROJEÇÕES EMPRESARIAIS E/OU DE RESULTADOS
06/04/2009 11:33:52 Pág:
67
286,8
345,1
564,9
591,1
840,8
9,1%
9,6%
4,2%
14,2%
4,4%
12M04
12M05
12M06
12M07
9M08
3.158,0
3.577,1
3.967,6
14.141,6
19.327,6
12M04
12M05
12M06
12M07
9M08
EVOLUÇÃO DO GUIDANCE PUBLICADO EM
27/01/2008 (Não inclui INALCA e aquisições
recentes)
Receita Líquida (R$ milhões)
Receita Líquida (R$ milhões)
EBITDA e margem EBITDA
EBITDA e margem EBITDA
Margem EBITDA (%)
10,9%
256,4%
63,7%
4,6%
13,3%
20,3%
25.500,0
1.275,0
Fonte: JBS
Sem considerar as aquisições da Inalca, National Beef, Smithfield Beef e Tasman
CA
GR
6
8,
6%
CA
GR
45
,2%
76%
65,9%
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.02 - INFORMAÇÕES RECOMENDÁVEIS, MAS NÃO OBRIGATÓRIAS
06/04/2009 11:34:00 Pág:
68
Análise dos Resultados do Ano de 2007 ­ Principais Indicadores Consolidados
A tabela abaixo demonstra os resultados consolidados da JBS em BR GAAP e em Reais (R$),
incluindo os resultados da sua subsidiária americana JBS USA que engloba as operações na
Austrália, durante o período de 173 dias a partir da sua aquisição em 11 de julho de 2007.
R$ milhões
12M07
%
12M06
%
Var.%
12M07/12M06
Receita Líquida
14.141,6
100,0%
4.301,7
100,0%
228,7%
Custo dos Produtos Vendidos
-12.609,1
-89,2%
-3.248,5
-75,5%
288,1%
Lucro Bruto
1.532,5
10,8%
1.053,1
24,5%
45,5%
Despesas com Vendas
-786,6
-5,6%
-437,9
-10,2%
79,7%
Despesas Adm. e Gerais
-275,6
-1,9%
-154,4
-3,6%
78,5%
Resultado Financeiro*
-403,1
-2,9%
-247,1
-5,7%
63,1%
Resultado de Eq. Patrimonial
0,0
0,0%
0,0
0,0%
-
Amortização de Ágio
-74,9
-0,5%
0,0
0,0%
-
Despesas Extraordinárias
-67,1
-0,5%
0,0
0,0%
-
Lucro Operacional
-74,8
-0,5%
213,8
5,0%
-135,0%
Resultado Não Operacional
11,2
0,1%
-2,6
-0,1%
-536,2%
IR e Contribuição Social
-104,9
-0,7%
-53,5
-1,2%
96,0%
Participações Minoritárias
3,5
0,0%
1,2
0,0%
185,4%
Lucro Líquido do Exercicio
-165,0
-1,2%
158,9
3,7%
-203,9%
EBITDA 591,1
4,2%
547,8
12,7%
7,9%

(*) O resultado financeiro e, conseqüentemente, o prejuízo líquido foram afetados pela variação cambial sobre os
investimentos feitos em moeda estrangeira no montante de aproximadamente R$160,0 milhões nos 12M07. O efeito da
variação cambial não gera efeito de caixa para a Companhia, portanto não afeta o EBITDA do período. Expurgando esse
efeito, o prejuízo líquido seria de R$5,0 milhões nos 12M07.
Receita Líquida
A receita líquida da JBS consolidada no ano de 2007 foi de R$14.141,6 milhões contra uma
receita líquida de R$4.301,7 milhões em 2006, um crescimento de 228,7%. O valor de
R$14.141,6 milhões é composto pela receita da JBS MERCOSUL de R$ 4.891,9 e receita da JBS
USA de R$ 9.249,6.
EBITDA
No ano de 2007, o EBITDA foi de R$591,1 milhões, crescimento de 7,9% em comparação com o
EBITDA de 2006 de R$547,8 milhões. No mesmo período, a margem EBITDA foi de 4,2%
composta pela margem de 14,2% da JBS MERCOSUL e -1,1% de margem na JBS USA.
Prejuízo Líquido
No ano de 2007 foi apurado um prejuízo líquido de R$165,0 milhões contra um lucro líquido de
R$158,9 milhões em 2006. Considerando os fatores mencionados nas notas explicativas 24 e 25
das demonstrações contábeis e excluindo os montantes referentes às variações cambiais de
investimentos em controladas no exterior, o prejuízo líquido da JBS no ano de 2007 seria de
R$5,0 milhões. Este prejuízo deve-se em parte à pressão nas margens que ocorreu na indústria
de carne bovina nos Estados Unidos.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.02 - INFORMAÇÕES RECOMENDÁVEIS, MAS NÃO OBRIGATÓRIAS
06/04/2009 11:34:00 Pág:
69
Investimentos
No ano de 2007, dispêndios acumulam R$641,0 milhões. Ao longo do ano de 2007, os
investimentos aplicados em projetos incluem:
·
Ampliação da unidade de carne industrializada da unidade em Andradina (SP);
·
Ampliação da capacidade de abate e desossa da unidade de Barra do Garças (MT);
·
Ampliação da capacidade de abate e desossa da unidade de Campo Grande (MS);
·
Ampliação da capacidade de abate e desossa da unidade de Vilhena (RO);
·
Aquisição da unidade de abate de bovinos na cidade de Maringá, no estado do Paraná;
·
Construção de um novo terminal de contêineres para exportação em Cubatão (SP);
·
Outros investimentos, tais como compra de novos equipamentos e manutenção das unidades
produtoras.
Endividamento Consolidado
R$ milhões
31/12/2007 21/12/2006
Var.%
4T07/3T07
Endividamento Bruto
3.749,6
3.949,5
-5,1%
Disponibilidades
1.381,7
1.621,0
-14,8%
Endividamento Líquido
2.367,9
2.328,5
1,7%
Dívida Líquida/EBITDA
3,7X
3,3X
O endividamento bruto da Companhia é composto principalmente por linhas de
financiamento, operações de financiamento às exportações contratadas junto a
instituições financeiras e por Notes (Reg. S e 144A) no valor de face total de US$575
milhões, com vencimento em 2011 e 2016, sendo US$275 milhões emitidos a uma
taxa de juros anual de 9,375%, pagos trimestralmente e US$300 milhões a uma taxa
de juros anual de 10,50%, pagos semestralmente.





Capitalização
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.02 - INFORMAÇÕES RECOMENDÁVEIS, MAS NÃO OBRIGATÓRIAS
06/04/2009 11:34:00 Pág:
70
A tabela a seguir apresenta, a partir das demonstrações financeiras preparadas em conformidade com
o BR GAAP, a capitalização da JBS em 31 de dezembro de 2007.
(Em milhares de reais)
31/12/2006
31/12/2007
Capitalização total
(1)
2,876,660
6,804,227
Endividamento total
2,693,615
3,749,638
Empréstimos e financiamentos
circulante
653,638
2,384,837
Empréstimos e financiamentos ­
longo prazo
2,039,977
1,364,801
Total patrimônio líquido
183,045
3,054,589
Caixa, bancos e aplicações
financeiras
261,071
1,381,703
(1) Capitalização total é a soma do endividamento de curto e longo prazo e do patrimônio líquido
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.03 - OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS IMPORTANTES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA
COMPANHIA
06/04/2009 11:34:13 Pág:
71
Gestão de Pessoas
A JBS acredita que o capital humano é seu maior patrimônio. Para a Companhia, o
desenvolvimento da Empresa está atrelado ao desenvolvimento humano no que diz respeito à
prosperidade na profissão, ao comprometimento com o trabalho, ao aprendizado e ao
crescimento.
Assim, a JBS estabelece com seus funcionários uma relação de parceria, em que cada uma das
partes cumpre com seus deveres e tem garantidos seus direitos. Uma atuação responsável em
políticas de Recursos Humanos, respeitando os direitos individuais, a legislação trabalhista e
construindo um ambiente de trabalho saudável e seguro com base na igualdade de
oportunidades.
Atração e Retenção de Talentos
Os Recursos Humanos da JBS estão focados no desenvolvimento de políticas que permitam a
atração, o crescimento e a retenção de talentos, formando um time altamente motivado e
comprometido com os resultados. O principal objetivo das políticas de RH é integrar os
funcionários nas unidades de todo o mundo com a cultura da Companhia para que façam parte
da família JBS, criando assim o jeito de ser da empresa.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.03 - OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS IMPORTANTES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA
COMPANHIA
06/04/2009 11:34:13 Pág:
72
Crescimento
Um salto no número de funcionários em 2007
Benefícios Oferecidos
A Companhia oferece remuneração compatível com os índices do mercado, além dos benefícios
previstos pela lei específica em cada país de atuação. A JBS também prevê auxílios adicionais
como forma de valorizar o relacionamento com os funcionários e construir um ambiente de
trabalho saudável, além de manter boas relações com instituições representativas dos
funcionários.
Política de Treinamentos, Saúde e Segurança
A JBS investe no aperfeiçoamento profissional de seus funcionários com a adoção de uma
política de treinamentos alinhada à Cultura da Empresa. As atividades são planejadas de acordo
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.03 - OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS IMPORTANTES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA
COMPANHIA
06/04/2009 11:34:13 Pág:
73
com a demanda.
O zelo pela saúde dos funcionários em todos os países onde a JBS atua também está
incorporado ao dia-a-dia da Empresa, com iniciativas que buscam melhorias na qualidade de
vida no ambiente de trabalho, bem como incentivos a mudanças de hábitos que tragam
resultados positivos no aspecto comportamental.
Com relação às iniciativas que visam garantir a segurança no trabalho, a JBS procura promover
ações preventivas como a conscientização coletiva por um ambiente de trabalho seguro, a
disciplina para o uso dos Equipamentos de Proteção Individual e a obediência às normas de
segurança do trabalho.
Dividendos
A Companhia considerando que tem gerado EBITDA positivo, deliberou em reunião do Conselho
de Administração ocorrida em 1 de novembro de 2007, referendada em Assembléia Geral
Ordinária ocorrida em 30 de abril de 2008, que para o cômputo dos dividendos sejam excluídos
permanentemente, as perdas cambiais dos investimentos permanentes mantidos em moeda
estrangeira e o valor da amortização do ágio apurado na aquisição dos investimentos efetuados
na JBS USA e SB Holdings incluídas no resultado.
Cláusula Compromissória
Artigo 56. A Companhia, seus acionistas, administradores e membros do Conselho Fiscal
obrigam-se a resolver, por meio de arbitragem, toda e qualquer disputa ou controvérsia que
possa surgir entre eles, relacionada ou oriunda, em especial, da aplicação, validade, eficácia,
interpretação, violação e seus efeitos, das disposições contidas no Contrato de Participação no
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.03 - OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS IMPORTANTES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA
COMPANHIA
06/04/2009 11:34:13 Pág:
74
Novo Mercado, no Regulamento de Listagem do Novo Mercado, no Regulamento de Arbitragem
da Câmara de Arbitragem do Mercado instituída pela BOVESPA, neste Estatuto Social, nas
disposições da Lei das Sociedades por Ações, nas normas editadas pelo Conselho Monetário
Nacional, pelo Banco Central do Brasil ou pela CVM, nos regulamentos da BOVESPA e nas
demais normas aplicáveis ao funcionamento do mercado de capitais em geral, perante a Câmara
de Arbitragem do Mercado, nos termos de seu Regulamento de Arbitragem.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.03 - OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS IMPORTANTES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA
COMPANHIA
06/04/2009 11:34:13 Pág:
75
POSIÇÃO DOS CONTROLADORES, ADMINISTRADORES E AÇÕES EM CIRCULAÇÃO
POSIÇÃO ACIONÁRIA CONSOLIDADA DOS CONTROLADORES
E ADMINISTRADORES E AÇÕES EM CIRCULAÇÃO
POSIÇÃO EM
[01/07/2008]
Acionista
Quantidade de
Ações Ordinárias
(Em Unidades)
%
Quantidade de
Ações
Preferenciais
(Em Unidades)
%
Quantidade
Total de Ações
(Em Unidades)
%
Controlador
720.684.963 50,11
720.684.963 50,11
Administradores
Conselho de Administração
5
0
5
0
Diretoria
0
0
0
0
Conselho Fiscal
Ações em Tesouraria
19.650.100 1,37
19.650.100 1,37
Outros Acionistas
697.743.858 48,52
697.743.858 48,52
Total
1.438.078.926
100
1.438.078.926
100
Ações em Circulação
697.743.858 48,52
697.743.858 48,52
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
14.03 - OUTRAS INFORMAÇÕES CONSIDERADAS IMPORTANTES PARA MELHOR ENTENDIMENTO DA
COMPANHIA
06/04/2009 11:34:13 Pág:
76
POSIÇÃO ACIONÁRIA CONSOLIDADA DOS CONTROLADORES
E ADMINISTRADORES E AÇÕES EM CIRCULAÇÃO
POSIÇÃO EM
[01/07/2007]
Acionista
Quantidade de
Ações
Ordinárias
(Em Unidades)
%
Quantidade de
Ações
Preferenciais
(Em Unidades)
%
Quantidade
Total de Ações
(Em Unidades)
%
Controlador
647.906.196 76,22
647.906.196 76,22
Administradores
Conselho de Administração
4
0
4
0
Diretoria
1.226
0
1.226
0
Conselho Fiscal
Ações em Tesouraria
Outros Acionistas
202.092.574 23,78
202.092.574 23,78
Total
850.000.000
100
850.000.000
100
Ações em Circulação
202.092.574 23,78
202.092.574 23,78
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
15.01 - PROBLEMAS AMBIENTAIS
06/04/2009 11:34:28 Pág:
77
A JBS S.A. acredita que seu desenvolvimento sustentável e crescimento empresarial devem
estar associados à responsabilidade social e ambiental. Assim, a empresa investe
constantemente na melhoria da cadeia produtiva em suas plantas com foco na redução de
impactos ambientais, além de buscar formas de estreitar sua relação com a comunidade por
meio de iniciativas de caráter social.
A JBS e o Meio Ambiente

Todas as instalações produtivas da JBS no Brasil, Argentina, EUA e Austrália estão em
conformidade com as Leis e Regulamentações ambientais aplicáveis. Isso significa que todas as
plantas possuem licença ambiental de acordo com as normas vigentes. Para controlar o impacto
ambiental das operações, a JBS mantém um processo de manutenção preventiva de máquinas,
equipamentos e sistemas de filtragem de gases, bem como programas para utilização eficiente
de água e energia e reciclagem de materiais utilizados na rotina da Companhia. Periodicamente,
o impacto ambiental dos produtos, processos, operações e serviços são avaliados a fim de
identificar eventuais ou potenciais causadores de danos ambientais relevantes, além de
desenvolver e implementar processos sustentáveis.

