background image

1
Resultados do 2T11
São Paulo, 15 de agosto de 2011 ­ A JBS S.A. ("JBS") (Bovespa: JBSS3), líder no setor de proteína
animal no mundo, anuncia hoje seus resultados do segundo trimestre de 2011 (2T11). Para
efeito de análise comparativa, foram considerados neste relatório os resultados referentes aos
trimestres findos em 31/03/11 (1T11), e 30/06/10 (2T10).
As demonstrações contábeis interinas da Companhia estão de acordo com o International
Financial Reporting Standards (IFRS), emitidos pelo International Accounting Standards Board
(IASB) e de acordo com os CPCs emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis.
Os resultados consolidados da JBS são apresentados em Reais (R$) e quando analisados
separadamente cada unidade de negócio divulga seus resultados na moeda corrente do
próprio país em que opera. As operações da JBS Austrália são parte integrante da subsidiária
americana JBS USA e ambos os resultados referem-se aos períodos de 13 semanas findos em
26 de junho de 2011 (2T11). As informações quantitativas, como volume e cabeças abatidas,
não são auditadas.
DESTAQUES DO 2T11
A receita líquida consolidada foi de R$14.621,8 milhões, 3,6% superior ao 2T10. Excluindo o
efeito da variação cambial, o crescimento da receita foi de 16,3%. Em moeda local, as
unidades apresentaram os seguintes crescimentos, em relação ao 2T10:
JBS USA Carne Bovina: 19,1%
JBS USA Carne Suína: 14,4%
JBS USA Frango: 16,7%
JBS Mercosul: 2,7%
A unidade de Carne Bovina do Mercosul obteve EBITDA de R$427,9 milhões, 27,9% superior
ao 2T10, com margem EBITDA de 11,8%.
A Companhia concluiu a capitalização das debêntures em ações da JBS S.A. a R$7,04.
A JBS concluiu a captação de dívidas de longo prazo no montante de US$2,0 bilhões,
através da JBS USA, com custo médio inferior a 4,5% a.a., para pagar dívidas mais caras no
Brasil. O benefício da operação é estimado em US$ 150 milhões anualizado.
A Companhia encerrou o trimestre com R$5,0 bilhões em caixa, superior a 100% da dívida
de curto prazo.




"Confiamos em Deus,
Respeitamos a natureza"
background image

2
Resultados do 2T11
ANÁLISE DOS RESULTADOS CONSOLIDADOS
Análise dos Principais Indicadores Financeiros da JBS por Unidade de Negócio (em moeda
local)
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita líquida
JBS USA Carne Bovina
US$
3.964,0
3.793,3
4,5%
3.328,9
19,1%
JBS USA Carne Suína
US$
845,8
836,6
1,1%
739,2
14,4%
JBS USA Frango
US$
1.992,7
1.892,5
5,3%
1.707,6
16,7%
JBS Mercosul
R$
3.615,3
3.604,2
0,3%
3.521,9
2,7%
EBITDA
JBS USA Carne Bovina
US$
44,7
269,7
-83,4%
194,9
-77,1%
JBS USA Carne Suína
US$
83,6
105,3
-20,6%
48,7
71,7%
JBS USA Frango
US$
-47,6
-55,2
-
127,6
-
JBS Mercosul
R$
427,9
308,3
38,8%
334,5
27,9%
Margem EBITDA
JBS USA Carne Bovina
%
1,1%
7,1%
-
5,9%
-
JBS USA Carne Suína
%
9,9%
12,6%
-
6,6%
-
JBS USA Frango
%
-2,4%
-2,9%
-
7,5%
-
JBS Mercosul
%
11,8%
8,6%
-
9,5%
-
Desempenho por Unidade de Negócio
Receita Líquida (R$ bilhões)
1,7
1,7
1,8
1,9
2,0
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
3,3
3,4
3,6
3,8
4,0
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
Receita Líquida (US$ bilhões)
Receita Líquida (US$ milhões)
Receita Líquida (US$ bilhões)
EBITDA (R$ mi) margem EBITDA
EBITDA (US$ mi) margem EBITDA
EBITDA (US$ mi) margem EBITDA
EBITDA (US$ mi) margem EBITDA
Margem EBITDA (%)
JBS Mercosul
JBS USA
(Incluindo Austrália)
JBS USA
JBS USA (PPC)
48,7
90,8
102,4 105,3
83,6
6,6%
11,8% 12,8% 12,6%
9,9%
- 10,0%
- 5,0%
0,0%
5,0%
10,0%
0
100
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
127,6
170
124,8
-55,2 -47,6
7,5% 9,9%
6,9%
-2,9%
-2,4%
- 30,0%
- 28,0%
- 26,0%
- 24,0%
- 22,0%
- 20,0%
- 18,0%
- 16,0%
- 14,0%
- 12,0%
- 10,0%
- 8,0%
- 6,0%
- 4,0%
- 2,0%
0,0%
2,0%
4,0%
6,0%
8,0%
10,0%
12,0%
14,0%
16,0%
18,0%
20,0%
- 100
0
100
200
300
400
500
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
334,5 363,7
238,8
308,6
427,9
9,5%
10,4%
7,1%
8,6%
11,8%
- 10,0%
- 8,0%
- 6,0%
- 4,0%
- 2,0%
0,0%
2,0%
4,0%
6,0%
8,0%
10,0%
12,0%
0
100
200
300
400
500
600
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
3,5
3,5
3,4
3,6
3,6
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
194,9
103,5
194,8
269,7
44,7
5,9%
3,1%
5,4% 7,1%
1,1%
- 30,0%
- 28,0%
- 26,0%
- 24,0%
- 22,0%
- 20,0%
- 18,0%
- 16,0%
- 14,0%
- 12,0%
- 10,0%
- 8,0%
- 6,0%
- 4,0%
- 2,0%
0,0%
2,0%
4,0%
6,0%
8,0%
10,0%
12,0%
14,0%
16,0%
0
100
200
300
400
500
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
739
772
799
837
846
300
400
500
600
700
800
900
1000
1100
1200
1300
1400
1500
2T10
3T10
4T10
1T11
2T11
background image

