Com seis décadas de história, a JBS é atualmente o maior produtor de proteínas do mundo e a segunda maior empresa de alimentos do mundo¹. A companhia opera no processamento de carnes bovina, suína, ovina e de frango, atuando também na produção de alimentos de conveniência e valor agregado. Além disso, comercializa produtos de couros, higiene e limpeza, colágeno, embalagens metálicas, biodiesel, entre outros.

Atualmente, a JBS possui mais de 400 unidades, sendo mais de 230 diretamente relacionadas à produção de carnes e produtos de maior valor agregado e conveniência no mundo. A Companhia conta com mais de 235 mil colaboradores e com capacidade para processar, por dia, mais de 80 mil bovinos, 14 milhões de aves, 115 mil suínos e 100 mil peças de couro.

Além disso, a companhia conta com um diversificado portfólio de produtos, com dezenas de marcas reconhecidas no Brasil e no exterior, como Swift, Friboi, Seara, Maturatta, Cabaña Las Lilas, Plumrose, Pilgrim's Pride, Gold'nPlump, Gold Kist Farms, Pierce, 1855, Primo e Beehive. Essa variedade de produtos e a presença em 22 países em cinco continentes (entre plataformas de produção e escritórios), atendem mais de 350 mil clientes em mais de 150 nações ao redor do mundo.

A vanguarda da JBS pode ser conferida em diversos momentos de sua trajetória:

  • Foi a primeira a se consolidar no setor de frigoríficos no Brasil;
  • A visão estratégica, com foco na política de expansão, deu início ao processo de internacionalização da Companhia a partir de 2005, com a aquisição da Swift Armour, na Argentina;
  • Com a abertura de capital em 2007, a JBS reforçou o seu pioneirismo, sendo a primeira Companhia no setor frigorífico a negociar suas ações em bolsa de valores. Além disso, em 2007, a JBS consolidou-se como a maior empresa do mundo no setor de carne bovina, com a aquisição da Swift & Company nos Estados Unidos e na Austrália. Com a nova aquisição, a JBS ingressou no mercado de carne suína, apresentando um expressivo desempenho também nesse segmento ao encerrar o exercício como o terceiro maior produtor e processador desse tipo de carne nos EUA. A aquisição aumentou o portfólio da Companhia ao incluir os direitos sobre a marca Swift em nível mundial;
  • Em 2009, a JBS consolidou a sua plataforma de produção de proteína no mundo e diversificou a sua atuação. Com a compra da Pilgrim’s Pride, a JBS ingressou no segmento de frangos e, com a incorporação da Bertin SA, uma empresa brasileira, entrou no segmento de lácteos, alimentos para animais domésticos e biodisel;
  • Em 2012, a JBS arrendou os ativos da Doux Frangosul e adquiriu os ativos da Agrovêneto, passando a ser o maior produtor de frangos do mundo.
  • Em 2013, a JBS expandiu sua operação de frango no Brasil, alugando as unidades da Tramonto Alimentos. Além disso, a companhia adquiriu os ativos da XL Foods nos Estados Unidos e também no Canadá, uma das dez maiores nações produtoras de carne bovina e o sexto maior exportador mundial. Mais recentemente, a JBS adquiriu a Seara, tornando-se a maior processadora de frango no mundo.
  • A partir de 2014, as operações de suínos e frangos da JBS no Brasil passaram a ser operadas pela JBS Foods, que inclui as operações da JBS Aves e da Seara Brasil.
  • Também em 2014, a JBS adquiriu o Grupo Primo SmallGoods, uma empresa líder em produtos processados a base de carnes no mercado australiano com marcas fortes e expressivas no segmento de alimentos. A JBS adquiriu, também, as operações de aves do grupo Tyson Foods no Brasil e no México.
  • Em 2015 a JBS adquiriu a Moy Park, empresa especializada no processamento de aves e fabricação de produtos preparados, com 13 unidades produtivas localizadas no Reino Unido, França, Holanda e Irlanda e mais de 13 mil colaboradores. A aquisição representou um passo importante na estratégia de ampliação das operações da JBS na Europa, por meio de uma produção integrada e marcas fortes.
  • Em 2015, a JBS também adquiriu a unidade de suínos da Cargill nos Estados Unidos. A transação adicionou às operações atuais da JBS USA Suínos duas unidades de processamento, cinco fábricas de ração e quatro granjas. O negócio de suínos da Cargill possui mais de 30 anos de história; com a aquisição, a JBS se torna o segundo maior produtor de carne suína nos EUA.
  • Em 2016, a JBS esteve focada na consolidação das aquisições feitas nos últimos anos e na sua estratégia de geração de valor por meio da expansão do portfólio de produtos de alto valor agregado e da evolução no reconhecimento de suas marcas em cada um dos segmentos e regiões que atua. No período, a Companhia registrou uma receita líquida de R$ 170,4 bilhões, um aumento de 4,6% frente ao ano anterior.

A JBS está presente em cinco continentes com plataformas de produção e escritórios no Brasil, Estados Unidos, Austrália, Canadá, Argentina, Uruguai, Paraguai, México, Itália, Irlanda, Reino Unido, França, Holanda, China, Rússia e outros, atuando nos segmentos de carne bovina, suína, ovina e de frango, produção e comercialização de couros, higiene e limpeza, fabricação de latas, colágeno, biodiesel, transportes e vegetais. Incorporados à sua gestão, está presente a busca pela modernização, qualidade dos produtos e matérias-primas, além da construção de mais e melhores relações com parceiros, clientes, colaboradores e sociedade, a satisfação de seus acionistas e o compromisso com questões de responsabilidade socioambiental.

Nota 1. Fonte: Bloomberg

Última atualização em 2017-06-06T10:30:43
Ir para o meu carrinho

Meu Carrinho de Downloads


Documentos Selecionados Limpar meu carrinho
Apagar este documento do carrinho
Baixar documentos