Entre as iniciativas de Responsabilidade Ambiental adotadas pela JBS, destacam-se:
·
Implantação de modernos sistemas de Tratamento de efluentes.
·
Investimentos em equipamentos ecologicamente projetados para economia de combustível,
gerando menos resíduos poluentes, sem perder a eficiência na produção.
·
Reflorestamento, proteção de APP's ­ Áreas de Preservação Permanente ­ e utilização de
combustíveis alternativos ­ Biodisel.
·
Reciclagem dentro e fora da JBS e Programas de redução de emissões de gases de efeito
estufa obtendo Créditos de Carbono/CER Certificado de Redução de Emissões.
Esse compromisso incorporado pela Companhia acerca da gestão ambiental não apenas preserva
recursos naturais, mas também contribui significativamente com a redução de custos, refletindo
positivamente nos resultados financeiros da JBS.
JBS e Responsabilidade Social
A JBS promove projetos sociais em suas unidades de produção como forma de consolidar o
compromisso da Companhia com a saúde, o bem-estar e a educação da sociedade nas diversas
comunidades dos países em que atua.
Entre as iniciativas de caráter social, estão projetos voltados à educação e capacitação, doação
de alimentos, doação de sangue, prestação de serviços gratuitos, campanhas em prol da saúde,
bem-estar e qualidade de vida, atividades culturais, entre outros.
Esses projetos contam com o envolvimento dos funcionários e são realizados em sua maioria por
meio de parcerias com prefeituras, universidades e entidades sociais.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
15.01 - PROBLEMAS AMBIENTAIS
06/04/2009 11:34:28 Pág:
78
A Responsabilidade Social da JBS reforça o compromisso da Companhia com a comunidade nas
regiões em que atua e desperta o senso de orgulho nos funcionários por fazerem parte de uma
empresa que se preocupa com o desenvolvimento sustentável da sociedade.
background image
16.01 - AÇÕES JUDICIAIS COM VALOR SUPERIOR A 5% DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO OU DO LUCRO LÍQUIDO
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
Legislação Societária
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
1 - ITEM 2 - DESCRIÇÃO
3 - % PATRIM.
6 - VL.PROVISIONADO
(Reais Mil)
LÍQUIDO
4 - % LUCRO
LÍQUIDO
5 - PROVISÃO
Data-Base - 31/12/2007
7 - VL. TOTAL AÇÕES
(Reais Mil)
8 - OBSERVAÇÃO
01
TRABALHISTA
0,71
6.886
0,00
SIM
21.726
02
FISCAL/TRIBUTÁRIA
7,53
33.030
0,00
SIM
229.965
03
OUTRAS
5,61
15.765
0,00
SIM
171.344
06/04/2009 11:34:35
Pág:
79
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
17.01 - OPERAÇÕES COM EMPRESAS RELACIONADAS
06/04/2009 11:34:40 Pág:
80

No curso regular de nossos negócios, contratamos operações com partes relacionadas em condições
plenamente comutativas e de acordo com as práticas e valores de mercado, as quais resumimos abaixo.
Adicionalmente, mantemos certas contratações entre empresas do nosso grupo econômico com o objetivo de
manter serviços de suporte (incluindo serviços administrativos, jurídicos, financeiros, de administração e
controladoria, recursos humanos e de tecnologia de informação), bem como de realizar sua atividade principal
(incluindo a compra e venda de matéria-prima e de gado).

Operações Recorrentes com Partes Relacionadas

Locação de Imóvel

Locamos partes ideais do prédio em que está localizado o nosso escritório administrativo para a J&F
Participação Financeira Ltda., Flora, JBS Administração de Recursos Ltda. e JBS Agropecuária Ltda. pelo
prazo de 10 (dez) anos contados a partir de 31 de dezembro de 2006. O valor total do aluguel é de R$77 mil,
sendo tal valor dividido pro rata entre os locatários em função da área ocupada por cada um.. No aluguel
cobrado das locatárias incluem-se valores referentes a (i) aluguel do espaço físico com toda a sua infra-
estrutura operacional já instalada; (ii) condomínio conforme área de uso; (iii) serviços de conservação e
limpeza das instalações comuns; (iv) gastos com manutenção das áreas comuns; (v) consumo mensal de
energia elétrica; (vi) seguro; (vii) material de expediente; (viii) correio, periódicos, jornais e comunicações;
(ix) impostos e taxas; e (x) demais gastos necessários à fiel manutenção, segurança e preservação do imóvel.

Arrendamento de Aeronave

Em 12 de abril de 2006 arrendamos da empresa AVN Air LLC, pelo prazo de 60 (sessenta) meses, uma
aeronave "Learjet 45" para otimizar o transporte dos nossos Administradores e colaboradores entre nossas
diversas unidades industriais e plantas de abate. Nós estamos negociando um aditamento desse contrato para
que seja possível sub-arrendar a aeronave para as empresas J&F Participações, J&F Participação Financeira
Ltda., Flora, JBS Administração de Recursos Ltda. e JBS Agropecuária Ltda. Caso sejamos autorizados a
sub-arrendar a aeronave, a sua utilização será remunerada pelo sistema de compartilhamento dos custos totais
por nós incorridos, sem a cobrança adicional de frete, aluguel ou qualquer outro pagamento a título de
contraprestação.

Prestação de Serviços

Em 31 de dezembro de 2006, celebramos um contrato de prestação de serviços de natureza financeira,
jurídica, administrativa, de controladoria, de tecnologia da informação e de recursos humanos para a Flora,
J&F Participações, JBS Participação Financeira Ltda., JBS Administração de Recursos Ltda. e JBS
Agropecuária Ltda., pelo prazo de 10 (dez) anos. O valor desse contrato é variável baseado na participação
individual de cada empresa no custo total da folha de pagamento das referidas empresas conjuntamente
consideradas.


background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
17.01 - OPERAÇÕES COM EMPRESAS RELACIONADAS
06/04/2009 11:34:40 Pág:
81


Representação Comercial

Contratamos, sob a modalidade de representação comercial, os serviços da Flora, que utiliza sua força de
venda (funcionários e terceiros contratados) para a venda dos nossos produtos, que integra as linhas Swift,
Anglo, Mouran e Bordon, em todo o território nacional, sob a remuneração de 4% (quatro por cento), a título
de comissão, sobre os valores por nós efetivamente recebidos pelas referidas vendas.

Transporte

Prestamos serviços de transporte de gado bovino para a JBS Agropecuária Ltda., que possui 4 (quatro)
propriedades rurais para a criação de gado bovino e que, em decorrência da sua atividade, necessita
transportar o gado bovino entre tais propriedades. Os valores e condições praticados são com base naqueles
praticados com outros pecuaristas para o transporte de gado bovino magro.


Matéria-Prima

Fornecemos regularmente sebo bovino para a Flora. Não celebramos contrato de fornecimento e cobramos os
mesmos valores e condições comerciais praticados de terceiros, concorrentes diretos da Flora.


Aquisição de Gado

Adquirimos gado periodicamente da JBS Agropecuária Ltda. para abate a preços e condições regulares de
mercado, na respectiva região, tendo como referência os preços divulgados no Boletim Diário do CEPEA -
Centro de Estudos Avançados de Economia Aplicada da ESALQ - Escola Superior de Agricultura Luiz
Queiroz.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
82
ESTATUTO SOCIAL
DA
JBS S.A.
CAPÍTULO I
DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO, OBJETO E DURAÇÃO

Artigo 1º. A JBS S.A. ("Companhia") é uma sociedade anônima regida pelo presente
Estatuto e pela legislação em vigor.

Artigo 2º. A Companhia tem a sua sede e foro e domicílio na Cidade de São Paulo,
Estado de São Paulo, na Avenida Brigadeiro Faria Lima, n° 2.391, 2º andar, conj. 22,
sala 2, Jardim Paulistano, CEP 01452-000.

Parágrafo Único.
A Companhia poderá abrir, encerrar e alterar o endereço de filiais,
agências, depósitos, centros de distribuição, escritórios e quaisquer outros
estabelecimentos no País ou no exterior por deliberação da Diretoria, observado o
disposto no art. 19, inciso XI deste Estatuto Social.

Artigo 3º. O ramo de atividade mercantil da companhia é de escritório administrativo,
exploração por conta própria de abatedouro e frigorificação de bovinos, industrialização
e comercialização de carnes de bovinos, suínos, ovinos e seus derivados,
processamento, preservação e produção de conservas de legumes e outros vegetais,
conservas, gorduras, rações, enlatados, importação e exportação dos produtos
derivados, compra, venda, cria, recria, engorda e abate de bovinos, em
estabelecimento próprio e de terceiros, matadouro com abate de bovinos e preparação
de carnes para terceiros, indústria, comércio, importação, exportação de sebo bovino,
farinha de carne, farinha de osso e rações, compra e venda, distribuição e
representação de gêneros alimentícios, uniformes e rouparias com prestação de
serviço de confecções em geral, depósito fechado, armazéns gerais, de acordo com
Decreto Federal n° 1.102, de 21 de novembro de 1903, para guarda e conservação de
mercadorias perecíveis de terceiros, transporte rodoviário de cargas em geral,
municipal, intermunicipal, interestadual e internacional.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
83

Parágrafo Único. A Companhia poderá explorar outros ramos que tenham afinidade
com o objeto expresso no artigo 3º, bem como participar de outras sociedades, no País
ou no exterior.

Artigo 4º. O prazo de duração da Companhia é indeterminado.
CAPÍTULO II
CAPITAL
SOCIAL

Artigo 5º. O capital social é de R$ 4.495.580.968,94 (quatro bilhões, quatrocentos e
noventa e cinco milhões, quinhentos e oitenta mil, novecentos e sessenta e oito reais e
noventa e quatro centavos), dividido em 1.438.078.926 (um bilhão, quatrocentos e
trinta e oito milhões, setenta e oito mil e novecentas e vinte e seis) ações ordinárias,
nominativas, sem valor nominal.

Artigo 6º. A Companhia fica autorizada a aumentar o seu capital social, independente
de reforma estatutária, em até mais 22.600.000 (vinte e dois milhões e seiscentas mil)
ações ordinárias, nominativas, escriturais e sem valor nominal.

§ 1º. Dentro do limite autorizado neste artigo, poderá a Companhia, mediante
deliberação do Conselho de Administração, aumentar o capital social
independentemente de reforma estatutária. O Conselho de Administração fixará o
número, preço, e prazo de integralização e as demais condições da emissão de ações.

§ 2º. Dentro do limite do capital autorizado, o Conselho de Administração poderá
deliberar a emissão de bônus de subscrição.

§ 3º. Dentro do limite do capital autorizado e de acordo com o plano aprovado pela
Assembléia Geral, a Companhia poderá outorgar opção de compra de ações a
administradores, empregados ou pessoas naturais que lhe prestem serviços, ou a
administradores, empregados ou pessoas naturais que prestem serviços a sociedades
sob seu controle, com exclusão do direito de preferência dos acionistas na outorga e
no exercício das opções de compra.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
84

§ 4º. É vedado à Companhia emitir partes beneficiárias.

Artigo 7º. O capital social será representado exclusivamente por ações ordinárias e
cada ação ordinária dará o direito a um voto nas deliberações da Assembléia Geral.

Artigo 8º. Todas as ações da Companhia são escriturais, mantidas em conta de
depósito, em instituição financeira autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários
("CVM") designada pelo Conselho de Administração, em nome de seus titulares, sem
emissão de certificados.

Parágrafo Único. O custo de transferência e averbação, assim como o custo do
serviço relativo às ações escriturais poderá ser cobrado diretamente do acionista pela
instituição escrituradora, conforme venha a ser definido no contrato de escrituração de
ações.

Artigo 9º. A critério do Conselho de Administração, poderá ser excluído ou reduzido o
direito de preferência nas emissões de ações, debêntures conversíveis em ações e
bônus de subscrição, cuja colocação seja feita mediante venda em bolsa de valores ou
por subscrição pública, ou ainda mediante permuta por ações, em oferta pública de
aquisição de Controle, nos termos estabelecidos em lei, dentro do limite do capital
autorizado.
CAPÍTULO
III
ASSEMBLÉIA GERAL

Artigo 10. A Assembléia Geral reunir-se-á, ordinariamente, uma vez por ano e,
extraordinariamente, quando convocada nos termos da Lei n.º 6.404, de 15 de
dezembro de 1976, conforme alterada ("Lei das Sociedades por Ações") ou deste
Estatuto Social.

§ 1º. A Assembléia Geral será convocada pelo Conselho de Administração ou, nos
casos previstos em lei, por acionistas ou pelo Conselho Fiscal, mediante anúncio
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
85
publicado, devendo a primeira convocação ser feita, com, no mínimo, 15 (quinze) dias
de antecedência, e a segunda com antecedência mínima de 8 (oito) dias.

§ 2º. As deliberações da Assembléia Geral serão tomadas por maioria dos votos
presentes, observado o disposto no artigo 52, § 1º, deste Estatuto Social.

§ 3º. A Assembléia Geral que deliberar sobre o cancelamento de registro de
companhia aberta, ou a saída da Companhia do Novo Mercado, deverá ser convocada
com, no mínimo, 30 (trinta) dias de antecedência.

§ 4º. A Assembléia Geral só poderá deliberar sobre assuntos da ordem do dia,
constantes do respectivo edital de convocação, ressalvadas as exceções previstas na
Lei das Sociedades por Ações.

§ 5º. Nas Assembléias Gerais, os acionistas deverão apresentar, com no mínimo 72
(setenta e duas) horas de antecedência, além do documento de identidade e/ou atos
societários pertinentes que comprovem a representação legal, conforme o caso: (i)
comprovante expedido pela instituição escrituradora, no máximo, 5 (cinco) dias antes
da data da realização da Assembléia Geral; (ii) o instrumento de mandato com
reconhecimento da firma do outorgante; e/ou (iii) relativamente aos acionistas
participantes da custódia fungível de ações nominativas, o extrato contendo a
respectiva participação acionária, emitido pelo órgão competente.