3
Resultados do 2T11
Análise Consolidada dos principais indicadores operacionais da JBS
R$ milhões
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita líquida
14.621,8
14.672,7
-0,3%
14.116,3
3,6%
Custo dos produtos vendidos
(13.202,3)
(12.984,3)
1,7%
(12.372,1)
6,7%
Lucro bruto
1.419,5
1.688,4
-15,9%
1.744,2
-18,6%
Margem Bruta
9,7%
11,5%
-
12,4%
-
Despesas com vendas
(754,7)
(737,5)
2,3%
(654,1)
15,4%
Despesas adm. e gerais
(386,1)
(418,9)
-7,8%
(443,1)
-12,9%
Resultado financeiro líquido
(590,9)
(351,1)
68,3%
(539,8)
9,5%
Outras receitas (despesas)
(5,5)
(8,8)
-37,4%
43,9
-
Resultado operacional
(317,7)
172,2
-
151,2
-
IR e contribuição social
110,7
(82,2)
-
(136,8)
-
Participação dos acionistas não controladores
(26,2)
(57,0)
-54,0%
10,8
-
Lucro líquido/prejuízo
(1)
(180,8)
147,0
-
3,7
-
EBITDA
587,7
835,9
-29,7%
1.000,0
-41,2%
Margem EBITDA
4,0%
5,7%
-
7,1%
-
Lucro Liquido/prejuizo por ação
(0,07)
0,06
-
0,00
-
(1) Participação dos Acionistas controladores


Número de Cabeças Abatidas e Volume Vendido
2T11
1T11
%
2T10
%
Cabeças abatidas (milhares)
Bovinos
3.884,6
3.750,2
3,6%
4.037,7
-3,8%
Suínos
3.072,1
3.303,6
-7,0%
3.017,6
1,8%
Animais de pequeno porte*
839,6
574,0
46,3%
1.041,7
-19,4%
Volume Vendido (mil tons)*
Mercado Doméstico
1.610,2
1.739,7
-7,4%
1.684,5
-4,4%
Carne In Natura
1.348,8
1.468,0
-8,1%
1.424,0
-5,3%
Industrializado
34,0
32,7
3,9%
39,5
-13,9%
Outros
227,4
238,9
-4,8%
221,0
2,9%
Mercado Externo
501,9
528,4
-5,0%
546,8
-8,2%
Carne In Natura
450,3
468,4
-3,9%
478,4
-5,9%
Industrializado
19,6
17,6
11,4%
29,5
-33,4%
Outros
32,0
42,4
-24,4%
39,0
-17,9%
TOTAL
2.112,2
2.268,0
-6,9%
2.231,3
-5,3%
* Não inclui aves.
background image

4
Resultados do 2T11
RESULTADOS CONSOLIDADOS
Receita Líquida

A receita líquida consolidada foi de R$14.621,8 milhões no 2T11, um aumento de 3,6% em
relação ao 2T10. Todas as Unidades de Negócios apresentaram crescimento da receita do
2T10 para o 2T11, em moeda local, reflexo do aumento dos preços médios em geral e da forte
demanda nos países emergentes.

Devido à valorização do real frente ao dólar, a receita líquida em reais ficou praticamente
estável em relação ao 1T11. Excluindo a variação cambial, o aumento foi de 4,1%.
EBITDA

O EBITDA do 2T11 foi de R$587,7 milhões, uma queda de 41,2% em relação ao 2T10, devido ao
resultado negativo apresentado pela Pilgrim's Pride (Unidade de Frango da JBS), e do fraco
desempenho da unidade de Carne Bovina nos EUA no trimestre.

Entretanto, no primeiro semestre de 2011, o EBITDA das unidades de Carne Bovina e Suína nos
EUA totalizaram US$503,3 milhões, 12,1% superior ao resultado do mesmo semestre de 2010.

Resultado Financeiro

O resultado financeiro no trimestre aumentou 9,5% em relação ao 2T10 devido à posição de
hedge cambial.

Lucro Líquido / Prejuízo

O prejuízo no período foi de R$180,8 milhões, equivalente a R$ -0,07 por ação, decorrente do
prejuízo da Unidade de Frango de US$128,1 milhões no trimestre e da operação de Carne
Bovinas nos EUA, conforme mencionado acima.

Dispêndio de Capital

No 2T11, o valor total dos dispêndios de capital da JBS em bens, indústria e equipamentos foi
de R$277,1 milhões. Os principais investimentos foram concentrados em melhora da
produtividade e aumento da capacidade de armazenamento e distribuição.

Emissão de Dívida da JBS USA

A Companhia concluiu a emissão de títulos de dívidas de longo prazo no montante superior a
US$2,0 bilhões através de sua subsidiária integral, JBS USA, com um custo médio abaixo de
4,5% a.a., sendo que parte desse montante já consta no balanço patrimonial do 2T11, motivo
do aumento da dívida bruta. O objetivo da emissão é pagar dívidas mais caras no Brasil,
reduzindo o custo financeiro e aumentando a eficiência fiscal. O benefício da operação é
estimado em US$ 150 milhões anualizado.
*
background image

5
Resultados do 2T11
Endividamento

A relação dívida líquida / EBITDA da JBS, excluindo a Pilgrim's Pride (PPC), companhia
americana de capital aberto controlada pela JBS, passou de 2,9x no 1T11 para 3,2x no 2T11. O
aumento da alavancagem reflete o fraco desempenho da Unidade de Carne Bovina da JBS
USA, combinado com um aumento da necessidade de capital de giro nas operações, devido
ao aumento do custo da matéria prima e insumos de produção.

A Pilgrim's Pride foi excluída do cálculo do endividamento da JBS devido ao fato de a PPC ser
uma subsidiária non-recourse controlada pela JBS.

JBS (excluindo PPC)
R$ milhões
30/06/11
31/03/11
Var.%
Dívida bruta
14.661,4
12.599,9
16,4%
(+) Curto prazo
4.558,1
4.484,7
1,6%
(+) Longo prazo
10.103,3
8.115,2
24,5%
(-) Disponibilidades
4.809,0
3.352,8
43,4%
Dívida líquida
9.852,5
9.247,1
6,5%
Dívida líquida/EBITDA (1)
3,2x
2,9x
(1) EBITDA dos últimos 12 meses
Considerando o desempenho da Pilgrim's Pride no resultado da JBS, a alavancagem passou
de 3,1x no 1T11 para 3,6x no 2T11. A PPC apresentou EBITDA negativo no primeiro semestre de
2011, o que reduziu significativamente o EBITDA anualizado para cálculo do indicador.

Em 24 de junho de 2011, a PPC anunciou uma emenda em sua estrutura financeira que
suspendeu os covenants existentes do fixed-charge coverage e do senior secured debt ratio
até o quarto trimestre de 2012.

JBS incluindo Pilgrim's Pride
R$ milhões
30/06/11
31/03/11
Var.%
Dívida bruta
17.124,3
15.162,7
12,9%
(+) Curto prazo
4.582,5
4.585,7
-0,1%
(+) Longo prazo
12.541,8
10.577,0
18,6%
(-) Disponibilidades
4.960,2
3.557,3
39,4%
Dívida líquida
12.164,1
11.605,5
4,8%
Dívida líquida/EBITDA (1)
3,6x
3,1x
(1) EBITDA dos últimos 12 meses

Posição de Caixa
A Companhia encerrou o trimestre com R$5,0 bilhões em caixa, superior a 100% da dívida de
curto prazo.
background image

6
Resultados do 2T11
ANÁLISE DOS RESULTADOS POR UNIDADE
Carne Bovina JBS USA (incluindo Austrália) -
43% da receita líquida da JBS S.A.