§ 6º. As atas de Assembléia deverão ser lavradas no livro de Atas das Assembléias
Gerais na forma de sumário dos fatos ocorridos e publicadas com omissão das
assinaturas.

Artigo 11. A Assembléia Geral será instalada e presidida pelo Presidente do Conselho
de Administração ou, na sua ausência ou impedimento, instalada e presidida por outro
Conselheiro, Diretor ou acionista indicado por escrito pelo Presidente do Conselho de
Administração. O Presidente da Assembléia Geral indicará até 2 (dois) Secretários.

Artigo 12. Compete à Assembléia Geral, além das atribuições previstas em lei:
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
86

I.
eleger e destituir os membros do Conselho de Administração e do Conselho
Fiscal, quando instalado;

II.
fixar a remuneração global anual dos administradores, assim como a dos
membros do Conselho Fiscal, se instalado;

III.
reformar o Estatuto Social;

IV.
deliberar sobre a dissolução, liquidação, fusão, cisão, incorporação da
Companhia, ou de qualquer sociedade na Companhia;

V.
atribuir bonificações em ações e decidir sobre eventuais grupamentos e
desdobramentos de ações;

VI.
aprovar planos de opção de compra de ações destinados a administradores,
empregados ou pessoas naturais que prestem serviços à Companhia ou a
sociedades controladas pela Companhia;

VII.
deliberar, de acordo com proposta apresentada pela administração, sobre a
destinação do lucro do exercício e a distribuição de dividendos;

VIII.
eleger e destituir o liquidante, bem como o Conselho Fiscal que deverá
funcionar no período de liquidação;

IX.
deliberar a saída do Novo Mercado ("Novo Mercado") da Bolsa de Valores de
São Paulo ­ BOVESPA ("BOVESPA"), nas hipóteses previstas no artigo 48
deste Estatuto Social;

X.
deliberar o cancelamento do registro de companhia aberta na CVM;

XI.
escolher a instituição ou empresa especializada responsável pela elaboração
de laudo de avaliação das ações da Companhia, em caso de cancelamento de
registro de companhia aberta ou saída do Novo Mercado, conforme previsto no
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
87
Capítulo VII deste Estatuto Social, dentre as empresas indicadas pelo
Conselho de Administração; e

XII.
deliberar sobre qualquer matéria que lhe seja submetida pelo Conselho de
Administração.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
88
CAPÍTULO IV
ÓRGÃOS
DA
ADMINISTRAÇÃO
Seção I - Disposições Comuns aos Órgãos da Administração

Artigo 13. A Companhia será administrada pelo Conselho de Administração e pela
Diretoria.

§ 1º. A investidura nos cargos far-se-á por termo lavrado em livro próprio, assinado
pelo administrador empossado, dispensada qualquer garantia de gestão, e pela prévia
subscrição do Termo de Anuência dos Administradores, nos termos do disposto no
Regulamento de Listagem do Novo Mercado.

§ 2º. Os administradores permanecerão em seus cargos até a posse de seus
substitutos, salvo se diversamente deliberado pela Assembléia Geral ou pelo Conselho
de Administração, conforme o caso.

Artigo 14. A Assembléia Geral fixará o montante global da remuneração dos
administradores, cabendo ao Conselho de Administração, em reunião, fixar a
remuneração individual dos Conselheiros e Diretores.

Artigo 15. Ressalvado o disposto no presente Estatuto Social, qualquer dos órgãos de
administração se reúne validamente com a presença da maioria de seus respectivos
membros e delibera pelo voto da maioria absoluta dos presentes.

Parágrafo Único. Só é dispensada a convocação prévia da reunião como condição de
sua validade se presentes todos os seus membros. São considerados presentes os
membros do órgão da administração que manifestarem seu voto por meio da
delegação feita em favor de outro membro do respectivo órgão, por voto escrito
antecipado e por voto escrito transmitido por fax, correio eletrônico ou por qualquer
outro meio de comunicação.
Seção II - Conselho de Administração
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
89

Artigo 16. O Conselho de Administração será composto de, no mínimo, 5 (cinco) e, no
máximo, 11 (onze) membros, todos acionistas, eleitos pela Assembléia Geral, com
mandato unificado de 2 (dois) anos, considerando-se cada ano como o período
compreendido entre 2 (duas) Assembléias Gerais Ordinárias, sendo permitida a
reeleição.

§ 1º. Na Assembléia Geral que tiver por objeto deliberar a eleição dos membros do
Conselho de Administração, os acionistas deverão fixar, primeiramente, o número
efetivo de membros do Conselho de Administração a serem eleitos.

§ 2º. No mínimo 20% (vinte por cento) dos membros do Conselho de Administração
deverão ser Conselheiros Independentes, conforme definido no § 3º deste artigo.
Quando, em decorrência da observância desse percentual, resultar número fracionário
de conselheiros, proceder-se-á ao arredondamento para o número inteiro: (i)
imediatamente superior, quando a fração for igual ou superior a 0,5 (cinco décimos);
ou (ii) imediatamente inferior, quando a fração for inferior a 0,5 (cinco décimos).

§ 3º. Para os fins deste artigo, o termo "Conselheiro Independente" significa o
Conselheiro que: (i) não tem qualquer vínculo com a Companhia, exceto a participação
no capital social; (ii) não é Acionista Controlador (conforme definido no artigo 43, § 1º
deste Estatuto Social), cônjuge ou parente até segundo grau daquele, não ser ou não
ter sido, nos últimos 3 (três) anos, vinculado a Companhia ou a entidade relacionada
ao Controlador (ressalvadas as pessoas vinculadas a instituições públicas de ensino
e/ou pesquisa); (iii) não foi, nos últimos 3 (três) anos, empregado ou diretor da
Companhia, do Controlador ou de sociedade controlada pela Companhia; (iv) não é
fornecedor ou comprador, direto ou indireto, de serviços e/ou produtos da Companhia,
em magnitude que implique perda de independência; (v) não é funcionário ou
administrador de sociedade ou entidade que esteja oferecendo ou demandando
serviços e/ou produtos à Companhia; (vi) não é cônjuge ou parente até segundo grau
de algum administrador da Companhia; (vii) não recebe outra remuneração da
Companhia além da de conselheiro (proventos em dinheiro oriundos de participação no
capital estão excluídos desta restrição). É também considerado Conselheiro
Independente aquele eleito nos termos do artigo 141, §§ 4º e 5º, da Lei das
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
90
Sociedades por Ações. A qualificação como Conselheiro Independente deverá ser
expressamente declarada na ata da assembléia geral que o eleger.

§ 4º. Findo o mandato, os membros do Conselho de Administração permanecerão no
exercício de seus cargos até a investidura dos novos membros eleitos.

§ 5º. A Assembléia Geral poderá eleger um ou mais suplentes para os membros do
Conselho de Administração.

§ 6º. O membro do Conselho de Administração ou suplente não poderá ter acesso a
informações ou participar de reuniões de Conselho de Administração, relacionadas a
assuntos sobre os quais tenha ou represente interesse conflitante com os interesses da
Companhia.

§ 7º. O Conselho de Administração, para melhor desempenho de suas funções, poderá
criar comitês ou grupos de trabalho com objetivos definidos, que deverão atuar como
órgãos auxiliares sem poderes deliberativos, sempre no intuito de assessorar o
Conselho de Administração, sendo integrados por pessoas por ele designadas dentre
os membros da administração e/ou outras pessoas ligadas, direta ou indiretamente, à
Companhia.

Artigo 17. O Conselho de Administração terá 1 (um) Presidente e 1 (um) Vice-
Presidente, que serão eleitos pela maioria absoluta de votos dos presentes, na
primeira reunião do Conselho de Administração que ocorrer imediatamente após a
posse de tais membros, ou sempre que ocorrer renúncia ou vacância naqueles cargos.

§ 1º. O Presidente do Conselho de Administração convocará e presidirá as reuniões do
órgão e as Assembléias Gerais, ressalvadas, no caso das Assembléias Gerais, as
hipóteses em que indique por escrito outro conselheiro, diretor ou acionista para
presidir os trabalhos.

§ 2º. Nas deliberações do Conselho de Administração, será atribuído ao Presidente do
órgão, além do voto próprio, o voto de qualidade, no caso de empate na votação em
decorrência de eventual composição de número par de membros do Conselho de
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
91
Administração. Cada conselheiro terá direito a 1 (um) voto nas deliberações do órgão,
sendo que as deliberações do Conselho de Administração serão tomadas por maioria
de seus membros.

§ 3º.
O Vice-Presidente exercerá as funções do Presidente em suas ausências e
impedimentos temporários, independentemente de qualquer formalidade. Na hipótese
de ausência ou impedimento temporário do Presidente e do Vice-Presidente, as
funções do Presidente serão exercidas por outro membro do Conselho de
Administração indicado pelo Presidente.

Artigo 18. O Conselho de Administração reunir-se-á, (i) ao menos uma vez por
trimestre, mediante convocação do Presidente do Conselho de Administração ou de
qualquer outro membro, por escrito, com pelo menos 15 (quinze) dias de
antecedência, e com indicação da data, hora, lugar, ordem do dia detalhada e
documentos a serem considerados naquela Reunião, se houver. Qualquer Conselheiro
poderá, através de solicitação escrita ao Presidente, incluir itens na ordem do dia. O
Conselho de Administração poderá deliberar, por unanimidade, acerca de qualquer
outra matéria não incluída na ordem do dia da reunião trimestral; e (ii) em reuniões
especiais, a qualquer tempo, mediante convocação do Presidente do Conselho de
Administração ou de qualquer outro membro, por escrito, com pelo menos 15 (quinze)
dias de antecedência e com indicação da data, hora, lugar, ordem do dia detalhada,
objetivos da reunião e documentos a serem considerados, se houver. O Conselho de
Administração poderá deliberar, por unanimidade, acerca de qualquer outra matéria
não incluída na ordem do dia das reuniões especiais. As reuniões do Conselho poderão
ser realizadas por conferência telefônica, vídeo conferência ou por qualquer outro meio
de comunicação que permita a identificação do membro e a comunicação simultânea
com todas as demais pessoas presentes à reunião.

§ 1º. As convocações para as reuniões serão feitas mediante comunicado escrito
entregue a cada membro do Conselho de Administração com pelo menos 15 (quinze)
dias úteis de antecedência, a menos que a maioria dos seus membros em exercício fixe
prazo menor, porém não inferior a 48 (quarenta e oito) horas.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
92

§ 2º. Todas as deliberações do Conselho de Administração constarão de atas lavradas
no respectivo livro de Atas de Reuniões do Conselho de Administração, sendo que uma
cópia da referida ata será entregue a cada um dos membros após a reunião.

Artigo 19. Compete ao Conselho de Administração, além de outras atribuições que lhe
sejam cometidas por lei ou pelo Estatuto Social:
I.
fixar a orientação geral dos negócios da Companhia;
II.
eleger e destituir os Diretores, bem como discriminar as suas
atribuições;

III.
fixar a remuneração, os benefícios indiretos e os demais incentivos dos
Diretores, dentro do limite global da remuneração da administração
aprovado pela Assembléia Geral;

IV.
fiscalizar a gestão dos Diretores; examinar a qualquer tempo os livros e
papéis da Companhia; solicitar informações sobre contratos celebrados
ou em vias de celebração e de quaisquer outros atos;

V.
escolher e destituir os auditores independentes, bem como convocá-los
para prestar os esclarecimentos que entender necessários sobre
qualquer matéria;
VI.
apreciar o Relatório da Administração, as contas da Diretoria e as
demonstrações financeiras da Companhia e deliberar sobre sua
submissão à Assembléia Geral;

VII.
aprovar e rever o orçamento anual, o orçamento de capital, o plano de
negócios e o plano plurianual, o qual deverá ser revisto e aprovado
anualmente, bem como formular proposta de orçamento de capital a ser
submetido à Assembléia Geral para fins de retenção de lucros;
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
93

VIII.
deliberar sobre a convocação da Assembléia Geral, quando julgar
conveniente ou no caso do artigo 132 da Lei das Sociedades por Ações;

IX.
submeter à Assembléia Geral Ordinária proposta de destinação do lucro
líquido do exercício, bem como deliberar sobre a oportunidade de
levantamento de balanços semestrais, ou em períodos menores, e o
pagamento de dividendos ou juros sobre o capital próprio decorrentes
desses balanços, bem como deliberar sobre o pagamento de dividendos
intermediários ou intercalares à conta de lucros acumulados ou de
reservas de lucros, existentes no último balanço anual ou semestral;

X.
apresentar à Assembléia Geral proposta de reforma do Estatuto Social;

XI.
apresentar à Assembléia Geral proposta de dissolução, fusão, cisão e
incorporação da Companhia e de incorporação, pela Companhia, de
outras sociedades, bem como autorizar a constituição, dissolução ou
liquidação de subsidiárias e a instalação e o fechamento de plantas
industriais, no País ou no exterior;

XII.
manifestar-se previamente sobre qualquer assunto a ser submetido à
Assembléia Geral; aprovar o voto da Companhia em qualquer
deliberação societária relativa às controladas ou coligadas da
Companhia;
XIII.
autorizar a emissão de ações da Companhia, nos limites autorizados no
artigo 6º deste Estatuto Social, fixando o preço, o prazo de
integralização e as condições de emissão das ações, podendo, ainda,
excluir o direito de preferência ou reduzir o prazo para o seu exercício
nas emissões de ações, bônus de subscrição e debêntures conversíveis,
cuja colocação seja feita mediante venda em bolsa ou por subscrição
pública ou em oferta pública de aquisição de Controle, nos termos
estabelecidos em lei;
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
94

XIV.
deliberar sobre a emissão de bônus de subscrição, como previsto no § 2º
do artigo 6º deste Estatuto Social;

XV.
outorgar opção de compra de ações a administradores, empregados ou
pessoas naturais que prestem serviços à Companhia ou a sociedades
controladas pela Companhia, sem direito de preferência para os
acionistas, nos termos de planos aprovados em Assembléia Geral;

XVI.
deliberar sobre a negociação com ações de emissão da Companhia para
efeito de cancelamento ou permanência em tesouraria e respectiva
alienação, observados os dispositivos legais pertinentes;