A receita líquida no trimestre foi de US$3.964,0 milhões, 19,1% superior em relação ao mesmo
período do ano anterior, reflexo do aumento dos preços vendidos. Comparado ao 1T11, o
aumento foi de 4,5%.

O EBITDA foi US$44,7 milhões no período, um decréscimo de 77,1% e 83,4% sobre o 2T10 e 1T11,
respectivamente. A margem EBITDA foi de 1,1% no 2T11. O resultado do trimestre reflete a
perda de receita na operação da Austrália, devido à forte valorização do dólar australiano, e
do impacto da marcação a mercado (mark-to-market) do hedge estrutural referente à
posição comprada de bois no mercado americano, que depreciou significativamente no
trimestre, em decorrência da seca que atingiu o sul dos EUA e aumentou a oferta de bois
para abate.

As operações na Austrália, além de sofrerem com a valorização cambial, enfrentaram
desafios tais como o aumento nas cobranças do Governo, projeto do imposto do carbono e
aumento no custo da mão-de-obra, sem nenhum aumento em produtividade
correspondente.

Apesar do resultado aquém do esperado no trimestre, no acumulado do ano (6M11) o EBITDA
das unidades de Carne Bovina e Suína nos EUA somaram US$503,3 milhões, comparado a
US$449 milhões nos 6M10, um aumento de 12,1%.


Principais Destaques (US GAAP)

US$ milhões
2T11
1T11
%
2T10
%
Cabeças abatidas (milhares)
2.111,9
2.003,1
5,4%
2.187,4
-3,5%
Receita líquida
3.964,0
3.793,3
4,5%
3.328,9
19,1%
EBITDA
44,7
269,7
-83,4%
194,9
-77,1%
Margem EBITDA %
1,1%
7,1%
5,9%


Abertura da Receita Líquida

Mercado Doméstico
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita Líquida (milhões US$)
2.811,8
2.774,1
1,4%
2.384,7
17,9%
Volume (mil tons)
799,7
908,7
-12,0%
829,7
-3,6%
Preços Médios (US$/Kg)
3,52
3,05
15,2%
2,87
22,3%
Mercado Exportação
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita Líquida (milhões US$)
1.152,2
1.019,2
13,0%
944,2
22,0%
Volume (mil tons)
291,3
280,8
3,7%
291,1
0,1%
Preços Médios (US$/Kg)
3,96
3,63
9,0%
3,24
21,9%
background image

7
Resultados do 2T11
Carne Suína JBS USA -
10% da receita líquida da JBS S.A.

A receita líquida no trimestre foi de US$845,8 milhões, 14,4% superior ao 2T10, reflexo do
aumento significativo das exportações e dos preços médios de venda em geral. Comparado
ao 1T11, o aumento foi de 1,1%.

O EBITDA foi US$83,6 milhões no 2T11, um aumento de 71,7% comparado ao 2T10. Em relação
ao 1T11, houve um decréscimo de 20,6%. A margem EBITDA foi de 9,9% no 2T11.

O desempenho da Unidade de Suíno continua forte, decorrente da alta dos preços de venda
da carne suína e uma demanda significativa do mercado externo, combinado com custos
mais eficientes de produção e um mix de produtos com alto valor agregado.

No acumulado de 2011, o EBITDA totalizou US$188,9 milhões, 125,9% superior ao mesmo
período de 2010, que foi de US$83,6 milhões.


Principais Destaques (US GAAP)
US$ milhões
2T11
1T11
%
2T10
%
Animais abatidos (milhares)
3.072,1
3.303,6
-7,0%
3.017,6
1,8%
Receita líquida
845,8
836,6
1,1%
739,2
14,4%
EBITDA
83,6
105,3
-20,6%
48,7
71,7%
Margem EBITDA %
9,9%
12,6%
6,6%


Abertura da Receita Líquida

Mercado Doméstico
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita Líquida (milhões US$)
701,4
683,2
2,7%
639,1
9,7%
Volume (mil tons)
279,9
321,0
-12,8%
310,2
-9,8%
Preços Médios (US$/Kg)
2,51
2,13
17,7%
2,06
21,6%
Mercado Exportação
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita Líquida (milhões US$)
144,4
153,4
-5,9%
100,1
44,3%
Volume (mil tons)
52,9
71,5
-26,0%
49,7
6,4%
Preços Médios (US$/Kg)
2,73
2,15
27,2%
2,01
35,5%


background image

8
Resultados do 2T11
Carne de Frango JBS USA
­ (Pilgrim's Pride Corporation ­ controlada pela JBS)
22% da
receita líquida da JBS S.A.

A receita líquida no trimestre foi de US$1.992,7 milhões, 16,7% superior em relação ao mesmo
período do ano anterior, reflexo do aumento no volume vendido. Em relação ao 1T11, o
aumento foi de 5,3%.

O EBITDA foi US$ -47,6 milhões, comparado a US$ -55,2 milhões no 1T11. O EBITDA negativo
reflete a alta nos preços dos grãos, demanda fraca para o período e queda dos preços de
certos produtos, principalmente os cortes vendidos no mercado interno. As exportações
continuam crescendo e atingiram níveis recordes, superiores aos níveis da indústria de frango
nos EUA.

A Companhia anunciou o fechamento da unidade em Dallas para o final de setembro. A
produção será redistribuída para outras plantas no estado do Texas, aumentando a utilização
da capacidade e eficiência dessas plantas, reduzindo assim os custos de produção.

A Companhia continua focada em reduzir custos, extrair sinergias e obter eficiências
operacionais para dirimir os efeitos dos grãos no custo do produto vendido. Além disso, a
Companhia está empenhada na melhora do mix de produtos e em valorizar os preços de
vendas de forma a refletir as atuais condições de mercado.


Principais Destaques (US GAAP)

US$ milhões
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita líquida
1.992,7
1.892,5
5,3%
1.707,6
16,7%
EBITDA
(47,6)
(55,2)
-
127,6
-
Margem EBITDA %
-2,4%
-2,9%
7,5%
background image

9
Resultados do 2T11
Unidade de Negócios JBS Mercosul - 25% da receita líquida da JBS S.A.

A receita líquida da JBS Mercosul foi R$3.615,3 milhões no trimestre, 2,7% superior ao 2T10,
reflexo do aumento nos preços de venda e do aumento dos preços no mercado externo. Em
relação ao 1T11, a receita ficou praticamente estável.

O EBITDA foi R$427,9 milhões no 2T11, um acréscimo de 27,9% sobre o mesmo trimestre do ano
anterior. Em relação ao 1T11 o aumento foi de 38,8%. A margem EBITDA foi de 11,8%.

O resultado da JBS Mercosul reflete a demanda aquecida no mercado doméstico aliado a
recuperação das exportações dos produtos industrializados. Além disso, as operações no Brasil
apresentaram reduções significativas de custo de produção decorrente dos ganhos de
sinergias e escala.



Principais Destaques

R$ milhões
2T11
1T11
%
2T10
%
Cabeças abatidas (milhares)
1.772,7
1.747,1
1,5%
1.850,3
-4,2%
Receita líquida
3.615,3
3.604,2
0,3%
3.521,9
2,7%
EBITDA
427,9
308,3
38,8%
334,5
27,9%
Margem EBITDA %
11,8%
8,6%
9,5%


Abertura da Receita Líquida

Mercado Doméstico
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita Líquida (milhões R$)
Carne In Natura
1.686,1
1.625,6
3,7%
1.468,2
14,8%
Industrializado
159,6
183,0
-12,8%
121,8
31,0%
Outros
457,4
448,5
2,0%
410,9
11,3%
TOTAL
2.303,1
2.257,1
2,0%
2.000,9
15,1%
Volume (mil tons)
Carne In Natura
269,2
238,3
12,9%
284,1
-5,2%
Industrializado
34,0
32,7
3,9%
39,5
-13,9%
Outros
227,4
238,9
-4,8%
221,0
2,9%
TOTAL
530,6
510,0
4,1%
544,6
-2,6%
Preços Médios (R$/Kg)
Carne In Natura
6,26
6,82
-8,2%
5,17
21,2%
Industrializado
4,69
5,59
-16,1%
3,08
52,2%
Outros
2,01
1,88
7,1%
1,86
8,1%

background image

10
Resultados do 2T11
Unidade de Negócios JBS Mercosul - 25% da receita líquida da JBS S.A.

Abertura da Receita Líquida

Mercado Exportação
2T11
1T11
%
2T10
%
Receita Líquida (milhões R$)
Carne In Natura
822,1
872,7
-5,8%
993,0
-17,2%
Industrializado
189,6
166,3
14,1%
226,5
-16,3%
Outros
300,5
308,1
-2,5%
301,5
-0,3%
TOTAL
1.312,2
1.347,0
-2,6%
1.521,0
-13,7%
Volume (mil tons)
Carne In Natura
106,1
116,1
-8,6%
137,6
-22,9%
Industrializado
19,6
17,6
11,4%
29,5
-33,4%
Outros
32,0
42,4
-24,4%
39,0
-17,9%
TOTAL
157,8
176,1
-10,4%
206,0
-23,4%
Preços Médios (R$/Kg)
Carne In Natura
7,75
7,52
3,1%
7,22
7,3%
Industrializado
9,67
9,44
2,4%
7,69
25,8%
Outros
9,38
7,27
29,0%
7,73
21,3%
background image