XVII.
deliberar sobre a emissão de debêntures simples, não conversíveis em
ações e sem garantia real;

XVIII.
deliberar, por delegação da Assembléia Geral quando da emissão de
debêntures pela Companhia, sobre a época e as condições de
vencimento, amortização ou resgate, a época e as condições para
pagamento dos juros, da participação nos lucros e de prêmio de
reembolso, se houver, e o modo de subscrição ou colocação bem como
os tipos de debêntures;
XIX.
estabelecer o valor de alçada da Diretoria para a emissão de quaisquer
instrumentos de crédito para a captação de recursos, sejam "bonds",
"notes", "commercial papers", ou outros de uso comum no mercado,
bem como para fixar as suas condições de emissão e resgate, podendo,
nos casos que definir, exigir a prévia autorização do Conselho de
Administração como condição de validade do ato;
XX.
estabelecer o valor da participação nos lucros dos diretores e
empregados da Companhia e de sociedades controladas pela
Companhia, podendo decidir por não atribuir-lhes qualquer participação;
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
95

XXI.
decidir sobre o pagamento ou crédito de juros sobre o capital próprio aos
acionistas, nos termos da legislação aplicável;

XXII.
autorizar a aquisição ou alienação de investimentos em participações
societárias, bem como autorizar arrendamentos de plantas industriais,
associações societárias ou alianças estratégicas com terceiros;

XXIII.
estabelecer o valor de alçada da Diretoria para a aquisição ou alienação
de bens do ativo permanente e bens imóveis, bem como autorizar
aquisição ou alienação de bens do ativo permanente de valor superior ao
valor de alçada da Diretoria, salvo se a transação estiver contemplada
no orçamento anual da Companhia;

XXIV.
estabelecer o valor de alçada da Diretoria para a constituição de ônus
reais e a prestação de avais, fianças e garantias a obrigações próprias,
bem como autorizar a constituição de ônus reais e a prestação de avais,
fianças e garantias a obrigações próprias de valor superior ao valor de
alçada da Diretoria;

XXV.
aprovar a celebração, alteração ou rescisão de quaisquer contratos,
acordos ou convênios entre a Companhia e empresas ligadas (conforme
definição constante do Regulamento do Imposto de Renda) aos
administradores, sendo certo que a não aprovação da celebração,
alteração ou rescisão de contratos, acordos ou convênios abrangidos por
esta alínea implicará a nulidade do respectivo contrato, acordo ou
convênio;
XXVI.
estabelecer o valor de alçada da Diretoria para contratar endividamento,
sob a forma de empréstimo ou emissão de títulos ou assunção de dívida,
ou qualquer outro negócio jurídico que afete a estrutura de capital da
Companhia, bem como autorizar a contratação de endividamento, sob a
forma de empréstimo ou emissão de títulos ou assunção de dívida, ou
qualquer outro negócio jurídico que afete a estrutura de capital da
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
96
Companhia de valor superior ao valor de alçada da Diretoria;
XXVII.
conceder, em casos especiais, autorização específica para que
determinados documentos possam ser assinados por apenas um Diretor,
do que se lavrará ata no livro próprio;

XXVIII.
aprovar a contratação da instituição prestadora dos serviços de
escrituração de ações;

XXIX.
aprovar as políticas de divulgação de informações ao mercado e
negociação com valores mobiliários da Companhia;

XXX.
definir a lista tríplice de instituições ou empresas especializadas em
avaliação econômica de empresas, para a elaboração de laudo de
avaliação das ações da Companhia, em caso de cancelamento de
registro de companhia aberta ou saída do Novo Mercado, na forma
definida no artigo 52 deste Estatuto Social;
XXXI.
deliberar sobre qualquer matéria que lhe seja submetida pela Diretoria,
bem como convocar os membros da Diretoria para reuniões em
conjunto, sempre que achar conveniente;
XXXII.
instituir Comitês e estabelecer os respectivos regimentos e
competências; e

XXXIII.
dispor, observadas as normas deste Estatuto Social e da legislação
vigente, sobre a ordem de seus trabalhos e adotar ou baixar normas
regimentais para seu funcionamento.
Seção III - Diretoria

Artigo 20. A Diretoria, cujos membros serão eleitos e destituíveis a qualquer tempo
pelo Conselho de Administração, será composta de, no mínimo, 2 (dois) e, no máximo,
7 (sete) membros, os quais serão designados Diretor Presidente, Diretor Executivo de
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
97
Operações, Diretor de Finanças, Diretor de Relações com Investidores, Diretor Jurídico
e os demais Diretores sem designação específica. Os cargos de Diretor Presidente e de
Diretor de Relação com Investidores são de preenchimento obrigatório. Os diretores
terão prazo de mandato unificado de 3 (três) anos, considerando-se ano o período
compreendido entre 3 (três) Assembléias Gerais Ordinárias, sendo permitida a
reeleição.

§1º. Salvo no caso de vacância no cargo, a eleição de Diretoria ocorrerá até 5 (cinco)
dias úteis após a data da realização da Assembléia Geral Ordinária, podendo a posse
dos eleitos coincidir com o término do mandato dos seus antecessores.

§2º. Nos casos de renúncia ou destituição do Diretor Presidente, ou, em se tratando
do Diretor de Relações com Investidores, quando tal fato implicar na não observância
do número mínimo de Diretores, o Conselho de Administração será convocado para
eleger o substituto, que completará o mandato do substituído.

§ 3º. No caso de ausência ou impedimento temporário, o Diretor Presidente será
substituído pelo Diretor Executivo de Operações ou, na falta deste, pelos Diretores de
Finanças, de Relações com Investidores e Jurídico, agindo em conjunto de dois.

Artigo 21. Compete ao Diretor Presidente: (i) executar e fazer executar as
deliberações das Assembléias Gerais e do Conselho de Administração; (ii) estabelecer
metas e objetivos para a Companhia; (iii) supervisionar a elaboração do orçamento
anual, do orçamento de capital, do plano de negócios, e do plano plurianual; (iv)
coordenar, administrar, dirigir e supervisionar a área contábil e todos os negócios e
operações da Companhia, no Brasil e no exterior; (v) coordenar as atividades dos
demais Diretores da Companhia e de suas subsidiárias, no Brasil ou no exterior,
observadas as atribuições específicas previstas neste Estatuto Social; (vi) dirigir, no
mais alto nível, as relações públicas da Companhia e orientar a publicidade
institucional; (vii) convocar e presidir as reuniões da Diretoria; (viii) representar
pessoalmente, ou por mandatário que nomear, a Companhia nas assembléias ou
outros atos societários de sociedades das quais participar; e (ix) outras atribuições que
lhe forem, de tempos em tempos, determinadas pelo Conselho de Administração.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
98

Artigo 22. Compete ao Diretor Executivo de Operações: (i) coordenar, administrar,
dirigir e supervisionar as áreas comercial, logística, industrial, administrativa e de
recursos humanos; (ii) dirigir e orientar a elaboração do plano de negócios e o plano
plurianual da Companhia; (iii) dirigir e orientar a realização de análises de mercado e
da política da qualidade da empresa, e a implantação de normas, métodos e rotinas
operacionais; e (iv) outras atribuições que lhe forem, de tempos em tempos,
determinadas pelo Diretor Presidente.

Artigo 23. Compete ao Diretor de Finanças: (i) coordenar, administrar, dirigir e
supervisionar a área de finanças da Companhia; (ii) dirigir e orientar a elaboração do
orçamento anual e do orçamento de capital; (iii) dirigir e orientar as atividades de
tesouraria da Companhia, incluindo a captação e administração de recursos, bem como
as políticas de hedge pré-definidas pelo Diretor Presidente; e (iv) outras atribuições
que lhe forem, de tempos em tempos, determinadas pelo Diretor Presidente.

Artigo 24. Compete ao Diretor de Relações com Investidores: (i) coordenar,
administrar, dirigir e supervisionar a área de relações com investidores da Companhia;
(ii) representar a Companhia perante acionistas, investidores, analistas de mercado, a
Comissão de Valores Mobiliários, as Bolsas de Valores, o Banco Central do Brasil e os
demais órgãos de controle e demais instituições relacionados às atividades
desenvolvidas no mercado de capitais, no Brasil e no exterior; e (iii) outras atribuições
que lhe forem, de tempos em tempos, determinadas pelo Diretor Presidente.

Artigo 25. Compete ao Diretor Jurídico: (i) coordenar, administrar, dirigir e
supervisionar a área jurídica da Companhia; (ii) planejar, propor e implantar políticas e
atuações da Companhia em matéria jurídica; (iii) supervisionar e coordenar os serviços
jurídicos da Companhia; (iv) opinar sobre a contratação de advogados externos; (v)
representar, isoladamente, a Companhia em juízo ou fora dele, ativa e passivamente,
perante terceiros, quaisquer repartições públicas, autoridades Federais, Estaduais e
Municipais, bem como autarquias, sociedades de economia mista, entidades
paraestatais, e entidades e sociedades privadas; e (vi) outras atribuições que lhe
forem, de tempos em tempos, determinadas pelo Diretor Presidente.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
99

Artigo 26.
Compete aos Diretores sem designação específica, se eleitos auxiliar o
Diretor Presidente na coordenação, administração, direção e supervisão dos negócios
da Companhia, de acordo com as atribuições que lhe forem, de tempos em tempos,
determinadas pelo Diretor Presidente.

Artigo 27. A Diretoria tem todos os poderes para praticar os atos necessários ao
funcionamento regular da Companhia e à consecução do objeto social, por mais
especiais que sejam, incluindo para renunciar a direitos, transigir e acordar,
observadas as disposições legais ou estatutárias pertinentes. Observados os valores de
alçada da Diretoria fixado pelo Conselho de Administração nos casos previstos no
artigo 19 deste Estatuto Social, compete-lhe administrar e gerir os negócios da
Companhia, especialmente:

I.
cumprir e fazer cumprir este Estatuto Social e as deliberações do Conselho de
Administração e da Assembléia Geral;

II.
elaborar, anualmente, o Relatório da Administração, as contas da Diretoria e as
demonstrações financeiras da Companhia acompanhados do relatório dos
auditores independentes, bem como a proposta de destinação dos lucros
apurados no exercício anterior, para apreciação do Conselho de Administração
e da Assembléia Geral;

III.
propor, ao Conselho de Administração, o orçamentos anual, o orçamento de
capital, o plano de negócios e o plano plurianual, o qual deverá ser revisto e
aprovado anualmente;

IV.
deliberar sobre a instalação e o fechamento de filiais, depósitos, centros de
distribuição, escritórios, seções, agências, representações por conta própria ou
de terceiros, em qualquer ponto do País ou do exterior; e

V.
decidir sobre qualquer assunto que não seja de competência privativa da
Assembléia Geral ou do Conselho de Administração.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
100

Artigo 28. A Diretoria se reúne validamente com a presença dos 2 (dois) Diretores,
sendo um deles sempre o Diretor Presidente, e delibera pelo voto da maioria absoluta
dos presentes, sendo atribuído ao Diretor Presidente o voto de qualidade no caso de
empate na votação.

Artigo 29.
A Diretoria reunir-se-á sempre que convocada pelo Diretor Presidente ou
pela maioria de seus membros. As reuniões da Diretoria poderão ser realizadas por
conferência telefônica, vídeo conferência ou por qualquer outro meio de comunicação
que permita a identificação e a comunicação simultânea entre os Diretores e todas as
demais pessoas presentes à reunião.

Artigo 30. As convocações para as reuniões serão feitas mediante comunicado escrito
entregue com antecedência mínima de 2 (dois) dias úteis, das quais deverá constar a
ordem do dia, a data, a hora e o local da reunião.

Artigo 31. Todas as deliberações da Diretoria constarão de atas lavradas no
respectivo livro de atas das Reuniões da Diretoria e assinadas pelos Diretores
presentes.

Artigo 32. A Companhia será sempre representada, em todos os atos, (i) pela
assinatura isolada do Diretor Presidente; ou (ii) pela assinatura de um ou mais
procuradores especialmente nomeados para tanto de acordo com o §1° abaixo.

§ 1º. Todas as procurações serão outorgadas pelo Diretor Presidente individualmente,
mediante mandato com poderes específicos e prazo determinado, exceto nos casos de
procurações ad judicia, caso em que o mandato pode ser por prazo indeterminado, por
meio de instrumento público ou particular.

§ 2º. São expressamente vedados, sendo nulos e inoperantes em relação à
Companhia, os atos de quaisquer Diretores, procuradores, prepostos e empregados
que envolvam ou digam respeito a operações ou negócios estranhos ao objeto social e
aos interesses sociais, tais como fianças, avais, endossos e qualquer garantia em favor
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
101
de terceiros, salvo quando expressamente aprovados pelo Conselho de Administração
em reunião.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
102
CAPÍTULO V
CONSELHO FISCAL

Artigo 33. O Conselho Fiscal funcionará de modo permanente, com os poderes e
atribuições a ele conferidos por lei.

Artigo 34. Quando instalado, o Conselho Fiscal será composto de, no mínimo 3 (três)
e, no máximo 5 (cinco) membros efetivos e suplentes em igual número, acionistas ou
não, eleitos e destituíveis a qualquer tempo pela Assembléia Geral.

§ 1º. Os membros do Conselho Fiscal terão o mandato unificado de 1 (um) ano,
podendo ser reeleitos.

§ 2º. Os membros do Conselho Fiscal, em sua primeira reunião, elegerão o seu
Presidente.

§ 3º. A investidura nos cargos far-se-á por termo lavrado em livro próprio, assinado
pelo membro do Conselho Fiscal empossado, e pela prévia subscrição do Termo de
Anuência dos Membros do Conselho Fiscal nos termos do disposto no Regulamento de
Listagem do Novo Mercado.

§ 4º. Os membros do Conselho Fiscal serão substituídos, em suas faltas e
impedimentos, pelo respectivo suplente por ordem de idade a começar pelo mais
idoso.

§ 5º. Ocorrendo a vacância do cargo de membro do Conselho Fiscal, o respectivo
suplente ocupará seu lugar; não havendo suplente, a Assembléia Geral será convocada
para proceder à eleição de membro para o cargo vago.

Artigo 35. O Conselho Fiscal se reunirá sempre que necessário, competindo-lhe todas
as atribuições que lhe sejam cometidas por lei.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
103

§ 1º. Independentemente de quaisquer formalidades, será considerada regularmente
convocada a reunião à qual comparecer a totalidade dos membros do Conselho Fiscal.