11
Resultados do 2T11
TABELAS E GRÁFICOS ANEXOS


Gráfico I - Distribuição das Exportações JBS Consolidado

US$ 2.363,6 milhões
2T11
Vietnã 1,2%
Taiwan 2,7%
China 4,1%
Canadá 4,8%
Coréia do Sul 7,7%
Hong Kong 6,8%
Outros 16,0%
U.E. 6,9%
México 13,0%
África e Oriente Médio 13,6%
Rússia 9,5%
Japão 13,7%




Filipinas 1,3%
Taiwan 2,5%
China 4,0%
Canadá 4,4%
U.E. 5,2%
Hong Kong 6,8%
Outros 14,0%
Rússia 8,4%
África e Oriente Médio 15,9%
México 14,4%
Japão 13,1%
Coréia do Sul 10,1%
US$ 2.450,3 milhões
1T11
Fonte: JBS




TABELA 1- Abertura do Custo de Produção por Unidade de Negócio 2T11

2T11 (%)
Consolidado JBS Mercosul USA Bovinos
USA Suínos
USA Frango
Matéria-prima
79,7%
85,1%
86,3%
84,9%
58,6%
Processamento (incluindo
insumos e embalagens)
11,0%
8,9%
5,9%
6,7%
25,1%
Mão-de-obra
9,3%
6,0%
7,8%
8,4%
16,3%
Fonte A JBS
background image

12
Resultados do 2T11

ÍNDICES





CONTATOS
Matriz
Avenida Marginal Direita do Tietê, 500
CEP: 05118-100 ­ São Paulo ­ SP
Brasil
Tel.: (55 11) 3144-4000
Fax: (55 11) 3144-4279
www.jbs.com.br
Relações com Investidores
Tel.: (55 11) 3144-4447
E-mail: ri@jbs.com.br
www.jbs.com.br/ri

background image

13
Resultados do 2T11

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ­ JBS S.A.
JBS S.A.
Balanços patrimoniais
(Em milhares de reais)
30.06.11
31.12.10
30.06.11
31.12.10
ATIVO
CIRCULANTE
Caixa e equivalentes de caixa
3.344.874
3.000.649
4.960.182
4.074.574
Contas a receber de clientes
1.498.848
1.672.729
3.934.861
4.036.104
Estoques
1.109.402
1.109.472
4.616.191
4.476.934
Ativos biológicos
-
-
516.368
417.028
Impostos a recuperar
1.200.092
1.088.310
1.639.375
1.515.013
Despesas antecipadas
12.172
13.844
119.036
107.825
Outros investimentos e operação descontinuada
-
504.002
-
504.002
Outros ativos circulantes
222.590
161.066
440.263
351.817
TOTAL DO CIRCULANTE
7.387.978
7.550.072
16.226.276
15.483.297
NÃO CIRCULANTE
Realizável a Longo Prazo
Créditos com empresas ligadas
190.647
-
376.836
332.679
Depósitos, cauções e outros
93.326
88.218
411.709
448.875
Impostos a recuperar
566.515
553.770
625.039
616.297
Total do Realizável a Longo Prazo
850.488
641.988
1.413.584
1.397.851
Investimentos em controladas
7.504.360
10.443.000
-
-
Imobilizado
7.778.995
7.598.963
14.323.594
14.624.201
Intangível
9.531.114
9.531.739
12.327.542
12.425.499
24.814.469
27.573.702
26.651.136
27.049.700
TOTAL DO NÃO CIRCULANTE
25.664.957
28.215.690
28.064.720
28.447.551
TOTAL DO ATIVO
33.052.935
35.765.762
44.290.996
43.930.848
Controladora
Consolidado







background image

14
Resultados do 2T11
JBS S.A.
Balanços patrimoniais
(Em milhares de reais)
30.06.11
31.12.10
30.06.11
31.12.10
PASSIVO
CIRCULANTE
Fornecedores
586.181
566.982
2.683.113
2.962.395
Empréstimos e financiamentos
3.927.297
4.342.593
4.582.497
4.966.198
Obrigações fiscais, trabalhistas e sociais
387.506
375.600
1.228.230
1.205.167
Débito com terceiros para investimentos
13.337
45.746
13.337
45.746
Outros passivos circulantes
447.363
509.482
295.346
332.208
TOTAL DO CIRCULANTE
5.361.684
5.840.403
8.802.523
9.511.714
NÃO CIRCULANTE
Empréstimos e financiamentos
6.715.340
6.679.915
12.541.810
10.217.156
Debêntures conversíveis
2.032
3.462.212
2.032
3.462.212
Obrigações fiscais, trabalhistas e sociais
-
-
292.375
317.633
Débito com terceiros para investimentos
3.286
5.144
3.286
5.144
Imposto de renda e contribuição social diferidos
306.131
390.774
648.817
1.003.050
Provisão para contingências
139.345
136.002
334.397
321.660
Débitos com empresas ligadas
-
1.532.002
-
-
Outros passivos não circulantes
36.946
124.939
246.828
397.430
TOTAL DO NÃO CIRCULANTE
7.203.080
12.330.988
14.069.545
15.724.285
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital social
18.046.067
18.046.067
18.046.067
18.046.067
Transações de capital
(9.950)
(9.949)
(9.950)
(9.949)
Reserva de capital
3.861.538
500.775
3.861.538
500.775
Reserva de reavaliação
104.032
106.814
104.032
106.814
Reservas de lucros
1.337.564
1.337.564
1.337.564
1.337.564
Ajustes de avaliação patrimonial
(2.625)
(1.719)
(2.625)
(1.719)
Ajustes acumulados de conversão
(2.817.449)
(2.385.181)
(2.817.449)
(2.385.181)
Lucros acumulados
(31.006)
-
(31.006)
-
Atribuído à participação dos acionistas controladores
20.488.171
17.594.371
20.488.171
17.594.371
Participação dos acionistas não controladores
-
-
930.757
1.100.478
TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
20.488.171
17.594.371
21.418.928
18.694.849
TOTAL DO PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO
33.052.935
35.765.762
44.290.996
43.930.848
Consolidado
Controladora






background image

15
Resultados do 2T11
JBS S.A.
Demonstrações do resultado para os trimestres findos em 30 de junho de 2011 e 2010
(Em milhares de reais)
2011
2010
2011
2010
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA
3.257.335
3.134.296
14.621.805
14.116.307
Custo dos produtos vendidos
(2.464.197)
(2.472.307)
(13.202.332)
(12.372.093)
LUCRO BRUTO
793.138
661.989
1.419.473
1.744.214
(DESPESAS) RECEITAS OPERACIONAIS
Administrativas e gerais
(142.496)
(159.979)
(386.065)
(443.074)
Com vendas
(312.700)
(242.150)
(754.724)
(654.059)
Resultado financeiro líquido
(536.110)
(554.899)
(590.894)
(539.789)
Resultado de equivalência patrimonial
(49.580)
292.663
-
-
Outras receitas (despesas)
1.039
1.376
(5.490)
43.941
(1.039.847)
(662.989)
(1.737.173)
(1.592.981)
RESULTADO ANTES DA PROVISÃO PARA IMPOSTO DE RENDA E CONTRIBUIÇÃO SOCIAL
(246.709)
(1.000)
(317.700)
151.233
Imposto de renda e contribuição social do período
686
717
(101.077)
(118.189)
Imposto de renda e contribuição social diferidos
65.267
3.989
211.806
(18.579)
65.953
4.706
110.729
(136.768)
LUCRO LÍQUIDO (PREJUÍZO) DAS OPERAÇÕES CONTINUADAS
(180.756)
3.706
(206.971)
14.465
Resultado das operações descontinuadas
-
-
-
-
LUCRO LÍQUIDO (PREJUÍZO) DO PERÍODO
(180.756)
3.706
(206.971)
14.465
ATRIBUÍDO A:
Participação dos acionistas controladores
(180.756)
3.706
Participação dos acionistas não controladores
(26.215)
10.759
(206.971)
14.465
Resultado básico por lote de mil ações no final do período- em reais
(73,00)
1,47
(73,00)
1,47
Resultado diluído por lote de mil ações no final do período- em reais
(60,86)
1,47
(60,86)
1,47
Controladora
Consolidado

