§ 2º. O Conselho Fiscal se manifesta por maioria absoluta de votos, presente a maioria
dos seus membros.

§ 3º.
Todas as deliberações do Conselho Fiscal constarão de atas lavradas no
respectivo livro de Atas e Pareceres do Conselho Fiscal e assinadas pelos Conselheiros
presentes.

Artigo 36. A remuneração dos membros do Conselho Fiscal será fixada pela
Assembléia Geral que os eleger, observado o parágrafo 3º do artigo 162 da Lei das
Sociedades por Ações.
CAPÍTULO VI
DISTRIBUIÇÃO
DOS
LUCROS

Artigo 37. O exercício social se inicia em 1º de janeiro e se encerra em 31 de
dezembro de cada ano.
Parágrafo Único. Ao fim de cada exercício social, a Diretoria fará elaborar as
demonstrações financeiras da Companhia, com observância dos preceitos legais
pertinentes.
Artigo 38. Juntamente com as demonstrações financeiras do exercício, o Conselho de
Administração apresentará à Assembléia Geral Ordinária proposta sobre a destinação
do lucro líquido do exercício, calculado após a dedução das participações referidas no
artigo 190 da Lei das Sociedades por Ações, conforme o disposto no § 1º deste artigo,
ajustado para fins do cálculo de dividendos nos termos do artigo 202 da mesma lei,
observada a seguinte ordem de dedução:
(a)
5% (cinco por cento) serão aplicados, antes de qualquer outra
destinação, na constituição da reserva legal, que não excederá a 20%
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
104
(vinte por cento) do capital social. No exercício em que o saldo da
reserva legal acrescido dos montantes das reservas de capital de que
trata o § 1º do artigo 182 da Lei das Sociedades por Ações exceder
30% (trinta por cento) do capital social, não será obrigatória a
destinação de parte do lucro líquido do exercício para a reserva legal;

(b)
uma parcela, por proposta dos órgãos da administração, poderá ser
destinada à formação de reserva para contingências e reversão das
mesmas reservas formadas em exercícios anteriores, nos termos do
artigo 195 da Lei das Sociedades por Ações;

(c)
Do saldo do lucro líquido remanescente após as destinações da
reserva legal e reserva de contingência conforme determinado nas
letras (a) e (b) acima, uma parcela destinada ao pagamento de um
dividendo mínimo obrigatório não inferior, em cada exercício, a 25% (
vinte e cinco por cento);

(d)
No exercício em que o montante do dividendo mínimo obrigatório,
calculado nos termos da letra (c) acima, ultrapassar a parcela
realizada do lucro líquido do exercício, a Assembléia Geral poderá, por
proposta dos órgãos de administração, destinar o excesso à
constituição de reserva de lucros a realizar, observado o disposto no
artigo 197 da Lei das Sociedades por Ações; e

(e)
Os lucros que remanescerem após as deduções legais e estatutárias
serão destinados à formação de reserva para expansão, que terá por
fim financiar a aplicação em ativos operacionais, não podendo esta
reserva ultrapassar o capital social.
§ 1º. A Assembléia Geral poderá atribuir aos membros do Conselho de Administração
e da Diretoria uma participação nos lucros, não superior a 10% (dez por cento) do
remanescente do resultado do exercício, limitada à remuneração anual global dos
administradores, após deduzidos os prejuízos acumulados e a provisão para o imposto
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
105
de renda e contribuição social, nos termos do artigo 152, parágrafo 1º da Lei das
Sociedades por Ações.

§ 2º. A distribuição da participação nos lucros em favor dos membros do Conselho de
Administração e da Diretoria somente poderá ocorrer nos exercícios em que for
assegurado aos acionistas o pagamento do dividendo mínimo obrigatório previsto
neste Estatuto Social.

Artigo 39. Por proposta da Diretoria, aprovada pelo Conselho de Administração, ad
referendum
da Assembléia Geral, poderá a Companhia pagar ou creditar juros aos
acionistas, a título de remuneração do capital próprio destes últimos, observada a
legislação aplicável. As eventuais importâncias assim desembolsadas poderão ser
imputadas ao valor do dividendo obrigatório previsto neste Estatuto Social.

§ 1º. Em caso de creditamento de juros aos acionistas no decorrer do exercício social
e atribuição dos mesmos ao valor do dividendo obrigatório, os acionistas serão
compensados com os dividendos a que têm direito, sendo-lhes assegurado o
pagamento de eventual saldo remanescente. Na hipótese do valor dos dividendos ser
inferior ao que lhes foi creditado, a Companhia não poderá cobrar dos acionistas o
saldo excedente.

§ 2º. O pagamento efetivo dos juros sobre o capital próprio, tendo ocorrido o
creditamento no decorrer do exercício social, se dará por deliberação do Conselho de
Administração, no curso do exercício social ou no exercício seguinte, mas nunca após
as datas de pagamento dos dividendos.

Artigo 40.
A Companhia poderá elaborar balanços semestrais, ou em períodos
inferiores, e declarar, por deliberação do Conselho de Administração:
(a)
o pagamento de dividendos ou juros sobre capital próprio, à conta do
lucro apurado em balanço semestral, imputados ao valor do dividendo
obrigatório, se houver;

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
106

(b)
a distribuição de dividendos em períodos inferiores a 6 (seis) meses, ou
juros sobre capital próprio, imputados ao valor do dividendo obrigatório, se
houver, desde que o total de dividendos pago em cada semestre do exercício
social não exceda ao montante das reservas de capital; e

(c)
o pagamento de dividendo intermediário ou juros sobre capital próprio, à
conta de lucros acumulados ou de reserva de lucros existentes no último
balanço anual ou semestral, imputados ao valor do dividendo obrigatório, se
houver.

Artigo 41. A Assembléia Geral poderá deliberar a capitalização de reservas de lucros
ou de capital, inclusive as instituídas em balanços intermediários, observada a
legislação aplicável.

Artigo 42. Os dividendos não recebidos ou reclamados prescreverão no prazo de 3
(três) anos, contados da data em que tenham sido postos à disposição do acionista, e
reverterão em favor da Companhia.
CAPÍTULO VII
ALIENAÇÃO DO CONTROLE ACIONÁRIO,
CANCELAMENTO DO REGISTRO DE COMPANHIA ABERTA,
SAÍDA DO NOVO MERCADO E
PROTEÇÃO
DA
DISPERSÃO
DA
BASE
ACIONÁRIA
Seção I - Definições

Artigo 43. Para fins deste Capítulo VII, os termos abaixo iniciados em letras
maiúsculas terão os seguintes significados:
"Acionista Controlador" significa o acionista ou o grupo de
acionistas vinculado por acordo de acionistas ou sob Controle
comum que exerça o Poder de Controle da Companhia.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
107
"Acionista Controlador Alienante" significa o Acionista
Controlador quando este promove a alienação do Controle da
Companhia.
"Ações de Controle" significa o bloco de ações que assegura, de
forma direta ou indireta, ao(s) seu(s) titular(es), o exercício
individual e/ou compartilhado do Poder de Controle da Companhia.
"Ações em Circulação" significa todas as ações emitidas pela
Companhia, excetuadas as ações detidas pelo Acionista
Controlador, por pessoas a ele vinculadas, por administradores da
Companhia e aquelas em tesouraria.
"Alienação de Controle da Companhia" significa a transferência
a terceiro, a título oneroso, das Ações de Controle.
"Comprador" significa aquele para quem o Acionista Controlador
Alienante transfere o Poder de Controle da Companhia.
"Controle Difuso" significa o Poder de Controle exercido por
acionista detentor de menos de 50% (cinqüenta por cento) do
capital social. Significa, ainda, o Poder de Controle quando exercido
por grupo de acionistas detentores de percentual superior a 50%
do capital social, em que cada acionista detenha individualmente
menos de 50% do capital social e desde que estes acionistas não
sejam signatários de acordo de votos, não estejam sob controle
comum e nem atuem representando um interesse comum.
"Poder de Controle" ou "Controle" significa o poder
efetivamente utilizado para dirigir as atividades sociais e orientar o
funcionamento dos órgãos da Companhia, de forma direta ou
indireta, de fato ou de direito. Há presunção relativa de titularidade
do Controle em relação à pessoa ou ao grupo de pessoas vinculado
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
108
por acordo de acionistas ou sob Controle comum (grupo de
Controle) que seja titular de ações que lhe tenham assegurado a
maioria absoluta dos votos dos acionistas presentes nas três
últimas Assembléias Gerais da Companhia, ainda que não seja
titular das ações que lhe assegurem a maioria absoluta do capital
votante.

"Valor Econômico" significa o valor da Companhia e de suas
ações que vier a ser determinado por empresa especializada,
mediante a utilização de metodologia reconhecida ou com base em
outro critério que venha a ser definido pela CVM.
Seção II ­ Alienação do Controle da Companhia

Artigo 44. A Alienação do Controle da Companhia, direta ou indiretamente, tanto por
meio de uma única operação, como por meio de operações sucessivas, deverá ser
contratada sob condição, suspensiva ou resolutiva, de que o adquirente se obrigue a
efetivar oferta pública de aquisição das ações dos demais acionistas, observando as
condições e os prazos previstos na legislação vigente e no Regulamento de Listagem
do Novo Mercado, de forma a lhes assegurar tratamento igualitário àquele dado ao
Acionista Controlador Alienante.

§ 1º. O Acionista Controlador Alienante não poderá transferir a propriedade de suas
ações, nem a Companhia poderá registrar qualquer transferência de ações para o
Comprador, enquanto este não subscrever o Termo de Anuência dos Controladores
previsto no Regulamento de Listagem do Novo Mercado.

§ 2º. A Companhia não registrará qualquer transferência de ações para aquele(s) que
vier(em) a deter o Poder de Controle, enquanto esse(s) não subscrever(em) o Termo
de Anuência dos Controladores, que será imediatamente enviado à BOVESPA.

§ 3º. Nenhum Acordo de Acionistas que disponha sobre o exercício do Poder de
Controle poderá ser registrado na sede da Companhia sem que os seus signatários
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
109
tenham subscrito o Termo de Anuência referido no § 2º deste artigo, que será
imediatamente enviado à BOVESPA.

Artigo 45. A oferta pública referida no artigo anterior também deverá ser efetivada:

I.
nos casos em que houver cessão onerosa de direitos de subscrição de ações e
de outros títulos ou direitos relativos a valores mobiliários conversíveis em
ações, que venha a resultar na alienação do Controle da Companhia; ou

II.
em caso de alienação do controle de sociedade que detenha o Poder de
Controle da Companhia, sendo que, nesse caso, o Acionista Controlador
Alienante ficará obrigado a declarar à BOVESPA o valor atribuído à Companhia
nessa alienação e anexar documentação que o comprove.

Artigo 46. Aquele que já detiver ações da Companhia e venha a adquirir o Poder de
Controle, em razão de contrato particular de compra de ações celebrado com o
Acionista Controlador, envolvendo qualquer quantidade de ações, estará obrigado a:

I.
efetivar a oferta pública referida no artigo 44 deste Estatuto Social;

II.
ressarcir os acionistas dos quais tenha comprado ações em bolsa de valores
nos 6 (seis) meses anteriores à data da Alienação do Controle da
Companhia, devendo pagar a estes a eventual diferença entre o preço pago
ao Acionista Controlador Alienante e o valor pago em bolsa de valores por
ações da Companhia nesse mesmo período, devidamente atualizado até o
momento do pagamento pela variação positiva do IPCA - Índice de Preços ao
Consumidor Amplo, publicado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e
Estatística - IBGE;

III.
tomar medidas cabíveis para recompor o percentual mínimo de 25% (vinte e
cinco por cento) do total das ações da Companhia em circulação, dentro dos
6 (seis) meses subseqüentes à aquisição do Controle.

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
110
Seção III ­ Cancelamento do Registro de Companhia Aberta
e Saída do Novo Mercado

Artigo 47. Na oferta pública de aquisição de ações a ser efetivada, obrigatoriamente,
pelo Acionista Controlador ou pela Companhia para o cancelamento do registro de
companhia aberta da Companhia, o preço mínimo a ser ofertado deverá corresponder
ao Valor Econômico apurado em laudo de avaliação, referido no artigo 52 deste
Estatuto Social.

Artigo 48. Caso os acionistas reunidos em Assembléia Geral Extraordinária deliberem
(i) a saída da Companhia do Novo Mercado para que suas ações passem a ter registro
fora do Novo Mercado ou (ii) a reorganização societária da qual as ações da companhia
resultante não sejam admitidas para negociação no Novo Mercado, o Acionista
Controlador deverá efetivar oferta pública de aquisição de ações pertencentes aos
demais acionistas da Companhia cujo preço mínimo a ser ofertado deverá
corresponder ao Valor Econômico apurado em laudo de avaliação, referido no artigo 52
deste Estatuto Social, observadas as normas legais e regulamentares aplicáveis. A
notícia da realização da oferta pública de aquisição de ações deverá ser comunicada à
BOVESPA e divulgada ao mercado imediatamente após a realização da Assembléia
Geral da Companhia que houver aprovado referida saída ou reorganização, conforme o
caso.

Artigo 49. Na hipótese de haver o Controle Difuso:

I.
sempre que for aprovado, em Assembléia Geral, o cancelamento de registro de
companhia aberta, a oferta pública de aquisição de ações deverá ser efetivada
pela própria Companhia, sendo que, neste caso, a Companhia somente poderá
adquirir as ações de titularidade dos acionistas que tenham votado a favor do
cancelamento de registro na deliberação em Assembléia Geral após ter
adquirido as ações dos demais acionistas que não tenham votado a favor da
referida deliberação e que tenham aceitado a referida oferta pública;

background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
111

II.
sempre que for aprovada, em Assembléia Geral, a saída da Companhia do Novo
Mercado, seja por registro para negociação das ações fora do Novo Mercado,
seja por reorganização societária conforme previsto no artigo 48 deste Estatuto
Social, a oferta pública de aquisição de ações deverá ser efetivada pelos
acionistas que tenham votado a favor da respectiva deliberação em Assembléia
Geral.