background image

16
Resultados do 2T11
JBS S.A.
Demonstrações dos fluxos de caixa dos trimestres findos em 30 de junho de 2011 e 2010
(Em milhares de reais)
2011
2010
2011
2010
Fluxo de caixa das atividades operacionais
Lucro líquido (prejuízo) do período atribuído aos acionistas controladores
(180.756)
3.706
(180.756)
3.706
Ajustes para conciliar o resultado às disponibilidades geradas
pelas atividades operacionais:
. Depreciação e amortização
114.432
69.483
310.186
309.352
. Provisão para créditos de liquidação duvidosa
3.729
874
1.698
8.766
. Resultado de equivalência patrimonial
49.580
(292.663)
-
-
. Resultado na venda de imobilizado
(2.001)
(2.962)
5.931
19.744
. Imposto de renda e contribuição social diferidos
(65.267)
(3.989)
(211.806)
18.579
. Encargos financeiros circulantes e não circulantes
146.802
(134.535)
39.085
(19.531)
. Provisão para contingências
1.347
2.039
13.355
2.781
67.866
(358.047)
(22.307)
343.397
Redução (aumento) em ativos
Contas a receber
84.770
(479.801)
(125.555)
(676.143)
Estoques
(43.029)
(133.619)
(227.729)
(458.929)
Impostos a recuperar
(43.472)
(66.527)
(81.021)
(65.396)
Outros ativos circulantes e não circulantes
(17.612)
100.608
(48.654)
373.715
Créditos com empresas ligadas
(138.917)
-
(126.298)
(36)
Ativos biológicos
-
-
(109.428)
(73.629)
Aumento (redução) em passivos
Fornecedores
52.400
34.520
290.631
227.405
Outros passivos circulantes e não circulantes
185.870
(38.868)
120.598
(134.629)
Débitos com empresas ligadas
-
20.860
-
-
Lucro atribuído aos acionistas não controladores
-
-
(26.215)
10.759
Ajustes de avaliação patrimonial e acumulados de conversão
-
-
(32.256)
(377.244)
Caixa líquido gerado pelas (aplicado nas) atividades operacionais
147.876
(920.874)
(388.234)
(830.730)
Fluxo de caixa das atividades de investimentos
Adições no ativo imobilizado e intangível
(170.548)
(195.824)
(277.118)
(369.778)
Baixas (adições) nos investimentos em controladas
1.391.853
(47.885)
-
-
Efeito líquido do capital de giro de empresa incorporada
718
-
-
-
Caixa líquido gerado pelas (aplicado nas) atividades de investimentos
1.222.023
(243.709)
(277.118)
(369.778)
Fluxo de caixa das atividades de financiamentos
Empréstimos e financiamentos captados
2.097.002
1.978.435
6.358.939
4.672.264
Pagamentos de empréstimos e financiamentos
(2.250.626)
(1.741.875)
(4.204.965)
(4.481.732)
Aumento de capital
-
1.563.637
-
1.563.637
Aquisição de ações de emissão própria
(44.019)
-
(44.019)
-
Caixa líquido gerado pelas (aplicado nas) atividades de financiamentos
(197.643)
1.800.197
2.109.955
1.754.169
Variação cambial sobre caixa e equivalentes
-
-
(41.697)
(30.578)
Variação líquida no período
1.172.256
635.614
1.402.906
523.083
Caixa e equivalentes de caixa no início do período
2.172.618
1.145.622
3.557.276
2.992.007
Caixa e equivalentes de caixa no final do período
3.344.874
1.781.236
4.960.182
3.515.090
Controladora
Consolidado






background image

17
Resultados do 2T11

DISCLAIMER
Nós fazemos declarações sobre eventos futuros que estão sujeitas a riscos e incertezas. Tais declarações têm como base crenças
e suposições de nossa Administração e informações a que a Companhia atualmente tem acesso. Declarações sobre eventos
futuros incluem informações sobre nossas intenções, crenças ou expectativas atuais, assim como aquelas dos membros do
Conselho de Administração e Diretores da Companhia.

As ressalvas com relação a declarações e informações acerca do futuro também incluem informações sobre resultados
operacionais possíveis ou presumidos, bem como declarações que são precedidas, seguidas ou que incluem as palavras
"acredita", "poderá", "irá", "continua", "espera", "prevê", "pretende", "planeja", "estima" ou expressões semelhantes.

As declarações e informações sobre o futuro não são garantias de desempenho. Elas envolvem riscos, incertezas e suposições
porque se referem a eventos futuros, dependendo, portanto, de circunstâncias que poderão ocorrer ou não. Os resultados futuros
e a criação de valor para os acionistas poderão diferir de maneira significativa daqueles expressos ou sugeridos pelas
declarações com relação ao futuro. Muitos dos fatores que irão determinar estes resultados e valores estão além da nossa
capacidade de controle ou previsão.