Artigo 50. Na hipótese de haver o Controle Difuso e a BOVESPA determinar que as
cotações dos valores mobiliários de emissão da Companhia sejam divulgadas em
separado ou que os valores mobiliários emitidos pela Companhia tenham a sua
negociação suspensa no Novo Mercado em razão do descumprimento de obrigações
constantes do Regulamento de Listagem do Novo Mercado, o Presidente do Conselho
de Administração deverá convocar, em até 2 (dois) dias da determinação, computados
apenas os dias em que houver circulação dos jornais habitualmente utilizados pela
Companhia, uma Assembléia Geral Extraordinária para substituição de todo o Conselho
de Administração.

§ 1º. Caso a Assembléia Geral Extraordinária referida no caput deste artigo não seja
convocada pelo Presidente do Conselho de Administração no prazo estabelecido, a
mesma poderá ser convocada por qualquer acionista da Companhia.

§ 2º. O novo Conselho de Administração eleito na Assembléia Geral Extraordinária
referida no caput e no § 1º deste artigo deverá sanar o descumprimento das
obrigações constantes do Regulamento de Listagem do Novo Mercado no menor prazo
possível ou em novo prazo concedido pela BOVESPA para esse fim, o que for menor.

Artigo 51. Na hipótese de haver o Controle Difuso e a saída da Companhia do Novo
Mercado ocorrer em razão do descumprimento de obrigações constantes do
Regulamento de Listagem do Novo Mercado (i) caso o descumprimento decorra de
deliberação em Assembléia Geral, a oferta pública de aquisição de ações deverá ser
efetivada pelos acionistas que tenham votado a favor da deliberação que implique o
descumprimento e (ii) caso o descumprimento decorra de ato ou fato da
administração, a Companhia deverá efetivar oferta pública de aquisição de ações para
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
112
cancelamento de registro de companhia aberta dirigida a todos os acionistas da
Companhia. Caso seja deliberada, em assembléia geral, a manutenção do registro de
companhia aberta da Companhia, a oferta pública de aquisição de ações deverá ser
efetivada pelos acionistas que tenham votado a favor dessa deliberação.

Artigo 52. O laudo de avaliação das ofertas de aquisição de ações em caso de
cancelamento de registro de companhia aberta da Companhia, ou de saída da
Companhia do Novo Mercado, deverá ser elaborado por empresa especializada, com
experiência comprovada e independente da Companhia, seus administradores e
Acionista Controlador, bem como do poder de decisão destes, devendo o laudo
também satisfazer os requisitos do § 1º do artigo 8º da Lei das Sociedades por Ações e
conter a responsabilidade prevista no § 6º do mesmo artigo 8º.

§ 1º. A escolha da empresa especializada responsável pela determinação do Valor
Econômico da Companhia em caso de cancelamento de registro de companhia aberta
da Companhia, ou de saída da Companhia do Novo Mercado, é de competência da
Assembléia Geral, a partir da apresentação, pelo Conselho de Administração, de lista
tríplice, devendo a respectiva deliberação, ser tomada por maioria dos votos dos
acionistas representantes das ações em circulação presentes na Assembléia Geral que
deliberar sobre o assunto, não se computando os votos em branco. A assembléia
prevista neste § 1º, se instalada em primeira convocação, deverá contar com a
presença de acionistas que representem, no mínimo, 20% (vinte por cento) do total
das Ações em Circulação ou, se instalada em segunda convocação, poderá contar com
a presença de qualquer número de acionistas representantes das Ações em Circulação.

§ 2º. Os custos de elaboração do laudo de avaliação deverão ser suportados
integralmente pelos responsáveis pela efetivação da oferta pública de aquisição das
ações, conforme o caso.
Seção IV - Proteção da Dispersão da Base Acionária

Artigo 53. Qualquer Acionista Adquirente (conforme definido no § 11 deste artigo 53),
que adquira ou se torne titular de ações de emissão da Companhia ou de outros
direitos, inclusive usufruto ou fideicomisso sobre ações de emissão da Companhia em
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
113
quantidade igual ou superior a 20% (vinte por cento) do seu capital social deverá
efetivar uma oferta pública de aquisição de ações para aquisição da totalidade das
ações de emissão da Companhia, observando-se o disposto na regulamentação
aplicável da CVM, os regulamentos da BOVESPA e os termos deste artigo. O Acionista
Adquirente deverá solicitar o registro da referida oferta no prazo máximo de 30 (trinta)
dias a contar da data de aquisição ou do evento que resultou na titularidade de ações
em direitos em quantidade igual ou superior a 20% (vinte por cento) do capital social
da Companhia.

§ 1º. A oferta pública de aquisição de ações deverá ser (i) dirigida indistintamente a
todos os acionistas da Companhia; (ii) efetivada em leilão a ser realizado na BOVESPA,
(iii) lançada pelo preço determinado de acordo com o previsto no § 2º deste artigo; e
(iv) paga à vista, em moeda corrente nacional, contra a aquisição na oferta de ações
de emissão da Companhia.

§ 2º. O preço de aquisição na oferta pública de aquisição de cada ação de emissão da
Companhia não poderá ser inferior ao maior valor entre (i) 135% (cento e trinta e
cinco por cento) do valor econômico apurado em laudo de avaliação; (ii) 135% (cento
e trinta e cinco por cento) do preço de emissão de ações verificado em qualquer
aumento de capital realizado mediante distribuição pública ocorrida no período de 24
(vinte e quatro) meses que anteceder a data em que se tornar obrigatória a realização
da oferta pública de aquisição de ações nos termos deste artigo 52, valor esse que
deverá ser devidamente atualizado pelo IPCA desde a data de emissão de ações para
aumento de capital da Companhia até o momento de liquidação financeira da oferta
pública de aquisição de ações nos termos deste artigo 52; e (iii) 135% (cento e trinta e
cinco por cento) da cotação unitária média das ações de emissão da Companhia
durante o período de 90 (noventa) dias anterior à realização da oferta, ponderada pelo
volume de negociação na bolsa de valores em que houver o maior volume de
negociações das ações de emissão da Companhia; e (iv) 135% (cento e trinta e cinco
por cento) do preço unitário mais alto pago pelo Acionista Adquirente, a qualquer
tempo, para uma ação ou lote de ações de emissão da Companhia. Caso a
regulamentação da CVM aplicável à oferta prevista neste caso determine a adoção de
um critério de cálculo para a fixação do preço de aquisição de cada ação na Companhia
na oferta que resulte em preço de aquisição superior, deverá prevalecer na efetivação
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
114
da oferta prevista aquele preço de aquisição calculado nos termos da regulamentação
da CVM.

§ 3º. A realização da oferta pública de aquisição de ações mencionada no caput deste
artigo não excluirá a possibilidade de outro acionista da Companhia, ou, se for o caso,
a própria Companhia, formular uma oferta concorrente, nos termos da regulamentação
aplicável.

§ 4º. O Acionista Adquirente estará obrigado a atender as eventuais solicitações ou as
exigências da CVM, formuladas com base na legislação aplicável, relativas à oferta
pública de aquisição de ações, dentro dos prazos máximos prescritos na
regulamentação aplicável.

§ 5º. Na hipótese do Acionista Adquirente não cumprir com as obrigações impostas
por este artigo, até mesmo no que concerne ao atendimento dos prazos máximos (i)
para a realização ou solicitação do registro da oferta pública de aquisição de ações; ou
(ii) para atendimento das eventuais solicitações ou exigências da CVM, o Conselho de
Administração da Companhia convocará Assembléia Geral Extraordinária, na qual o
Acionista Adquirente não poderá votar para deliberar sobre a suspensão do exercício
dos direitos do Acionista Adquirente que não cumpriu com qualquer obrigação imposta
por este artigo, conforme disposto no artigo 120 da Lei das Sociedades por Ações, sem
prejuízo da responsabilidade do Acionista Adquirente por perdas e danos causados aos
demais acionistas em decorrência do descumprimento das obrigações impostas por
este artigo.

§ 6º. O disposto neste artigo não se aplica na hipótese de uma pessoa se tornar titular
de ações de emissão da Companhia em quantidade superior a 20% (vinte por cento)
do total das ações de sua emissão em decorrência (i) de sucessão legal, sob a
condição de que o acionista aliene o excesso de ações em até 30 (trinta) dias contados
do evento relevante; (ii) da incorporação de uma outra sociedade pela Companhia, (iii)
da incorporação de ações de uma outra sociedade pela Companhia, ou (iv) da
subscrição de ações da Companhia, realizada em uma única emissão primária, que
tenha sido aprovada em Assembléia Geral de acionistas da Companhia, convocada pelo
seu Conselho de Administração, e cuja proposta de aumento de capital tenha
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
115
determinado a fixação do preço de emissão das ações com base em valor econômico
obtido a partir de um laudo de avaliação econômico-financeira da Companhia realizada
por empresa especializada com experiência comprovada em avaliação de companhias
abertas. Ainda, o disposto neste artigo não se aplica aos atuais acionistas que já sejam
titulares de 20% (vinte por cento) ou mais do total de ações de emissão da Companhia
e seus sucessores na data de eficácia da adesão e listagem da Companhia no Novo
Mercado, aplicando-se exclusivamente àqueles investidores que adquirirem ações e se
tornarem acionistas da Companhia após tal Assembléia Geral.

§ 7º. Para fins do cálculo do percentual de 20% (vinte por cento) do total de ações de
emissão da Companhia descrito no caput deste artigo, não serão computados os
acréscimos involuntários de participação acionária resultantes de cancelamento de
ações em tesouraria ou de redução do capital social da Companhia com o
cancelamento de ações.

§ 8º. A Assembléia Geral poderá dispensar o Acionista Adquirente da obrigação de
efetivar a oferta pública de aquisição de ações prevista neste artigo 53, caso seja do
interesse da Companhia.

§ 9º. Os acionistas titulares de, no mínimo, 20% (vinte por cento) das ações de
emissão da Companhia poderão requerer aos administradores da Companhia que
convoquem assembléia especial de acionistas para deliberar sobre a realização de nova
avaliação da Companhia para fins de revisão do preço da aquisição, cujo laudo de
avaliação deverá ser preparado nos mesmos moldes do laudo de avaliação referido no
artigo 52, de acordo com os procedimentos previstos no artigo 4º-A da Lei das
Sociedades por Ações e com observância ao disposto na regulamentação aplicável da
CVM, nos regulamentos da BOVESPA e nos termos deste Capítulo. Os custos de
elaboração do laudo de avaliação deverão ser assumidos integralmente pelo Acionista
Adquirente.

§ 10. Caso a assembléia especial referida acima delibere pela realização de nova
avaliação e o laudo de avaliação venha a apurar valor superior ao valor inicial da oferta
pública para a aquisição de ações, poderá o Comprador dela desistir, obrigando-se
neste caso, a observar, no que couber, o procedimento previsto nos artigos 23 e 24 da
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
116
Instrução CVM 361/02, e a alienar o excesso de participação no prazo de 3 (três)
meses contados da data da mesma assembléia especial.

§ 11. Para fins deste artigo, os termos abaixo iniciados em letras maiúsculas terão os
seguintes significados:
"Acionista Adquirente" significa qualquer pessoa, incluindo, sem
limitação, qualquer pessoa natural ou jurídica, fundo de investimento,
condomínio, carteira de títulos, universalidade de direitos, ou outra
forma de organização, residente, com domicílio ou com sede no Brasil
ou no exterior, ou Grupo de Acionistas.
"Grupo de Acionistas" significa o conjunto de 2 (dois) ou mais
acionistas da Sociedade: (i) que sejam partes de acordo de voto; (ii)
se um for, direta ou indiretamente, acionista controlador ou sociedade
controladora do outro, ou dos demais; (iii) que sejam sociedades
direta ou indiretamente controladas pela mesma pessoa, ou conjunto
de pessoas, acionistas ou não; ou (iv) que sejam sociedades,
associações, fundações, cooperativas e trusts, fundos ou carteiras de
investimentos, universalidades de direitos ou quaisquer outras formas
de organização ou empreendimento com os mesmos administradores
ou gestores, ou, ainda, cujos administradores ou gestores sejam
sociedades direta ou indiretamente controladas pela mesma pessoa,
ou conjunto de pessoas, acionistas ou não. No caso de fundos de
investimentos com administrador comum, somente serão
considerados como um Grupo de Acionistas aqueles cuja política de
investimentos e de exercício de votos em Assembléias Gerais, nos
termos dos respectivos regulamentos, for de responsabilidade do
administrador, em caráter discricionário.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
117
Seção V - Disposições Comuns

Artigo 54. É facultada a formulação de uma única oferta pública de aquisição de
ações, visando a mais de uma das finalidades previstas neste Capítulo VII deste
Estatuto Social, no Regulamento de Listagem do Novo Mercado ou na regulamentação
emitida pela CVM, desde que seja possível compatibilizar os procedimentos de todas as
modalidades de oferta pública de aquisição de ações e não haja prejuízo para os
destinatários da oferta e seja obtida a autorização da CVM, quando exigida pela
legislação aplicável.

Parágrafo Único. Não obstante o previsto neste artigo e nos artigos 53 e 55 deste
Estatuto Social, as disposições do Regulamento do Novo Mercado prevalecerão nas
hipóteses de prejuízo dos direitos dos destinatários das ofertas mencionadas em
referidos artigos.

Artigo 55. A Companhia ou os acionistas responsáveis pela efetivação das ofertas
públicas de aquisição de ações previstas neste Capítulo VII deste Estatuto, no
Regulamento de Listagem do Novo Mercado ou na regulamentação emitida pela CVM
poderão assegurar sua efetivação por intermédio de qualquer acionista, terceiro e,
conforme o caso, pela Companhia. A Companhia ou o acionista, conforme o caso, não
se eximem da obrigação de efetivar a oferta pública de aquisição de ações até que a
mesma seja concluída com observância das regras aplicáveis.
CAPÍTULO VIII
JUÍZO ARBITRAL

Artigo 56. A Companhia, seus acionistas, administradores e membros do Conselho
Fiscal obrigam-se a resolver, por meio de arbitragem, toda e qualquer disputa ou
controvérsia que possa surgir entre eles, relacionada ou oriunda, em especial, da
aplicação, validade, eficácia, interpretação, violação e seus efeitos, das disposições
contidas no Contrato de Participação no Novo Mercado, no Regulamento de Listagem
do Novo Mercado, no Regulamento de Arbitragem da Câmara de Arbitragem do
Mercado instituída pela BOVESPA, neste Estatuto Social, nas disposições da Lei das
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
118
Sociedades por Ações, nas normas editadas pelo Conselho Monetário Nacional, pelo
Banco Central do Brasil ou pela CVM, nos regulamentos da BOVESPA e nas demais
normas aplicáveis ao funcionamento do mercado de capitais em geral, perante a
Câmara de Arbitragem do Mercado, nos termos de seu Regulamento de Arbitragem.

§ 1º. Sem prejuízo da validade desta cláusula arbitral, qualquer das partes do
procedimento arbitral terá o direito de recorrer ao Poder Judiciário com o objetivo de,
se e quando necessário, requerer medidas cautelares de proteção de direitos, seja em
procedimento arbitral já instituído ou ainda não instituído, sendo que, tão logo
qualquer medida dessa natureza seja concedida, a competência para decisão de mérito
será imediatamente restituída ao tribunal arbitral instituído ou a ser instituído.

§ 2º. A lei brasileira será a única aplicável ao mérito de toda e qualquer controvérsia,
bem como à execução, interpretação e validade da presente cláusula compromissória.
O Tribunal Arbitral será formado por árbitros escolhidos na forma estabelecida no
procedimento de Arbitragem Ordinária prevista no Regulamento de Arbitragem da
Câmara de Arbitragem do Mercado. O procedimento arbitral terá lugar na Cidade de
São Paulo, Estado de São Paulo, local onde deverá ser proferida a sentença arbitral. A
arbitragem deverá ser administrada pela própria Câmara de Arbitragem do Mercado,
sendo conduzida e julgada de acordo com as disposições pertinentes do Regulamento
de Arbitragem.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
119
CAPÍTULO IX
DA
LIQUIDAÇÃO
DA
COMPANHIA

Artigo 57. A Companhia entrará em liquidação nos casos determinados em lei,
cabendo à Assembléia Geral eleger o liquidante ou liquidantes, bem como o Conselho
Fiscal que deverá funcionar nesse período, obedecidas as formalidades legais.
CAPÍTULO X
DISPOSIÇÕES
FINAIS
E
TRANSITÓRIAS

Artigo 58. Os casos omissos neste Estatuto Social serão resolvidos pela Assembléia
Geral e regulados de acordo com o que preceitua a Lei das Sociedades por Ações.

Artigo 59.
A Companhia deverá observar os acordos de acionistas arquivados em sua
sede, sendo vedado o registro de transferência de ações e o cômputo de voto proferido
em Assembléia Geral ou em reunião do Conselho de Administração contrários aos seus
termos.

Artigo 60. A Companhia deverá disponibilizar aos seus acionistas e a terceiros, em
sua sede, os contratos com partes relacionadas, acordos de acionistas e programas de
opções de aquisição de ações ou de outros títulos ou valores mobiliários de emissão da
Companhia.

Artigo 61.
As disposições contidas no Capítulo VII, bem como as regras referentes ao
Regulamento de Listagem do Novo Mercado constantes do artigo 13, § 1º, in fine, e do
artigo 34, § 3º deste Estatuto Social, somente terão eficácia a partir da data de
eficácia da adesão e listagem da Companhia no Novo Mercado.

Artigo 62. Não havendo disposição no Regulamento de Listagem do Novo Mercado
relativa à oferta pública de aquisição de ações na hipótese do Poder de Controle
Difuso, conforme definido no artigo 43 deste Estatuto Social, prevalecem as regras dos
artigos 49, 50 e 51 deste Estatuto Social elaboradas em conformidade com o item 14.4
do referido Regulamento.
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
18.01 - ESTATUTO SOCIAL
06/04/2009 11:34:50 Pág:
120
* * *

"Certifico que a presente é a redação consolidada do Estatuto Social da JBS
S.A., aprovada na Assembléia Geral Extraordinária realizada em 1º de julho

de 2008."
São Paulo, SP, 1º de julho de 2008.

___________________________
Henry Sergio Sztutman - Secretário

background image
02.916.265/0001-60
JBS S.A.
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
19.02 - PEDIDOS EM CARTEIRA NOS TRÊS ÚLTIMOS EXERCÍCIOS
1- ITEM 2 - DESCRIÇÃO DOS PEDIDOS
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
5 - VALOR DOS PEDIDOS NO
4 - VALOR DOS PEDIDOS NO
3 - VALOR DOS PEDIDOS NO
ÚLTIMO EXERCÍCIO
PENÚLTIMO EXERCÍCIO
ANTEPENÚLTIMO EXERCÍCIO
CONTROLADA/COLIGADA
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
(Reais Mil)
(Reais Mil)
(Reais Mil)
Data-Base - 31/12/2007
99
ENCOMENDAS NÃO ATENDIDAS
0
06/04/2009 11:34:56
Pág:
121
background image
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.06.01 - BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 31/12/2005
4 - 31/12/2006
3 - 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Data-Base - 31/12/2007
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
1
Ativo Total
173.450
110.317
157.256
1.01
Ativo Circulante
120.518
109.873
156.920
1.01.01
Disponibilidades
75
12
126
1.01.02
Créditos
85.709
89.326
135.324
1.01.02.01
Clientes
805
2.355
3.679
1.01.02.02
Créditos Diversos
84.904
86.971
131.645
1.01.03
Estoques
0
7.732
8.667
1.01.04
Outros
34.734
12.803
12.803
1.02
Ativo Não Circulante
52.932
444
336
1.02.01
Ativo Realizável a Longo Prazo
236
444
336
1.02.01.01
Créditos Diversos
0
0
0
1.02.01.02
Créditos com Pessoas Ligadas
0
0
0
1.02.01.02.01
Com Coligadas e Equiparadas
0
0
0
1.02.01.02.02
Com Controladas
0
0
0
1.02.01.02.03
Com Outras Pessoas Ligadas
0
0
0
1.02.01.03
Outros
236
444
336
1.02.02
Ativo Permanente
52.696
0
0
1.02.02.01
Investimentos
0
0
0
1.02.02.01.01
Participações Coligadas/Equiparadas
0
0
0
1.02.02.01.02
Participações Coligadas/Equiparadas-Ágio
0
0
0
1.02.02.01.03
Participações em Controladas
0
0
0
1.02.02.01.04
Participações em Controladas - Ágio
0
0
0
1.02.02.01.05
Outros Investimentos
0
0
0
1.02.02.02
Imobilizado
52.696
0
0
1.02.02.03
Intangível
0
0
0
1.02.02.04
Diferido
0
0
0
06/04/2009 11:35:36
Pág:
122
background image
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.06.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 31/12/2005
4 - 31/12/2006
3 - 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Data-Base - 31/12/2007
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
2
Passivo Total
173.450
110.317
157.256
2.01
Passivo Circulante
18.993
778
12.514
2.01.01
Empréstimos e Financiamentos
0
0
0
2.01.02
Debêntures
0
0
0
2.01.03
Fornecedores
7
772
5.010
2.01.04
Impostos, Taxas e Contribuições
10.907
6
44
2.01.05
Dividendos a Pagar
0
0
0
2.01.06
Provisões
0
0
0
2.01.07
Dívidas com Pessoas Ligadas
0
0
0
2.01.08
Outros
8.079
0
7.460
2.02
Passivo Não Circulante
147.872
69.695
103.944
2.02.01
Passivo Exigível a Longo Prazo
147.872
69.695
103.944
2.02.01.01
Empréstimos e Financiamentos
0
0
0
2.02.01.02
Debêntures
0
0
0
2.02.01.03
Provisões
0
0
0
2.02.01.04
Dívidas com Pessoas Ligadas
117.177
69.695
103.944
2.02.01.05
Adiantamento para Futuro Aumento Capital
0
0
0
2.02.01.06
Outros
30.695
0
0
2.02.02
Resultados de Exercícios Futuros
0
0
0
2.04
Patrimônio Líquido
6.585
39.844
40.798
2.04.01
Capital Social Realizado
2
2
2
2.04.02
Reservas de Capital
0
0
0
2.04.03
Reservas de Reavaliação
0
0
0
2.04.03.01
Ativos Próprios
0
0
0
2.04.03.02
Controladas/Coligadas e Equiparadas
0
0
0
2.04.04
Reservas de Lucro
6.583
39.842
40.796
2.04.04.01
Legal
0
0
0
2.04.04.02
Estatutária
0
0
0
2.04.04.03
Para Contingências
0
0
0
2.04.04.04
De Lucros a Realizar
0
0
0
2.04.04.05
Retenção de Lucros
0
0
0
2.04.04.06
Especial p/ Dividendos Não Distribuídos
0
0
0
2.04.04.07
Outras Reservas de Lucro
0
0
0
2.04.05
Lucros/Prejuízos Acumulados
0
0
0
2.04.06
Adiantamento para Futuro Aumento Capital
0
0
0
06/04/2009 11:35:42
Pág:
123
background image
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.07 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 01/01/2005 a 31/12/2005
4 - 01/01/2006 a 31/12/2006
3 - 01/01/2007 a 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
3.01
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços
1.725
65.765
25.161
3.02
Deduções da Receita Bruta
(2.312)
(17.850)
(6.332)
3.03
Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços
(587)
47.915
18.829
3.04
Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos
0
(48.949)
39.461
3.05
Resultado Bruto
(587)
(1.034)
58.290
3.06
Despesas/Receitas Operacionais
(7.360)
23
(13.379)
3.06.01
Com Vendas
(81)
(69)
(63)
3.06.02
Gerais e Administrativas
(5.717)
(7.416)
(8.167)
3.06.03
Financeiras
(1.562)
7.508
(5.149)
3.06.03.01
Receitas Financeiras
0
12.663
0
3.06.03.02
Despesas Financeiras
(1.562)
(5.155)
(5.149)
3.06.04
Outras Receitas Operacionais
0
0
0
3.06.05
Outras Despesas Operacionais
0
0
0
3.06.06
Resultado da Equivalência Patrimonial
0
0
0
3.07
Resultado Operacional
(7.947)
(1.011)
44.911
3.08
Resultado Não Operacional
0
0
0
3.08.01
Receitas
0
0
0
3.08.02
Despesas
0
0
0
3.09
Resultado Antes Tributação/Participações
(7.947)
(1.011)
44.911
3.10
Provisão para IR e Contribuição Social
0
0
(10.698)
3.11
IR Diferido
0
0
0
3.12
Participações/Contribuições Estatutárias
0
0
0
3.12.01
Participações
0
0
0
3.12.02
Contribuições
0
0
0
3.13
Reversão dos Juros sobre Capital Próprio
0
0
0
3.15
Lucro/Prejuízo do Período
(7.947)
(1.011)
34.213
PREJUÍZO POR AÇÃO (Reais)
LUCRO POR AÇÃO (Reais)
NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Unidades)
3,42062
(0,10108)
(0,79454)
10.002.000
10.002.000
10.002.000
Pág:
124
06/04/2009 11:35:47
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.09.01 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2007 A 31/12/2007 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO
REAVALIAÇÃO
CAPITAL
LUCRO
ACUMULADOS
3 - CAPITAL SOCIAL
LÍQUIDO
4 - RESERVAS DE
5 - RESERVAS DE
6 - RESERVAS DE
7 - LUCROS/PREJUÍZOS 8 - TOTAL PATRIMÔNIO
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
5.01
Saldo Inicial
0
2
0
0
40.796
40.798
5.02
Ajustes de Exercícios Anteriores
0
0
0
0
57
57
5.03
Aumento/Redução do Capital Social
0
0
0
0
0
0
5.04
Realização de Reservas
0
0
0
0
0
0
5.05
Ações em Tesouraria
0
0
0
0
0
0
5.06
Lucro/Prejuízo do Período
0
0
0
0
(1.011)
(1.011)
5.07
Destinações
0
0
0
0
0
0
5.08
Outros
0
0
0
0
0
0
5.09
Saldo Final
0
2
0
0
39.842
39.844
125
Pág:
06/04/2009 11:35:55
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.09.02 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2006 A 31/12/2006 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO
REAVALIAÇÃO
CAPITAL
LUCRO
ACUMULADOS
3 - CAPITAL SOCIAL
LÍQUIDO
4 - RESERVAS DE
5 - RESERVAS DE
6 - RESERVAS DE
7 - LUCROS/PREJUÍZOS 8 - TOTAL PATRIMÔNIO
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
5.01
Saldo Inicial
0
2
0
0
6.583
6.585
5.02
Ajustes de Exercícios Anteriores
0
0
0
0
0
0
5.03
Aumento/Redução do Capital Social
0
0
0
0
0
0
5.04
Realização de Reservas
0
0
0
0
0
0
5.05
Ações em Tesouraria
0
0
0
0
0
0
5.06
Lucro/Prejuízo do Período
0
0
0
0
34.213
34.213
5.07
Destinações
0
0
0
0
0
0
5.08
Outros
0
0
0
0
0
0
5.09
Saldo Final
0
2
0
0
40.796
40.798
126
Pág:
06/04/2009 11:35:59
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.09.03 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2005 A 31/12/2005 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO
REAVALIAÇÃO
CAPITAL
LUCRO
ACUMULADOS
3 - CAPITAL SOCIAL
LÍQUIDO
4 - RESERVAS DE
5 - RESERVAS DE
6 - RESERVAS DE
7 - LUCROS/PREJUÍZOS 8 - TOTAL PATRIMÔNIO
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
5.01
Saldo Inicial
0
2
0
0
14.530
14.532
5.02
Ajustes de Exercícios Anteriores
0
0
0
0
0
0
5.03
Aumento/Redução do Capital Social
0
0
0
0
0
0
5.04
Realização de Reservas
0
0
0
0
0
0
5.05
Ações em Tesouraria
0
0
0
0
0
0
5.06
Lucro/Prejuízo do Período
0
0
0
0
(7.947)
(7.947)
5.07
Destinações
0
0
0
0
0
0
5.08
Outros
0
0
0
0
0
0
5.09
Saldo Final
0
2
0
0
6.583
6.585
127
Pág:
06/04/2009 11:36:03
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
19.10 - CARACTERÍSTICAS DO SETOR DE ATUAÇÃO
Controlada/Coligada: JBS EMBALAGENS MÉTALICAS LTDA.
06/04/2009 11:36:07 Pág:
128

Alimentos, industrialização de carne bovina e fabricação de embalagens metálicas.

Participação 99%.
background image
02.916.265/0001-60
JBS S.A.
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
19.02 - PEDIDOS EM CARTEIRA NOS TRÊS ÚLTIMOS EXERCÍCIOS
1- ITEM 2 - DESCRIÇÃO DOS PEDIDOS
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
5 - VALOR DOS PEDIDOS NO
4 - VALOR DOS PEDIDOS NO
3 - VALOR DOS PEDIDOS NO
ÚLTIMO EXERCÍCIO
PENÚLTIMO EXERCÍCIO
ANTEPENÚLTIMO EXERCÍCIO
CONTROLADA/COLIGADA
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
(Reais Mil)
(Reais Mil)
(Reais Mil)
Data-Base - 31/12/2007
99
ENCOMENDAS NÃO ATENDIDAS
0
06/04/2009 11:36:13
Pág:
129
background image
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.06.01 - BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 31/12/2005
4 - 31/12/2006
3 - 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Data-Base - 31/12/2007
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
1
Ativo Total
43.877
41.708
59.728
1.01
Ativo Circulante
42.230
40.065
59.692
1.01.01
Disponibilidades
34.582
27.597
47.146
1.01.02
Créditos
0
0
7.475
1.01.02.01
Clientes
0
0
0
1.01.02.02
Créditos Diversos
0
0
7.475
1.01.03
Estoques
0
0
0
1.01.04
Outros
7.648
12.468
5.071
1.02
Ativo Não Circulante
1.647
1.643
36
1.02.01
Ativo Realizável a Longo Prazo
0
1.621
0
1.02.01.01
Créditos Diversos
0
0
0
1.02.01.02
Créditos com Pessoas Ligadas
0
1.621
0
1.02.01.02.01
Com Coligadas e Equiparadas
0
0
0
1.02.01.02.02
Com Controladas
0
0
0
1.02.01.02.03
Com Outras Pessoas Ligadas
0
1.621
0
1.02.01.03
Outros
0
0
0
1.02.02
Ativo Permanente
1.647
22
36
1.02.02.01
Investimentos
1.558
0
0
1.02.02.01.01
Participações Coligadas/Equiparadas
0
0
0
1.02.02.01.02
Participações Coligadas/Equiparadas-Ágio
0
0
0
1.02.02.01.03
Participações em Controladas
1.558
0
0
1.02.02.01.04
Participações em Controladas - Ágio
0
0
0
1.02.02.01.05
Outros Investimentos
0
0
0
1.02.02.02
Imobilizado
89
22
36
1.02.02.03
Intangível
0
0
0
1.02.02.04
Diferido
0
0
0
06/04/2009 11:36:17
Pág:
130
background image
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.06.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 31/12/2005
4 - 31/12/2006
3 - 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Data-Base - 31/12/2007
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
2
Passivo Total
43.877
41.708
59.728
2.01
Passivo Circulante
0
800
0
2.01.01
Empréstimos e Financiamentos
0
0
0
2.01.02
Debêntures
0
0
0
2.01.03
Fornecedores
0
0
0
2.01.04
Impostos, Taxas e Contribuições
0
0
0
2.01.05
Dividendos a Pagar
0
0
0
2.01.06
Provisões
0
0
0
2.01.07
Dívidas com Pessoas Ligadas
0
0
0
2.01.08
Outros
0
800
0
2.02
Passivo Não Circulante
12.597
0
10.690
2.02.01
Passivo Exigível a Longo Prazo
12.597
0
10.690
2.02.01.01
Empréstimos e Financiamentos
0
0
0
2.02.01.02
Debêntures
0
0
0
2.02.01.03
Provisões
0
0
0
2.02.01.04
Dívidas com Pessoas Ligadas
11.703
0
10.690
2.02.01.05
Adiantamento para Futuro Aumento Capital
0
0
0
2.02.01.06
Outros
894
0
0
2.02.02
Resultados de Exercícios Futuros
0
0
0
2.04
Patrimônio Líquido
31.280
40.908
49.038
2.04.01
Capital Social Realizado
34.970
40.740
42.034
2.04.02
Reservas de Capital
0
0
0
2.04.03
Reservas de Reavaliação
0
0
0
2.04.03.01
Ativos Próprios
0
0
0
2.04.03.02
Controladas/Coligadas e Equiparadas
0
0
0
2.04.04
Reservas de Lucro
0
0
0
2.04.04.01
Legal
0
0
0
2.04.04.02
Estatutária
0
0
0
2.04.04.03
Para Contingências
0
0
0
2.04.04.04
De Lucros a Realizar
0
0
0
2.04.04.05
Retenção de Lucros
0
0
0
2.04.04.06
Especial p/ Dividendos Não Distribuídos
0
0
0
2.04.04.07
Outras Reservas de Lucro
0
0
0
2.04.05
Lucros/Prejuízos Acumulados
(3.690)
168
7.004
2.04.06
Adiantamento para Futuro Aumento Capital
0
0
0
06/04/2009 11:36:20
Pág:
131
background image
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.07 - DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 - 01/01/2005 a 31/12/2005
4 - 01/01/2006 a 31/12/2006
3 - 01/01/2007 a 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
3.01
Receita Bruta de Vendas e/ou Serviços
0
0
0
3.02
Deduções da Receita Bruta
0
0
0
3.03
Receita Líquida de Vendas e/ou Serviços
0
0
0
3.04
Custo de Bens e/ou Serviços Vendidos
0
0
0
3.05
Resultado Bruto
0
0
0
3.06
Despesas/Receitas Operacionais
(4.871)
(6.804)
10.694
3.06.01
Com Vendas
0
0
0
3.06.02
Gerais e Administrativas
(591)
(206)
(1.039)
3.06.03
Financeiras
(3.070)
(6.598)
4.283
3.06.03.01
Receitas Financeiras
(3.070)
137.376
4.283
3.06.03.02
Despesas Financeiras
0
(143.974)
0
3.06.04
Outras Receitas Operacionais
0
0
0
3.06.05
Outras Despesas Operacionais
0
0
0
3.06.06
Resultado da Equivalência Patrimonial
(1.210)
0
7.450
3.07
Resultado Operacional
(4.871)
(6.804)
10.694
3.08
Resultado Não Operacional
0
0
0
3.08.01
Receitas
0
0
0
3.08.02
Despesas
0
0
0
3.09
Resultado Antes Tributação/Participações
(4.871)
(6.804)
10.694
3.10
Provisão para IR e Contribuição Social
0
0
0
3.11
IR Diferido
0
0
0
3.12
Participações/Contribuições Estatutárias
0
0
0
3.12.01
Participações
0
0
0
3.12.02
Contribuições
0
0
0
3.13
Reversão dos Juros sobre Capital Próprio
0
0
0
3.15
Lucro/Prejuízo do Período
(4.871)
(6.804)
10.694
PREJUÍZO POR AÇÃO (Reais)
LUCRO POR AÇÃO (Reais)
NÚMERO AÇÕES, EX-TESOURARIA (Unidades)
0,56284
(0,29583)
(0,32473)
23.000.000
19.000.000
15.000.000
Pág:
132
06/04/2009 11:36:23
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.09.01 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2007 A 31/12/2007 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO
REAVALIAÇÃO
CAPITAL
LUCRO
ACUMULADOS
3 - CAPITAL SOCIAL
LÍQUIDO
4 - RESERVAS DE
5 - RESERVAS DE
6 - RESERVAS DE
7 - LUCROS/PREJUÍZOS 8 - TOTAL PATRIMÔNIO
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
5.01
Saldo Inicial
0
42.034
0
0
7.004
49.038
5.02
Ajustes de Exercícios Anteriores
0
0
0
0
(32)
(32)
5.03
Aumento/Redução do Capital Social
0
(1.294)
0
0
0
(1.294)
5.04
Realização de Reservas
0
0
0
0
0
0
5.05
Ações em Tesouraria
0
0
0
0
0
0
5.06
Lucro/Prejuízo do Período
0
0
0
0
(6.804)
(6.804)
5.07
Destinações
0
0
0
0
0
0
5.08
Outros
0
0
0
0
0
0
5.09
Saldo Final
0
40.740
0
0
168
40.908
133
Pág:
06/04/2009 11:36:27
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.09.02 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2006 A 31/12/2006 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO
REAVALIAÇÃO
CAPITAL
LUCRO
ACUMULADOS
3 - CAPITAL SOCIAL
LÍQUIDO
4 - RESERVAS DE
5 - RESERVAS DE
6 - RESERVAS DE
7 - LUCROS/PREJUÍZOS 8 - TOTAL PATRIMÔNIO
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
5.01
Saldo Inicial
0
34.970
0
0
(3.690)
31.280
5.02
Ajustes de Exercícios Anteriores
0
0
0
0
0
0
5.03
Aumento/Redução do Capital Social
0
7.064
0
0
0
7.064
5.04
Realização de Reservas
0
0
0
0
0
0
5.05
Ações em Tesouraria
0
0
0
0
0
0
5.06
Lucro/Prejuízo do Período
0
0
0
0
10.694
10.694
5.07
Destinações
0
0
0
0
0
0
5.08
Outros
0
0
0
0
0
0
5.09
Saldo Final
0
42.034
0
0
7.004
49.038
134
Pág:
06/04/2009 11:36:30
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.09.03 - DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO DE 01/01/2005 A 31/12/2005 (Reais Mil)
1 - CÓDIGO 2 - DESCRIÇÃO
REAVALIAÇÃO
CAPITAL
LUCRO
ACUMULADOS
3 - CAPITAL SOCIAL
LÍQUIDO
4 - RESERVAS DE
5 - RESERVAS DE
6 - RESERVAS DE
7 - LUCROS/PREJUÍZOS 8 - TOTAL PATRIMÔNIO
Reapresentação Espontânea
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
Data-Base - 31/12/2007
5.01
Saldo Inicial
0
13.139
0
0
1.181
14.320
5.02
Ajustes de Exercícios Anteriores
0
0
0
0
0
0
5.03
Aumento/Redução do Capital Social
0
21.831
0
0
0
21.831
5.04
Realização de Reservas
0
0
0
0
0
0
5.05
Ações em Tesouraria
0
0
0
0
0
0
5.06
Lucro/Prejuízo do Período
0
0
0
0
(4.871)
(4.871)
5.07
Destinações
0
0
0
0
0
0
5.08
Outros
0
0
0
0
0
0
5.09
Saldo Final
0
34.970
0
0
(3.690)
31.280
135
Pág:
06/04/2009 11:36:33
background image
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
Divulgação Externa
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - Informações Anuais
Legislação Societária
DATA-BASE - 31/12/2007
02057-5 JBS
S.A.
02.916.265/0001-60
19.10 - CARACTERÍSTICAS DO SETOR DE ATUAÇÃO
Controlada/Coligada: JBS GLOBAL INVESTMENTS S.A.
06/04/2009 11:36:38 Pág:
136

Sociedade de investimentos: investimentos em todas as formalidades permitidas em lei.

Participação 100%
background image
02.916.265/0001-60
JBS S.A.
02057-5
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
Reapresentação Espontânea
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
1 - CÓDIGO CVM
19.02 - PEDIDOS EM CARTEIRA NOS TRÊS ÚLTIMOS EXERCÍCIOS
1- ITEM 2 - DESCRIÇÃO DOS PEDIDOS
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
Legislação Societária
Divulgação Externa
5 - VALOR DOS PEDIDOS NO
4 - VALOR DOS PEDIDOS NO
3 - VALOR DOS PEDIDOS NO
ÚLTIMO EXERCÍCIO
PENÚLTIMO EXERCÍCIO
ANTEPENÚLTIMO EXERCÍCIO
CONTROLADA/COLIGADA
JBS HOLDING INTERNACIONAL S.A.
DENOMINAÇÃO SOCIAL
(Reais Mil)
(Reais Mil)
(Reais Mil)
Data-Base - 31/12/2007
99
ENCOMENDAS NÃO ATENDIDAS
0
06/04/2009 11:36:47
Pág:
137
background image
JBS HOLDING INTERNACIONAL S.A.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.06.01 - BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 -
4 - 31/12/2006
3 - 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Data-Base - 31/12/2007
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
1
Ativo Total
0
517.146
251.645
1.01
Ativo Circulante
0
231.402
1
1.01.01
Disponibilidades
0
21.125
1
1.01.02
Créditos
0
89.832
0
1.01.02.01
Clientes
0
68.873
0
1.01.02.02
Créditos Diversos
0
20.959
0
1.01.03
Estoques
0
104.475
0
1.01.04
Outros
0
15.970
0
1.02
Ativo Não Circulante
0
285.744
251.644
1.02.01
Ativo Realizável a Longo Prazo
0
20.899
0
1.02.01.01
Créditos Diversos
0
18.275
0
1.02.01.02
Créditos com Pessoas Ligadas
0
835
0
1.02.01.02.01
Com Coligadas e Equiparadas
0
0
0
1.02.01.02.02
Com Controladas
0
835
0
1.02.01.02.03
Com Outras Pessoas Ligadas
0
0
0
1.02.01.03
Outros
0
1.789
0
1.02.02
Ativo Permanente
0
264.845
251.644
1.02.02.01
Investimentos
0
6.372
251.644
1.02.02.01.01
Participações Coligadas/Equiparadas
0
0
0
1.02.02.01.02
Participações Coligadas/Equiparadas-Ágio
0
0
0
1.02.02.01.03
Participações em Controladas
0
0
251.644
1.02.02.01.04
Participações em Controladas - Ágio
0
6.372
0
1.02.02.01.05
Outros Investimentos
0
0
0
1.02.02.02
Imobilizado
0
246.999
0
1.02.02.03
Intangível
0
11.474
0
1.02.02.04
Diferido
0
0
0
06/04/2009 11:36:54
Pág:
138
background image
JBS HOLDING INTERNACIONAL S.A.
SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL
CVM - COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS
IAN - INFORMAÇÕES ANUAIS
01.01 - IDENTIFICAÇÃO
Legislação Societária
02057-5
JBS S.A.
02.916.265/0001-60
19.06.02 - BALANÇO PATRIMONIAL PASSIVO (Reais Mil)
1 - CÓDIGO
2 - DESCRIÇÃO
5 -
4 - 31/12/2006
3 - 31/12/2007
Reapresentação Espontânea
Data-Base - 31/12/2007
Divulgação Externa
1 - CÓDIGO CVM
2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL
3 - CNPJ
CONTROLADA/COLIGADA
DENOMINAÇÃO SOCIAL
2
Passivo Total
0
517.146
251.645
2.01
Passivo Circulante
0